10 filmes da Disney que merecem uma versão live-action

Selecionamos alguns dos títulos da Disney que deveriam ganhar novas releituras com atores reais.

As novas versões de seus clássicos com atores reais é a mais recente forma da Disney de encantar um público que navega por todas as faixas etárias. A primeira delas foi lançada em 1996, uma adaptação do longa 101 Dálmatas, com roteiro do célebre John Hughes e Glenn Close no papel da vilã Cruela De Vill.

Em 2010, Alice no País das Maravilhas reintroduziu o estúdio nos filmes live-actions e deixou os cinéfilos maravilhados não só com o encanto dos efeitos, mas com a trama totalmente refeita para agradar aqueles que cresceram, como também aqueles que experimentavam pela primeira vez os contos de fadas nos cinemas com a pitada Disney de ser.

Ao longo desses seis anos, a Disney se aprimorou e a lista de live-actions não para de crescer. Malévola foi um sucesso, junto com Mogli — O Menino Lobo, Cinderella e Alice Através do Espelho talvez não tenham sido o que foi esperado, mas A Bela e a Fera é a promessa de mais uma ótima releitura. E ainda tem pelo caminho Mulan, Aladdin, O Rei Leão, A Branca de Neve, Cruella… E ainda há espaço para muito mais! A Lista de hoje caiu neste caldeirão mágico da Disney e reuniu 10 animações que esperamos ver nos cinemas com atores reais.

Hercules Disney

1. Hércules

Assim como Branca de Neve, há diversas versões do conto do herói grego por aí, mas nenhum tem a alma da animação que fez sucesso em 1997. Além do próprio Hércules, há locais e personagens no filme que seria divertido ver traduzido em um ambiente real. Hades, por exemplo, é um dos melhores vilões da Disney, e certamente ficaríamos curiosos para ver os recursos adotados na sua representação divina. Isso dará ao público uma chance de reexplorar a mitologia grega e os deuses do Olimpo, e ouvir novas versões das canções Vencer Distâncias, De Zero a Herói e Não Direi.

2. Pocahontas

As crianças dos anos 90 simplesmente amam Pocahontas! A personagem-titular é uma heroína guerreira, com uma relação muito íntima com a natureza, em um período da história muito mítico. Cores do Vento e Depois do Rio o Que é Que Vem? são clássicos que ainda resistem ao tempo. Embora tenha sido um sucesso comercial, há erros de precisão histórica que merecem um novo olhar. E não precisa avançar para o estranho triângulo amoroso da sequência, é bom manter apenas como uma história de amor entre um descobridor e uma nativa.

3. O Corcunda de Notre Dame

A versão da Disney de O Corcunda de Notre Dame é um daqueles filmes que você quer amar ou odiar. Apesar de como você pode se sentir sobre o destino de Quasímodo ou os aspectos sombrios e religiosos do enredo, não há como negar o gênio musical de Alan Menken. Os Sinos de Notre Dame e Deus Ajude os Proscritos são algumas das canções melódica e liricamente mais comoventes já escritas. Junte isso às histórias trágicas de Victor Hugo, e uma versão live-action que faria o público ficar aos prantos.

4. Atlantis: O Reino Perdido

A primeira incursão da Disney em ficção científica animada, Atlantis: O Reino Perdido não é uma das produções mais valorizadas do estúdio. Provavelmente, devido a uma combinação de seu conteúdo com a ausência de músicas originais, o filme não funcionou muito bem, apesar das expectativas da Disney. De qualquer maneira, tornou-se um clássico devido ao elenco de dubladores e ao visionário conceito artístico de Mike Mignola, criador do Hellboy. Uma versão com atores reais tem o potencial de fazer uma aventura incrivelmente deslumbrante, com Milo e sua tripulação explorar a mitológica cidade perdida de Atlantis.

5. Tarzan

Tanto quanto Hércules, o que não falta é Tarzan na cultura pop e no cinema. A versão animada teve um impacto profundo na própria maneira de contar histórias da Disney. A selva suntuosa, a interação entre humanos e animais (provavelmente como efeitos visuais), e ainda as músicas de Phill Collins parecem ser a receita mágica para mais um filme de sucesso, com extensão da vida de Tarzan na selva, no seu passado e na criação junto à tribo de macacos — até a descoberta de semelhantes e do romance com Jane.

6. A Nova Onda do Imperador

Um filme amado, mas altamente subestimado, A Nova Onda do Imperador está pronto para um remake em live-action. Eles teriam que encontrar um ator com um estilo cômico para o papel de Kuzco, com descendência hispânica, e dada a reação recente da Disney no que diz respeito à sensibilidade racial, eles fariam de tudo para manter as referências intactas. Com a popularidade do capanga de Yzma, Kronk, no entanto, sua escalação provavelmente seria a de mais interesse para as pessoas.

7. A Princesa e o Sapo

A Princesa e o Sapo está no caminho para se tornar um dos clássicos recentes da Disney, e não há dúvida de que a Princesa Tiana renderia um bom filme live-action. Na maioria da trama, o casal principal está em forma de sapos, mas os avanços na tecnologia de CGI poderiam fazer o filme um tanto creditável, e com o mesmo encanto da versão animada.

8. Lilo e Stitch

Lilo & Stitch marcou um ponto crucial na animação da Disney, e alguns diriam que foi o precursor de Frozen e Moana. O filme foi relativamente popular, e seu alcance só se ampliou com o lançamento de suas sequências. O cenário no Havaí coloriu grande parte da trama e personagens do filme. O termo havaiano para a família (de sangue ou não), ‘ohana, desempenhou um grande papel no filme, efetivamente domesticando Stitch e dando Nani e Lilo um sistema de apoio maior. Uma adaptação de Lilo & Stitch certamente seria uma das produções mais peculiares da Disney. Seria interessante ver como se combinariam elementos de ficção científica com o cenário tropical, o que pode não se traduzir tão bem quanto na animação.

9. O Irmão Urso

Os anos 2000 foi desafiador para a Disney, com filmes pouco populares, com um impacto menos relevante nas bilheterias e na cultura como um todo. Assim como Lilo & Stitch, O Irmão Urso tem um conceito mais maduro, que pode ser muito bem adaptado e trabalhado numa nova versão com atores reais. A mitologia indígena mostrada no filme original é um ponto interessante, e a Aurora Boreal, que traz o contato entre os vivos e os mortos, renderiam boas cenas.

10. Frozen — Uma Aventura Congelante

Não foi preciso esperar tanto para ver que Frozen — Uma Aventura Congelante se tornaria um clássico da Disney. Sua trilha sonora é até hoje cantarolada pelos pequenos fãs da Rainha Elsa, e pode até demorar, mas o estúdio do Mickey Mouse pode levar o Reino de Arendelle para além da animação. O elenco, as músicas e os efeitos visuais deixariam o público ansiosos para conferir o resultado nas telonas. Além do mais, seria a primeira chance de uma produção da Pixar nesse novo nicho do mercado.

Ficou faltando algum? Compartilhe conosco nos comentários.

Até a próxima!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!