12 saudades da MTV Brasil

Tristeza não tem fim. Felicidade, sim.” — Vinicius de Moraes

Vinicius não viveu para assistir a MTV Brasil, mas com certeza descreveu com exatidão o sentimento de inúmeros brasileiros com o encerramento do canal, em 2013. Foram 23 anos alegrando a classe jovem do nosso país, com muita música, humor e inovação. Marco na história da TV brasileira, seus programas foram responsáveis por um pedaço gigante na memória afetiva de muita gente que buscava, no canal, uma alternativa de entretenimento diferenciada das outras experiências existentes no Brasil — e que até hoje deixam saudades. Essa Lista é dedicada a você, eterno fã da MTV Brasil.

Disk MTV (1990–2006)

(011) 521–5590. Ou (021) 240–6052. Estes eram os números que ficavam com as linhas congestionadas todos os dias, de segunda a sexta, 25 anos atrás. Era sagrado: às 18h, Astrid Fontenelle mostrava para o Brasil quais foram os 10 clipes mais votados do dia, nesse verdadeiro marco da TV. Além de outras Astrid, muitas outras entidades da TV ocuparam o posto de VJ da versão brasileira do sucesso americano “Dial MTV”, como Sabrina Parlatore e Sarah Oliveira. O primeiro vídeo exibido pelo programa foi “Garota de Ipanema”, de Marina Lima, já o último, após 16 anos, foi “Hurt”, de Christina Aguilera (que inclusive foi entrevistada ao vivo no programa).

Furo MTV (2009–2013)

Nenhuma emissora pode existir sem seu próprio telejornal. E a MTV Brasil não ficou pra trás nesse quesito. Um dos principais humorísticos da casa, o Furo MTV abalava as estruturas do horário nobre, também de segunda a sexta. Inspirado no excelente Weekend Update do Saturday Night Live e sob o comando de Dani Calabresa e Bento Ribeiro, o programa era espalhafatosamente divertido, com alto grau de criticidade e de uma naturalidade e pureza hoje raras na TV aberta. É um bom exemplo de programa que cativa os espectadores pela sua simplicidade. Âncoras afiados, edições dinâmicas e notícias relevantes. Vamos trazer o furo de volta ao jornalismo!

Ponto Pê (2004–2007)

Esqueça esses programas bobos de hoje em dia, que pensam saber se comunicar de forma adequada sobre assuntos como sexo, relacionamentos e comportamento. Nenhum deles é nada comparado ao saudoso Ponto Pê, que fez muita gente economizar a grana da terapia durante 3 anos. Com a apresentação da baiana Penélope Nova no conforto de seu sofá, o programa era despudorado e tratava de diversos assuntos pelo telefone com seus telespectadores, em rede nacional, como traição, fantasias, homossexualidade, etc. Tabus? Não para a MTV Brasil! Anteriormente, a MTV Brasil teve outra experiência, o MTV Erótica, e posteriormente, o Podsex e o MTV Sem Vergonha. Aliás, o Youtube está cheio de pérolas do programa, como essa seleção aqui.

Comédia MTV (2010–2012)

Não chore ao ver esta foto da galera reunida. Essa geração de comediantes que está dominando o Brasil atualmente nasceu na MTV Brasil, e hoje, traz só orgulho para os fãs que já os amavam desde os primórdios. O sucesso do Furfles deu origem ao que seria um divisor de águas na produção de esquetes de humor no Brasil, que criou clássicos até hoje lembrados, como a boneca Juju Carente, musicais espetaculares como O Lado Bom de Ser Gay, personagens memoráveis e imitações sensacionais. Foi, durante um tempo, ao vivo. Vale a pena também reviver os bons momentos no YouTube.

Top Top MTV (2004–2010)

Marina Person e Leo Madeira eram convidados a entrar em nossas casas, todas as semanas, para compartilharem um ranking dos “10 mais” de tudo o que você pode imaginar, desde os 10 melhores discos de todos os tempos até as 10 piores invenções da história da música. Com alto teor cultural e narrada de forma extremamente leve e descompromissada, a atração fazia passeios pelo mundo da música através de curiosidades e narrações empolgantes. Atualmente, você pode curtir esta dupla dinâmica na Cultura.

Beija Sapo (2005–2007)

Ah, Daniela Cicarelli! Povoando as mentes adolescentes durante 2 anos, a apresentadora comandava a ousada atração que foi revolucionária no formato de juntar casais. O programa causou polêmica ao promover edições especiais para casais gays, muito antes de qualquer novela da 21h sonhar em ter um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo. Entre príncipes, princesas e sapos, o programa foi um sucesso e até hoje é lembrado com muito carinho pelos fãs da emissora.

Quinta Categoria (2008–2011)

Inicialmente com Marcos Mion, Dani Calabresa, Guilherme Santana e Cazé Peçanha, o programa era um sucesso do teatro reproduzido na TV: o improviso. Mas o programa bombou mesmo foi com a entrada dos Barbixas, trio experiente desta arte que até hoje atrai grandes públicos para o teatro. Com inúmeros jogos (muitos viraram até brincadeiras do cotidiano dos fãs), o programa era referência em criatividade, inovação e interação da plateia. Em 2010, o programa revelou os talentos de Rodrigo Capella, Paulinho Serra e Tatá Werneck, sempre com uma participação especial.

Rockgol (1995–2013)

O mega campeonato de futebol da MTV Brasil foi um daqueles sucessos instantâneos da década de 90. Sob o comando de Paulo Bonfá e Marco Bianchi, a primeira edição desta Copa futebolística musical contou com times de peso, como Skank (que venceu), Barão Vermelho, Titãs e Os Paralamas do Sucesso. O spin-off Rockgol de Domingo durante a Copa de 2002 foi ganhando envergadura até se tornar o novo formato do Rockgol, com uma mesa redonda bastante humorada sobre futebol, cheia de convidados especiais, sempre nas noites de segunda. Com o tempo, o programa retornou também o campeonato e teve outros apresentadores, como Daniel Furlan, Juliano Enrico, Edu Elias e Marcelo Adnet.

15 Minutos (2008–2010)

E falando nele, olha quem apareceu na nossa seleção. Quem nunca teve sua noite salva pelo galã Marcelo Adnet? Durante 3 temporadas, em doses homeopáticas, o humorista vinha nos visitar para curar os problemas do dia com o melhor remédio do mundo: o riso. Imitações, improvisos, paródias, entrevistas e tudo mais. O formato curto se mostrou um trunfo na grade da emissora, que investiu em outras atrações com o mesmo tempo de duração. Sucesso de crítica e público, Adnet nunca estava sozinho no seu apartamento fictício no Humaitá: quem não se lembra do mano Kiabbo e do Rafael Queiroga?

Acesso MTV (2009–2010)

Já as tardes eram responsabilidades das musas excêntricas Titi Muller e Marimoon. A primeira apresentava o caliente Podsex e a segunda o Scrap MTV, até que começaram a trabalhar juntas e demonstraram uma química incrível para o público. Sempre com notícias dos mundo pop e dos famosos em geral e com um clipe entre uma matéria e outra, o programa foi um super sucesso teen, recheado de interações com o público através do Twitter. Toda sexta era dia de show ao vivo no estúdio do programa, com fãs lotando as portas da sede da emissora.

Hermes e Renato (1999–2009/2013)

Humor negro, sim senhor. E bote humor nisso! Marco Antônio Alves, Fausto Fanti, Bruno Sutter, Felipe Torres, Adriano Pereira e Gil Brother eram meninos quando tudo isso começou. O humorístico tomou proporções enormes, agregando muitas polêmicas e admiradores com o passar dos anos. Não dá pra esquecer do Palhaço Gozo, Robocopo, Massacration, Padre Gato e Tela Class, não é? O programa voltaria a ser produzido pelo canal FX, mas infelizmente Fausto Fanti faleceu antes que o projeto fosse concretizado.

Megaliga MTV de VJs Paladinos (2003–2007) e Fudêncio e seus amigos (2005–2011)

As animações nacionais da MTV foram um estouro. A primeira rendeu um monte de marcas licenciadas: tinha até caderno escolar da Megaliga. As caricaturas perfeitas dos apresentadores da emissora e o roteiro “cool” do desenho acabaram por fazer da produção um dos melhores produtos que a MTV Brasil exibiu em toda a sua existência. Já a turma do Fudêncio chegou para que o Brasil tenha um South Park para chamar de seu. Sucesso das madrugadas, a animação de teor adulto ganhou até o spin-off Infortúnio com a Funeréa, que rendeu ótimas entrevistas.

E aí? Curtiu a nossa seleção? Do que mais você sente falta da MTV Brasil? Conta pra gente, o Box de Séries quer saber. Até a próxima!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER