20 desapontamentos do cinema em 2015

Confira os maiores desapontamentos do cinema em 2015. Nem sempre um sucesso de bilheteria é um grande filme!

Será que você só assistiu a sucessos este ano? Com certeza sua lista de filmes vistos incluiu alguns desapontamentos do cinema em 2015.

Como parte de nossa retrospectiva, já vimos as personalidades do ano e até como 2015 foi o ano das mulheres. Listamos todas as histórias publicadas este ano e que precisamos ler, e também as séries que marcaram o ano. É claro que os melhores filmes também foram relembrados.

Mas nem tudo são flores, por isso separamos os momentos da TV que queremos esquecer. E como no cinema também tivemos derrapadas, ficam aqui os fracassos cinematográficos do ano!

O fracasso de O Quarteto Fantástico

Até se deu bem na bilheteria brasileira. Mas nos EUA e no global, foi um fiasco, não tem jeito. Cabe aos fãs orar muito para que o contrato com a Sony/Fox acabe logo e os estúdios Marvel possam englobar o Quarteto no UC mais amado de todos os tempos.

Homem-Formiga: de micro a mico

Depois de Guardiões da Galáxia os fãs disseram que a Marvel Studios conseguiria transformar qualquer coisa em um grande sucesso dos cinemas. Dai um dos Vingadores originais finalmente chega ao Universo Cinematográfico da Marve e… blerg! Não foi aquilo tudo. Os melhores momentos do filme acabaram sendo os escapes cômicos. E olha que Paul Rudd não estava ruim. Alguém consegue explicar o que faltou nessa aventura Marvel?

Jogos Vorazes A Esperança O Final, Katniss nunca foi tão fraca

Foi um sucesso de bilheteria, é preciso admitir. Porém, tivemos em A Esperança O Final o mais fraco roteiro de todos os quatro filmes da saga Jogos Vorazes. A culpa é do filme? Claro que não. É capaz que nenhum outro roteiro tenha respeitado tanto o material original. Ainda assim foi xoxo demais para o público comum. Confira nossa crítica.

Insurgente, mais um episódio da Série Divergente

Os críticos mais favoráveis apontaram que o filme era bom. Mas apenas para quem assistiu ao primeiro e anterior. A história até que é simples: o mundo dividiu a pessoa em facções e cada fação recebe pessoas que são boas em uma coisa. Quem é bom em mais de uma, é divergente e por isso deve morrer. Assim a jovem protagonista derrubará todo um império do mal. Além de um elenco de bonitos, o filme não traz nada demais. Falhou na tentativa de ser o novo Jogos Vorazes.

O fraquíssimo Destino de Jupiter

A nova empreitada cinematográfica dos Wachowskis, ao contrário de Sense8, não deu muito certo. O roteiro era confuso e aos protagonistas faltava objetividade e rumo. Para onde tudo se encaminhava? Não era fácil saber. Mas assim deve ser o destino, não é? Para quem gosta de metáforas e referências religiosas, é um prato cheio.

Poltergeist — O Fenômeno… paranormal!

Digamos que a melhor coisa de Postergeist foi a promoção do filme, que incluiu uma sensacional pegadinha de câmera escondida no Programa Silvio Santos. Isso já indica o motivo de estar nesta lista, não é mesmo?

A falha de Terremoto — A Falha de San Andreas

Um ótimo filme para quem quer ir no cinema e sentir a cadeira chacoalhar. Mas se você só queria ver um bom filme, A Falha de San Andreas não é recomendado. Já tivemos melhores representantes do cinema catástrofe anteriormente.

Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível, exceto bilheteria

Tomorrowland era a nova franquia que a Disney queria promover com base em uma atração de seu parque, assim como aconteceu com os Piratas do Caribe. O problema é que Tomorrowland não era nenhum Piratas do Caribe. Nem Hugh Laurie, nosso amado Dr. House, salvou.

A Forca não desceu nem à força

Nem mesmo os fãs de terror curtiram A Forca, que exagera nos clichês que um filme do gênero geralmente traz. Se o filme conseguiu ir bem em algo, foi na campanha de marketing, que ousou compará-lo ao clássico A Bruxa de Blair apenas por seguir a linguagem found footage (filmagem encontrada — é aquele estilo no qual um personagem da história está filmando tudo). Confira nossa crítica.

Faltou pirilimpimpim para Peter Pan voar

O filme até funciona para o público infantil. Mas para um adulto, ou jovem, ainda é preciso muito pirilimpimpim para decolar. Apesar de super esperado, não conquistou a quantidade esperada em bilheteria. A história é até interessante, já que não conta o clássico que todos conhecemos. Fala sobre a origem dos personagens. Mas parece que o público já dá os primeiros sinais de cansaço desta onda de contos de fadas nos cinemas.

Faltou muito mais que cor em Cinquenta Tons de Cinza

Outro grande destaque do cinema quando o assunto é bilheteria. Mas vamos falar a verdade, tirando todo e qualquer momento no qual Jamie Dornan aparece, o filme é bem marromeno. Falaram tanto de sadomasoquismo e tudo o que vimos foi a protagonista tomar umas palmadas. E pronto e acabou. Literalmente.

A decepção dos Minions

Parece que toda a força dos minions estava em nosso malvado favorito. Mais um filme de origem de personagem que não deu certo. Neste caso, pelas piadas fracas e roteiro superficial. Nesses tempos em que animações são feitas para adultos que têm crianças (filhos) como acompanhantes, faltou tempero e sobrou banana.

Entourage: Fama e Amizade

Uma série de sucesso sobre um grupo de pessoas que tem amizade muito forte e todas as pessoas desse grupo têm muito carisma. Deu certo com Sex & The City. Por que não daria com Entourage? Alguém da HBO com certeza pensou assim. A questão é, a maioria dos homens heteros não vão ao cinema para ver amigos. Vão para ver explosões, carros-robôs, e 300 filmes da franquia Velozes e Furiosos. Já as mulheres, ah, elas adoram uma comédia romântica. Confira nossa crítica.

Exterminaram O Exterminador do Futuro: Gênesis

É preciso saber a hora de parar. Mas os produtores de O Exterminador do Futuro: Genesis já viajaram tanto no tempo que perderam esta noção. São tantas idas e vindas que fica difícil entender em que ponto estamos na linha do tempo da histórias. Dá até a sensação de que isso não importa mais. O importante é recauchutar um personagem e ver quem vai de trouxa ao cinema.

Faltou tamanho em Pixels

É um filme do Adam Sandler, né gente? Só por isso já merece estar aqui.

Ted 2 perdeu o embalo

O primeiro filme foi divertido. Mas ganhou as manchetes pelos motivos errados. Quem se lembra da quantidade de gente reclamando do ursinho fofinho do poster, que falava palavrão? Era óbvio que a sequência não seria tudo isso. Mas pelo menos tentaram.

O frustrante Férias Frustradas

Algumas coisas são consideradas clássicas e com elas vão algumas regalias. A primeira delas é a não necessidade de retoques. Mas a Warner achou que, por bem, Férias Frustradas merecia uma releitura para as famílias de hoje em dia. Deu ruim. O elenco até era promissor, mas toda e qualquer piada soava apenas como uma tentativa de emular o original. Chato, né? Confira nossa crítica.

Faltou algum filme que te desapontou? Então deixe um comentário.

Como Sobreviver a um Ataque de Zumbis e a este filme?

Como pegar um dos melhores livros geeks e transformar em algo nada a ver, sexista e sem graça? O diretor e os produtores de Como Sobreviver a um Ataque de Zumbis te mostram. Confira nossa crítica.

Maze Runner — Prova de Fogo… Para a audiência

Tal qual Divergente, Maze Runner ainda não decidiu se veio para ficar, ou se será cancelada em breve. Não é nenhum Harry Potter, longe disso. Mas bem que tenta ser uma saga juvenil que leva multidões aos cinemas. Se não conseguiu no primeiro filme, não vai conseguir mais. Fica a dica. Confira nossa crítica.

Nem Superman salva O Agente da U.N.C.L.E.

Uma série de sucesso dos anos 60 merece muito mais que um remake cinematográfico. A fotografia é muito boa, Henry Cavil está muito bem. Mas nem o Superman salvou U.N.C.L.E. dos clichês de espionagem. Aliás, o filme ainda sofreu com a quantidade de filmes de espionagem lançados este ano. Confira nossa crítica.
Por Caio Fochetto com colaboração da Equipe BOXPOP.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER