2011: um ano de muitos baixos e poucos altos

2011 não foi um grande ano para as séries. Com uma fall season muito fraca, o que salvou foram algumas veteranas e as belíssimas estreias da TV a cabo americana.

Enquanto a TV aberta foi elogiada pelos contos de fadas (leia-se Grimm e Once Upon a Time) e algumas comédias, a TV paga desfilava sucessos, como a grandiosa Game of Thrones, a incontestável quarta temporada de Breaking Bad, a tensa Homeland e, até mesmo, a bizarra, mas viciante American Horror Story.

Tudo isso vocês já viram na Retrospectiva do Box, então vamos ao que interessa? Com vocês, o que de Melhor e Pior rolou em 2011 no mundo das séries. [Obviamente, vale lembrar que o texto pode conter alguns SPOILERS].

Morreu! Pena que só de brincadeirinha: A melhor cena de todos os tempos foi ao ar em 2011 — Justin Bieber foi “fuzilado” durante um episodio de CSI.

Dungeons and Dragons em Community: O RPG mais famoso do mundo vira e mexe da às caras na TV, nos proporcionando ótimos episódios. Em Community, não foi diferente. Brilhante!

Cérebro mal passado para o café da manhã: Somente a mente insana de Ryan Murphy nos traria uma cena tão bizarra como essa — Connie Britton comendo um cérebro. Valeu!

Gus versão The Walking Dead: Vince Gillian — o maior gênio da TV atual — conseguiu criar uma cena clássica nos últimos minutos da season finale de Breaking Bad — a última aparição de um dos maiores vilões dos últimos tempos, Gus Fring, foi uma cena fora dos padrões da série, mas que ficará na memória dos fãs para sempre!

Tapa na cara do Joffrey: Um dos melhores personagens do ano, muito bem interpretado por Peter Dinklage, foi o responsável por um tapa muito bem dado no insuportável Joffrey. TODOS VIBRA.

Os Simpsons do Futuro: Um show que está no ar há 23 anos, dificilmente, consegue trazer algo novo. Mas 2011 foi um excelente ano para a família do Homer. Com uma das melhores temporadas de todos os tempos, a família amarela consagrou a temporada com Holidays of Future Passed, mostrando como os personagens estariam daqui a 30 anos. Obrigatório.

O poder da capa: As promos já deixavam claro que iria ser a bomba do ano, mas a NBC surpreendeu a todos e estreou algo bem pior do que pensávamos, The Cape. #Sixseasonsandamovie

Foge Mulher Maravilha: Se você pensava que The Cape era o mais baixo que a emissora conseguia chegar, a NBC te surpreende mais uma vez com a divulgação de Wonder Woman. Fomos polpados de uma temporada completa, mas o piloto foi liberado na internet. Cuidado, cenas fortes.

Skins do Tio Sam: Para se juntar ao time das séries desastrosas, o remake da MTV que mal conseguiu terminar a primeira e única temporada e quase virou caso de policia.

As panteras de novo? Só porque Hawaii Five — O deu certo em 2010, não quer dizer que Charlie’s Angels iria ser bem recebida, afinal ninguém aguenta mais a historia desse trio.

Ashton Kutcher: Depois daquele barraco todo, escolheram Kutcher para “substituir” Charlie Sheen. Estranho, já que o maior público da série é masculino e não está a fim de ver o cara pelado a cada 8 minutos de cena. E pensar que o brilhante Jeremy Piven foi cogitado…

Claro que faltou muita coisa, mas são desses momentos que vamos nos recordar quando perguntarem: o que rolou em 2011 no mundo das séries?

E para vocês o que mais marcou o ano?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER