4 motivos para Supernatural acabar

Já falamos de Two and a Half Men, Glee e agora é a vez de Supernatural! Ao contrário das duas anteriores, essa em especial, foi pedido de um internauta em nosso Twitter.

Para mostrar que o Box de Séries é a voz do povo, apontaremos 4 motivos para Supernatural acabar. Em suma, o fato é que a atração do CW deveria ter sido finalizada há muito tempo.

Desgaste da narrativa

A princípio, Supernatural surgiu do fascínio de seu criador, Eric Kripke, por lendas urbanas, tema bastante explorado em famosos filmes de terror dos anos 90. A ideia de trazer este tipo de conteúdo para a TV pareceu bastante efetiva.

E, de fato, foi. Mas ao decorrer de nove temporadas, o foco da série foi mudando, e agora, em seu nono ano, o show traz uma nova narrativa, abandonando as lendas e seu formato primordial. O problema é que todas as tramas sobrenaturais já foram abordadas.

Os irmãos Winchester já viram Deus e o Diabo, e eu pergunto a você, o que mais falta? Ao meu ver toda a temática da série já foi explorada. Optar por abordar dramas pessoais sem um bom suporte na história e com falta de recursos lógicos (e bem feitos) para uma temporada seguinte é cavar um fim desastroso e decepcionante.

supernatural-love

Jared Padalecki e Jensen Ackles

Pessoalmente falando, a primeira vez que conferi o trabalho de Jensen foi em Smallville. Desde lá sei o quão sofrível é a sua atuação. Jared eu vi em Crywolf, e quando colocaram os dois juntos, pensei em estar assistindo Debi & Lóide, mas sem um quinto do talento da dupla Jim Carey e Jeff Daniels.

Mas logo me atentei à estratégia do CW. Não queriam atores talentosos, buscavam beleza para atrair o público adolescente. O que eles não sabiam é que os fãs que se prendem a este tipo de sentimento são os maiores vilões.

Eles fazem os atores e toda a equipe da série acreditarem que eles são bons. Mas a verdade é que eles são péssimos. Permanecer por muito tempo em um show impossibilita os artistas de crescerem, de buscarem novos desafios a serem superados. E ao longo de nove anos, Jared e Jensen não mostraram nenhuma evolução no quesito atuação. Continuam só bonitos, nada mais.

Alguns de vocês devem estar indignados com a minha afirmação de que os dois são maus atores e que se o show fosse tão ruim quanto eu digo, eles já teriam deixado o programa. Mas acreditem: é muito mais cômodo estar empregado em uma série ruim do que ter a coragem de ficar desempregado e procurar progredir.

A saída de Eric Kripke

Eric Kripke, criador de Supernatural, optou por abandonar a série por querer um show com apenas cinco temporadas, com uma história linear, bem explorada e bem concluída.

Desde então, o espetáculo de bizarrices começou. A série ficou nas mãos de Sera Gamble, e até um alter-ego dela própria ela encaixou no show. A sexta temporada foi a coisa mais vergonhosa de que eu já vi em toda a minha vida.

O que foi aquele décimo quinto episódio? Universo paralelo? Fringe feelings? Muito ruim!!!

Sera decidiu sair do comando da produção no final da sétima temporada. E desde então, não sei (e nem me interesso) quem está com as mãos em Supernatural. Mas não há no mundo showrunner capaz de consertar a bagunça que essa série se tornou. Acho que nem o próprio Eric conseguiria salvá-la a essa altura do campeonato.

The CW Television Network

Agora vocês vão falar: vai começar a implicância. Supernatural teve sua primeira temporada exibida ainda no finado The WB, antes da fusão. E talvez por isso eu tenha tanto carinho pelo primeiro ano da série.

Se o show fosse de um canal mais sensato já teria sido finalizado há muito tempo. Primeiro porque, com toda certeza do mundo, existem scripts muito melhores loucos para serem aprovados. Além do fato de que roteiro extenso não é sinônimo de qualidade.

O CW possui um fanatismo inegável por coisas velhas que fizeram sucesso. Ou seja, Supernatural já foi boa, e ainda detém um público fiel, mas já não é interessante. O pior é saber que já estão trabalhando em um spin-off. O CW consegue ser previsível e detestável com atitudes como essa.

Um canal de mente pequena, apelativo e cheio de clichês. Não dá para confiar em nenhuma produção que permaneça por muito tempo na sua grade de exibição.

Consultoria: José Francisco

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER