A ambição cega de Os Oito Odiados

O mais novo trabalho do diretor Quentin Tarantino, Os Oito Odiados, sofre devido às suas ambições.

Um deles vai matar todo mundo aqui dentro” — RUTH, John

Quentin Tarantino nunca errou a mão em seus longas, sempre entregando um produto acima da média com relação à direção, elenco e roteiro. Tanto que a maioria de seus longas acabam se tornando “cults”. Porém, em seu mais recente trabalho, Os Oitos Odiados, o diretor tentou resgatar uma maneira de fazer cinema e acaba nos entregando seu trabalho mais inferior.

A trama se passa durante uma nevasca, quando o carrasco John Ruth (Kurt Russell) está transportando uma prisioneira, a famosa Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh), que ele espera trocar por uma grande quantia de dinheiro. No caminho, os viajantes aceitam transportar o caçador de recompensas Marquis Warren (Samuel L. Jackson), que está de olho em outro tesouro, e o xerife Chris Mannix (Walton Goggins), prestes a ser empossado em sua cidade. Como as condições climáticas pioram, eles buscam abrigo no Armazém da Minnie, onde quatro outros desconhecidos estão abrigados. Aos poucos, os oito viajantes no local começam a descobrir os segredos sangrentos uns dos outros, levando à um inevitável confronto entre eles.

Quentin Tarantino sempre quis levar esse projeto para as telas do cinema, e aqui ele deposita todos os seus desejos e caprichos. Ele não cria nenhuma história em cima de um personagem principal, e sim em cima de uma marco da história americana: a Guerra Civil.
Mas toda essa ambição do diretor acaba nos revelando o seu lado mais fraco. O roteiro desenvolvido por ele é maçante e demasiadamente chato. A longa duração do filme, com 2h48, transformam a sessão em algo interminável. Umas das maiores falhas do roteiro é contar o filme em cinco longos capítulos.

Os Oito Odiados

Os Oito Odiados do titulo são: Samuel L. Jackson, Tim Roth, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Walton Goggins, Demian Bichir, Michael Madsen e Bruce Dern. Sobre o elenco não podemos reclamar: todos estão muito bem. Samuel L. Jackson pode não estar em seu melhor papel, mas consegue segurar o longa nas costas. É dele as melhores falas e também os melhores momentos. Jennifer Jason Leigh está bem no filme, e apesar de em alguns momentos sua personagem soar como repetida, mesmo assim nos entrega boas cenas. Demian Bichir, que já foi indicado ao Oscar pelo excelente Uma Vida Melhor, não consegue ter o mesmo destaque, até porque são personagens diferentes, mas parece que o ator está um tanto quanto apagado e seus momentos em tela soam como falsos.

Michael Madsen parece o mesmo de sempre nos filmes do Tarantino, o ator não consegue mudar. Não sabemos ao certo se é culpa do diretor ou se a culpa é dele mesmo. Tim Roth, ao lado de Samuel L. Jackson, consegue ter bons destaques, porém suas piadas acabam cansando. A participação especial de Bruce Dern é ok e pronto! Não há o que questionar. O último odiado — e literalmente você vai odiá-lo — é o personagem de Walton Goggins. Chega a ser irritante a maneira que o ator escolheu para dar vida ao xerife: seu sotaque é forçado e suas falas são as que causam mais raiva (e não pelas palavras, mas sim pela interpretação).

Os Oito Odiados é um projeto ambicioso para os dias de hoje, afinal foi todo filmado em 70mm, porém de nada adianta caprichar na ambição e entregar um filme duvidoso. Quentin Tarantino já provou ser um ótimo diretor quando quer, porém às vezes a ambição pode cegar. Se você procura um longa para entrar na história, esqueça então o oitavo filme de Tarantino e vá assistir a qualquer outro filme. Aqui o máximo que você vai encontra é uma monotonia sem fim.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER