A épica e premiada Downton Abbey

O Sol está nascendo por trás de Downton Abbey, uma grande e esplêndida casa em um grande e esplêndido jardim. Tão seguro, ele radia como se a vida que o tal representa irá durar para sempre. Mas não vai. — Script do episódio Piloto

No condado de Yorkshire, rodeada pela atmosfera aristocrática inglesa, jaz em um campo a propriedade fictícia nomeada Downton Abbey. Entre o luxo da arquitetura exterior e os dramas pessoais que assombram cada membro que lá reside, a série britânica atrai olhares universais a cada dia que se passa e cativa quem confere desde seus primeiros minutos. Diga-se de passagem: Não é a toa sua reputação de ‘melhor programa em língua inglesa aclamado pela crítica’ (como o Guinness, o livro dos recordes, relatou no ano de 2011) e a mesma não merece passar batida quando cada detalhe — desde técnico quanto narrativo — é trabalhado com excelência para a construção de uma das melhores séries da atualidade e uma obra-prima que marca um legado de extrema importância na história televisiva britânica.

tumblr_mau3ass6rt1qacv60o1_1280

A história se passa pouco antes da Primeira Guerra Mundial e gira em torno da família Crawley, compostas por aristocratas ingleses que detém o controle sobre Downton Abbey. A casa é chefiada pelo Conde Robert Crawley que, pela ausência de herdeiros masculinos e morte dos seus dois parentes de sangue mais próximos, acaba descobrindo que sua morada será herdada por um primo distante. Ele é Matthew, advogado de classe média — o que gera uma reação não muito boa para sua primogênita Mary.

A verdade é que Downton Abbey não é uma série para a massa mediana, como uma comédia ou um drama qualquer. Há características de um drama épico que são bem definidas: ritmo lento, romance por vezes clichê e diversas tramas paralelas. Felizmente, para total apreciação da trama, não é necessário que suas preferências televisivas sejam identificadas imediatamente nos elementos da série. De fato, há um conjunto de características que a grande maioria não simpatiza. Mas todo o “não gostar” é irrelevante. Nenhuma série reúne tantos motivos para entediar e consegue manipular o telespectador de forma tão interessante. E viciante.

MaggieSmith_DA

Primeiramente, entre os poucos defeito, temos a lentidão. É impossível encontrar um episódio ligeiro. O simples diferencial com a velocidade é como ela é encaixada no desenvolvimento e eventos do episódio, atraindo o fluir natural do capítulo. Às vezes, os arcos semanais passam longe de interessantes e o progresso de tramas novas ou apresentadas anteriormente é fraco. Mas a lentidão chata é algo que aparece bem raramente.

Mortes: este é o outro problema de Downton Abbey que sempre aparece como solução. O roteiro constrói tramas fortes e densas que prometem diversas possibilidades de encerramento ou reviravoltas surpreendentes, mas muitas delas são concluídas com a morte do causador da discórdia. Sim, existem mortes que servem como guinadas de roteiro alucinantes, mas em outros casos, tudo soa como uma “trollagem” dos roteiristas, jogada na cara do espectador. Uma dose a mais de originalidade para converter certas situações poderia ser muito melhor utilizada. Uma pena o reverter de situações já ter se estabilizado como um ceifador.

É certo que Downton Abbey acerta mais do que erra, e por isso iniciei criticando-a. Um dos componentes que mais admiro na narrativa dos Crawley fica por conta da produção artística. Desde os cenários até a fotografia impecável, a beleza estética do ambientes é digna de uma produção hollywoodiana e um acréscimo para enriquecer a série. Admirando os quartos, bibliotecas e jardins durante seus minutos semanais, é extremamente fácil adentrar e afogar-se no mágico mundo de Downton Abbey, sem moderações.

Downton-Abbey7

Beleza e seus derivados não sustentam uma série e disso Downton Abbey sabe muitíssimo bem. A honra que sinto mediante à estética da série não se compara com a incrível satisfação pela direção e pelos roteiristas. Palmas e assovios são pouco pra mente por trás de tudo; o elenco de Downton Abbey é um dos mais fantásticos entre as séries da atualidade. É díficil encontrar um atuação mediana ou um personagem que apresente abstinência de carisma. Julian Fellowes — criador e diretor — mostrou grande competência ao arquitetar as individualidades de seus personagens e ainda reforçou que não está brincando com coisa séria ao escolher os meros atores que dariam vida a tudo aquilo de forma encantadora.

Dentre todos os méritos, talvez o golpe mais certeiro para cativar seja o roteiro. Recheado de situações intrigantes, este se define como o trunfo da série entre as mesmas do gênero. Downton Abbey sabe conduzir uma boa narrativa épica com seu entretenimento refinado.

Bem vindo a Downton Abbey! — Sr. Bates

Perfeitamente escrita e executada para as telas, motivos para conferir o maior fenômeno global recente não faltam. Sim, Downton Abbey é dona de seus méritos. Com todas as suas virtudes (e poucos erros), a mesma se prova como a melhor em seu gênero — que será eternizada por um longo período de tempo pelo que lhe faz ótima: criatividade, desenvolvimento e, o mais importante, competência.

Curiosidades

# Os gastos estimados para apenas um episódio de Downton Abbey são de 1 milhão de euros. Talvez seja por isso toda a qualidade técnica da série.

# As filmagens da série são executadas no ‘Highclere Castle’. Grande parte das cenas ambientadas em jardins, quarto e bibliotecas são comodos do castelo, apenas alguns locais, como a cozinha dos criados, é montada em estúdios.

# Os papeis de Hugh Bonneville, Brendan Coyle e Maggie Smith foram escritos especificamente para os atores atuais representarem. Nem audição foi necessária.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Analisamos o feed de Instagram da dona do pop.

A poc de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!