A kiss is just a kiss

Um dos momentos mais aguardados de Glee, além da esperada vitória nas Regionais, se concretizou: Kurt e Blaine finalmente se beijaram.

No episódio que foi ao ar na última terça-feira nos EUA, Blaine se declara para Kurt, que parece não entender muito bem o que está acontecendo, até que Blaine, como qualquer pessoa sensata em seu lugar faria, beija Kurt. Não um beijinho tímido, só pra dizer que a série teve seu beijo gay, mas um grande beijo, e com direito a repeteco. E nem poderia ter sido diferente, afinal a série não tem medo de abordar assuntos de forma bastante objetiva e já tinha levado ao ar cenas de duas garotas em momentos bem íntimos, inclusive com beijos.

O que fez com que a cena repercutisse, conseguindo inclusive colocar a tag THEY KISSED nos Trend Topics do Twitter, foi provavelmente o carisma dos personagens, e não o ineditismo da questão. Kurt é um, senão o personagem mais querido da série. Quando ele se mostra apaixonado por Blaine, naturalmente a audiência passou a torcer para que os dois ficassem juntos, principalmente depois de todas as perseguições e decepções que Kurt sofreu.

Dawson’s Creek foi a primeira série adolescente a mostrar um beijo entre dois personagens masculinos na televisão americana e, depois dela, várias outras também já tiveram suas cotas de beijos gay. O que talvez diferencie Glee das demais seja a forma como abordam as questões ligadas à adolescência e à vida escolar, incluindo a homossexualidade. Glee, possivelmente, tenha conseguido chamar a atenção não somente por ser uma série com números musicais, mas por conseguir que o seu público se identifique com as histórias retratadas.

O que geralmente vem à mente quando se pensa em séries destinadas a adolescentes são jovens bonitos, atléticos, que levam uma vida bacana, com alguns poucos contratempos, geralmente causados por brigas com os pais ou pequenos dilemas morais. Definitivamente, não é o que vemos em Glee. Claro que temos jovens bonitos, alguns até atléticos. Mas a audiência consegue se identificar com a garota que não é aceita por estar fora dos padrões de beleza, com o garoto perseguido por ser gay, a excluída por ser vestir de forma diferente, do deficiente físico visto como incapaz.

Glee traz um toque de realismo que havia sido abandonado há algum tempo pela televisão. Afinal, nada mais natural que duas pessoas que se amem se beijarem. E é esse realismo que faz com que um beijo seja só um beijo.

*As time goes by (A kiss is just a kiss), de Louis Armstrong.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!