A nação fast-food de “Malhação”

A nação fast-food de “Malhação”

Já contei para vocês que vivo no interior de São Paulo em uma região que, até pouco tempo atrás, não conhecia o progresso. A invasão da cana-de-açúcar em todas as pastagens destinadas à pecuária é geral (sério, parece uma versão de “Colheita Maldita”, só que com um canavial ao invés de um milharal) e trouxe alguns avanços capitalistas. Na segunda-feira mesmo inaugurou na cidade vizinha uma rede de fast-food. E não, não foi um McDonnald’s. Foi um similar, um genérico.

Até decidi dar uma rápida passada no lugar e encontrei um bando de pré-adolescentes e adolescentes, empolgados com os hambúrgueres-alface-queijo-molho-especial-no-pão-com-gergelim-mas-que-não-é-o-Big-Mac. E nem se importavam com o fato de não ser o famoso hambúrguer. O importante é que estavam consumindo um legítimo produto de fast-food dos grandes centros.

NÃO COMA ISSO! É SIMILAR! É GENÉRICO!

E, por coincidência, na segunda-feira também estreou a nova temporada de “Malhação”. E antes que você acredite que este colunista está contaminado com leite de vaca adulterado com soda cáustica, vou me explicar.

É conhecido que séries e filme americanos servem como base para alguns autores nacionais criarem suas obras. Às vezes, o resultado pode ser muito convincente (vide “Celebridade” de Gilberto Braga, que chupinhou o filme “A Malvada”, de Joseph L. Mankiewicz). Mas, em outros casos (a maioria, diga-se de passagem), o resultado é digno de pena. E a Globo anda nessa vibe de copiar descaradamente tudo de lá de fora. Teve a tentativa frustrada de fazer “Sangue Bom” parecer “Friends”. Teve ainda o descaramento de fazer “Amor à vida” parecer “Grey’s Anatomy”.

Vamos ver como está essa cópia.

A nova “Malhação” vai um pouco mais longe e finca suas raízes em uma série que ninguém ouviu falar um clássico dos anos 1990, a série Step by step, até para evitar as comparações com o público atual que não eram nascidos em 1990 (mas eu era, MUAHUIAHIUAHIUAHIUA).

Só para te situar, “Step by step”, em linhas gerais, aborda um casal que, quando decidem morar juntos, os seus respectivos filhos vão também: três dela e três dele. Na nova “Malhação”, a trama principal será essa. E esse mesmo casal tem um filho juntos. EXATAMENTE como em “Step by step” (a inclusão de “Família”, dos Titãs, nos créditos iniciais só reforça essa pegada noventista).

O sentimento ufanista patriota que se apossou do povo brasileiro também deu as caras na parte em que Ben, um brasileiro, mora nos Estados Unidos e sonha com as aves que aqui gorjeiam e que não gorjeiam como lá, em uma releitura pueril da figura de Gonçalves Dias. E esse menino, o tal do Gabriel Falcão, escolhido como protagonista? Que figurinha mais sem graça. Como eu li por aí, parece uma mistura malfadada de Shia LeBeouf com Paulo Henrique Ganso. Sem sal, sem açúcar, sem tempero, e ainda paga de jogador de futebol americano. Qualquer clipe da Taylor Swift conseguiria um atorzinho melhor.

É compreensível a insistência da Rede Globo em continuar mantendo a novelinha em produção. Inegável o fato de ser este o maior celeiro de novos atores da emissora. E entra aqui a comparação que eu fiz no início. “Malhação” continua agradando porque não se preocupa em ser similar, em ser genérica, em oferecer pouca nutrição mental, justamente porque o público que a consome não importa se ela é similar, se é genérica, se oferece pouca nutrição mental.

A nova “Malhação” (assim como a grande maioria delas há mais de 18 anos) não se preocupa em alimentar o cérebro de quem a assiste. Ela está interessada em agradar aos olhos. E isso ela sabe fazer como ninguém.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER