A nada feliz Happy Town

Segredos, mistérios, crimes e muito suspense. Coloca aí o título de a nova Twin Peaks. Pronto, já estamos falando de Happy Town, a série dessa semana aqui no Box Fechado.

Ser comparada a uma grande série antes mesmo de estrear não quer dizer absolutamente nada. Apesar de uma promo de arrasar e da premissa de ser uma nova série de suspense de sucesso, Happy Town e sua história de sequestros fracassou lindamente e fez Laura Palmer se revirar no túmulo.

Happy Town se passa na cidade de Haplin, lugar onde uma vez por ano uma pessoa é sequestrada, sem deixar vestígios. Sete anos se passam até que um assassinato brutal acontece, cuja vítima muitos acreditam ser o responsável por tantos desaparecimentos — chamado de Magic Man. O crime acontece paralelo à chegada de Henley Boone (Lauren German, Hawaii Five-0), que decide abrir uma loja de velas na cidade onde pretende descobrir mais sobre a história de sua mãe, que passava férias por lá.

Enquanto Henley é recepcionada por Merritt Grieves (Sam Neill, Alcatraz), dono de uma loja de souvenirs de filmes de cinema, o xerife Conroy (M.C. Gainey, Justified) e seu filho e auxiliar Tommy (Geoff Stults, The Finder) dão início às investigações do misterioso assassinato. Além dos mistérios e dos segredos que todos os moradores parecem esconder, Henley se depara com outra curiosidade: vários pontos de Haplin têm uma marca que se parece com um ponto de interrogação.

Tommy se empenha ao máximo para tentar solucionar o crime, e para isso ele conta com a ajuda dos parceiros Eli Rogers (Jay Paulson, October Road) e Roger Robbs (Robert Wisdom, Burn Notice), e também com um incentivo a mais: proteger sua esposa, Rachel (Amy Acker, Angel, Alias e Dollhouse) e a filha Emma (Sophia Ewaniuk), que tem como babá Georgia Bravin (Sarah Gadon, Being Erica). Um detalhe é que os Conroy meio que são inimigos da família fundadora da cidade, os Haplin, liderada por John (Steve Weber, Studio 60 on the Sunset Strip) e sua mãe Peggy (Frances Conroy, Six Feet Under e American Horror Story). O filho de John, Andrew (Ben Schnetzer) tem um romance secreto com Georgia, trama que traz um pouco de romance e, claro, mais mistério à série.

A história esquenta ainda mais pelo fato de uma das filhas de John ter sido uma das vítimas do Magic Man. Com um bom enredo e boas cenas de suspese, Happy Town tinha tudo para realmente ser uma nova Twin Peaks, mas talvez não seja realmente uma boa ideia rotular uma série de forma tão precipitada — vide FlashForward, tida como a nova Lost.

Com o fracasso na audiência, Happy Town — que de feliz não tinha nada — não passou de oito episódios, exibidos em 2010 pelo canal americano ABC. Sua única temporada foi exibida no Brasil pelo canal pago Liv.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER