A poesia de Mate-me Por Favor (2015)

Embarque no baile de Mate-me Por Favor e não permita que seu sonho termine

Durante toda sua carreira, Anita Rocha da Silveira apenas trabalhou com curtas, sendo em Os Mortos-Vivos e Handebol onde ela já mostrou sua força e determinação em construir bons minutos de suspense e terror. Com filmagens na Barra da Tijuca, Mate-me Por Favor conquistou o público e a crítica especializada no Festival de Veneza, chegando aqui em época de festivais nacionais e foi no CINEBH que tive a honra de conhecer essa ficção.

Poster de Mate-me Por Favor (2015)

Focado na trama de um serial killer solto pelo Rio de Janeiro que começa a empilhar corpos em um terreno baldio da Barra da Tijuca, o roteiro é explicitamente inspirado em um do assassinatos mais emblemáticos do país, o de Daniella Perez, filha da autora de novelas Glória Perez. Os crimes acabam mexendo com o imaginário de um grupo de amigas adolescentes de classe média às voltas com a descoberta da sexualidade.

Em busca de uma representação das descobertas adolescentes — e, quando digo descobertas, não estou falando sobre a puberdade — o roteiro exclui a presença de adultos, questionando a todo instante onde está a presença dos pais, dos professores ou de qualquer outra mente que se encaixe em um perfil de maturidade.

Quando o texto entra na cabeça de Bia, nos vemos repletos de uma isolação da sociedade e há sempre a indagação do que o título significa. “Mate-me Por Favor” pode ser encarado como uma súplica adolescente para uma fuga estrategicamente tola dos problemas da vida. Mas Mate-me Por Favor é uma afirmação de que, no fundo, estamos todos mortos, apenas vivendo para cumprir tabela. A direção faz questão de mostrar constantemente, através de uma fotografia muito bem colocada, a sensação mórbida da vida dos personagens.

Na direção, logo nos primeiros minutos, nota-se a presença de uma aspiração aos filmes de terror dos anos 90. Com um elenco novato no cinema, Bernardo Marinho e Lorena Comparato são os nomes mais conhecidos do longa. Com a primeira morte sendo da personagem de Lorena (Abigail na série de TV Pé na Cova), faz-se alusão ao ingresso de Drew Barrymore no primeiro filme da saga Pânico, de Wes Craven, por conta da inserção de uma atriz reconhecida — dada o país, idade do elenco e modelo de filmagem — para morrer em pouco tempo de cena. Além disso, os close-ups nos rostos das vítimas, momentos antes de suas mortes, remetem ao modelo de filmagem iniciado no clássico A Bruxa de Blair (1999). Sem contar o modo frio que a direção dá forma aos personagens, como a maneira “doce” do nosso querido Dr. Hannibal Lecter.

Mate-me Por Favor tem um elenco estável, que divide o tempo em cena com um jogo rápido e de doação. Não dá pra negar que a beleza e talento de Valentina Herszage é destacável, pois a atriz é capaz de interpretar a frieza de sua personagem Bia e proporciona ótimas cenas. Mas o destaque fica com Bernardo Marinho (Otto da série de TV Aline) — não esperava menos de um ator tão diversificado — que contribuiu, junto com a direção, na construção de uma das melhores cenas do filme; tudo entoado com a voz a capella de Bernardo em uma versão do clássico Nosso Sonho de Claudinho e Bochecha.

Naquele momento do longa, toda morbidez ganha significado perante um roteiro que não tem nenhuma intenção de resolver um caso criminal através de um clímax que supõe isso; seu objetivo é de apenas contar uma história com propriedade e beleza poética. Anita Rocha da Silveira conseguiu, em seu primeiro longa, deixar claro suas intenções e se consagrar como um grande exemplo de filmografia latina atual.

Como o longa ainda não foi divulgado para as telonas, não existem muitos promocionais sobre; acompanhe, abaixo, um pouco dos comentários da diretora do filme dados em entrevista ao Canal Curta!:

* Filme visto na 9ª CINEBH.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER