A premiada Julia Louis-Dreyfus

Nome inteiro: Julia Elizabeth Scarlett Louis-Dreyfus

Idade: 53 anos

Aniversário: 13 de janeiro

Signo: Capricórnio

Quebrou… o recorde de Lucille Ball de maior número de indicações ao Emmy (2013)

Dublou: Aviões e Vida de Inseto

Detalhe: seu nome foi inicialmente escrito errado na Calçada da Fama (2010)

Na noite de ontem, dia 19 de julho, aconteceu a aguardada entrega do Television Critics Association Awards. Entre os destaques da premiação estava a nossa querida e divertidíssima Julia Louis-Dreyfus! A moça ganhou o prêmio de “Melhor performance de comédia”, por Veep.

Eu ainda preciso fazer um levantamento de quantas vezes essa mulher já foi premida, mas só pelo fato de Julia estar a quase 30 anos sendo reconhecida por diversas associações/críticos/artistas/fãs ela merece uns 10 perfis aqui! Ela é praticamente a nossa Meryl Streep televisiva!

Mais um pra coleção!

Filha de Judith e Gerard Louis-Dreyfus, Julia nasceu em Nova York e com apenas 8 anos já estava viajando por diversos países. Depois do divórcio dos pais, a menina acabou acompanhando a mãe pelo mundo, chegando a morar no Sri Lanka, Colômbia e Tunísia!

Já adolescente, e com a vida um pouco mais calma, Julia se formou no colégio de Maryland em 1979 e, mais tarde, foi para Northwestern University em Illinois para estudar teatro. E podemos dizer que foi um bom investimento, já que foi lá que ela conheceu seu futuro marido, o também ator e escritor Brad Hall! (Eles estão casadíssimos desde 1987!)

Romances a parte, depois de três anos estudando, Julia resolveu largar o curso para seguir sua carreira de atriz. Outra boa decisão: em 1982, Julia e Brad já estavam escalados para o elenco de Saturday Night Live! E a moça já chegou marcando presença, ela e seu então namorado foram o único casal a fazer parte do elenco de SNL e posteriormente virou a primeira mulher a retornar ao programa como apresentadora!

Ainda durante sua participação no show, Julia começou sua carreira no cinema. Sua estreia foi no longa Troll (1983), e seu primeiro papel importante veio no filme Hannah and Her Sisters de Woody Allen. Que cult ein?

Bons tempos de Seinfeld!

Mas voltando ao mundo das séries: depois de algumas participações especiais e um papel recorrente na sitcom da NBC Day by Day, chegou o grande momento de sua carreira: em 1990, Larry David e Jerry Seinfeld a convidaram para viver a icônica Elaine Benes em Seinfeld. Por conta do sucesso estrondoso da produção, Julia se tornou uma celebridade da noite para o dia. Em 9 anos de trabalho, Julia ganhou reconhecimento mundial, além de faturar inúmeros prêmios, como o Globo de Ouro em 1994 e o Emmy em 1996!

Depois de marcar (positivamente) uma geração, Julia começou novos projetos. Passou pela sitcom na NBC chamada Watching Ellie, fez participações especiais em comédias como Arrested Development, até que foi escolhida para viver a protagonista de The New Adventures of Old Christine! A série que obteve sucesso de crítica, de público e ainda rendeu a Julia seu segundo Emmy, exatamente 10 anos depois de sua primeira vitória.

Depois que Old Christine foi surpreendentemente cancelada — ainda não superei isso! Como alguém cancela uma série em que Julia é casada com um futuro agente da S.H.I.E.L.D??? Produtores sem critérios… Mas podemos dizer que a males que vem para o bem certo?

Sempre que eu me sinto um pouco pra baixo, minha mãe me lembra que com senso de humor consigo superar praticamente qualquer dificuldade!”

Um ano depois desse baque, Julia foi convidada para encabeçar o elenco do que seria a nova série da HBO. E desde 2012, Julia vive Selina Meyer em Veep, uma senadora que se torna repentinamente vice-presidente dos EUA e percebe que não está NADA preparada para o cargo. Pode parecer repetitivo, mas adivinha se ela não conquistou dois Emmys e uma indicação ao Globo de Ouro?! A VÁ.

Julia e James: Mitos da TV!

E pra quem curte um filminho mais leve, vale conferir o trabalho de Julia em À procura do amor. Os motivos são vários, o primeiro: é o retorno oficial dela as telonas depois de 16 anos afastada (seu último filme havia sido Desconstruindo Harry, de 1997). Segundo: foi o último trabalho do nosso eterno mafioso James Gandolfini. Terceiro: filmes românticos NUNCA SÃO DEMAIS.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER