A trajetória do Homem de Aço nas Séries de TV

É um pássaro? É um avião? Não. É o Superman, que completou 75 anos em 2013 e está mais em forma do que nunca. A partir de amanhã (12 de julho), você confere nas salas de cinema de todo o Brasil a mais nova aventura do herói, no filme O Homem de Aço. Dirigido por Zack Snyder (300) e produzido por Christopher Nolan (trilogia O Cavaleiro das Trevas), o filme é um novo olhar sobre o personagem, e o recomeço da franquia nos cinemas…

Christopher Reeve que interpretou o personagem nos cinemas entre 1978 e 1987 é até hoje o mais famoso Superman.

O Superman, criado por Jerry Siegel e Joe Shuster em 1938, sempre foi um herói admirado por crianças, jovens e adultos de todo o mundo. Sua história clássica mostra o alienígena que ainda bebê é mandado por seu pai Jor-el à Terra após descobrir que seu planeta Krypton está condenado ao fim. Sua nave cai no Kansas, cresce como um fazendeiro, e mais tarde, se revela como um super-herói, trabalhando como repórter na cidade de Metrópolis. E apesar de ter se popularizado ainda mais com os filmes protagonizados por Christopher Reeve entre 1978 e 1987, foi nos seriados que o herói esteve presente por mais tempo e o Com Texto e História de hoje, relembra um pouco desta trajetória.

A primeira vez que o Superman foi adaptado para outra mídia fora as HQs foi ainda no início dos anos 1940, quando os estúdios Max Fleischer produziram alguns episódios animados do personagem. Distribuído pela Paramount, os episódios não passavam dos dez minutos, mas são sempre muito lembrados pelos fãs do herói, por ser o pontapé inicial das adaptações do herói. Confira abaixo o primeiro episódio da série:

Ainda na década de 1940, o personagem ganharia sua segunda adaptação, desta vez em live-action. Em 1948 estreava o seriado para cinema chamado apenas de Superman, em que o protagonista era interpretado por Kirk Alyn, . O ator repetiria o papel dois anos depois em Atom Man vs. Superman. Entretanto, Superman cairia nas graças do povo um ano depois, quando George Reeves estrelou um longa metragem que deu origem à série de TV “As Aventuras do Superman”.

Durante seis temporadas no canal ABC, Reeves encarnou o herói. O orçamento não era dos grandes e a tecnologia não permitia muita coisa. Entretanto, a história do seriado ganhou outros rumos. Assim que a série foi cancelada, em 1958, o ator foi encontrado morto com um tiro na cabeça. Uma hipótese de suicídio não foi descartada, já que Reeves andava deprimido com o fim da série e, consequentemente, por não encontrar nenhum trabalho. A história do ator foi recentemente contada em um filme chamado Hollywoodland, que no Brasil ganhou o subtítulo Os Bastidores da Fama. Estrelado por Bem Affleck, o filme de 2006 conta um pouco da história do ator e a investigação da hipótese de suicídio.

George Reeves em cena do seriado "As Aventuras do Superman", que ficou no ar entre 1952 e 1958.

Após este período conturbado, o Superman ficou um pouco esquecido na TV, em se tratando de seriados. O personagem continuava fazendo aparições em desenhos animados, como em As Novas Aventuras do Superman, que ficou no ar entre 1966 e 1969, e o conhecido Super Amigos, que mostrava o Superman como um membro efetivo da Liga da Justiça, indo ao ar entre 1973 e 1984. Foi na década de 1980 que o personagem ficou mundialmente consagrado com o longa metragem Superman — O Filme, estrelado por Christopher Reeve e dirigido por Richard Donner em 1978, tendo ainda três sequências, lançados entre 1980 e 1987.

Gerard Christopher e Stacy Haiduk, interpretavam o Superboyu e Lana Lang na série do final dos anos 80.

O sucesso no cinema foi tão grande que os produtores dos filmes, Alexander Salkind e Ilya Salkind, resolveram levar o personagem para a TV, mas desta vez, contando a adolescência do personagem — uma espécie de prelúdio dos filmes. Em 1988, Superboy estreava na TV por Syndication, durante quatro temporadas até 1992. John Haymes Newton interpretou o personagem na primeira temporada e Gerard Christopher assumiu o papel a partir da segunda temporada. A série não fez tanto sucesso como esperado, mas foi a primeira em explorar as histórias do Superman adolescente. E ainda contou com participações destacáveis, como a do ex-James Bond, George Lazenby, que interpretou o pai biológico do Superboy, Jor-El.

Entretanto, o personagem nos anos 1990 ficaria popular graças a outra série de TV. Lois & Clark, As Novas Aventuras do Superman estreou na ABC em 1993 e fez um sucesso incrível. Dean Cain e Teri Hatcher faziam o casal protagonista, em uma série que abordava de forma mais moderna o mito do Superman, explorando a reformulação do herói proposta por John Byrne no final dos anos 1980, ao remodelar alguns aspectos clássicos. Entretanto, o herói era um mero coadjuvante aqui, já que o show focava mais na dinâmica entre Clark Kent e Lois Lane como repórteres do Planeta Diário, tendo um ar de comédia romântica. A série agrada muitos fãs do personagem até hoje, justamente por mostrar, de forma diferente, o dia a dia do herói. Inimigos clássicos como Lex Luthor estão presentes, mas a série é sempre lembrada por ter mostrado o tão esperado casamento entre Superman e Lois. Lois & Clark acabou sendo cancelada em 1997, quando estava em sua quarta temporada, mas deixou saudades nos fãs. Aqui no Brasil, a série foi exibida pela Rede Globo em horário nobre, sendo escalada alguns anos depois para as tardes de sábado. Nos anos 2000, os direitos foram passado para o SBT, que a exibiu em diversos horários.

Depois do fim de Lois & Clark, Superman voltaria a ser destaque nas séries animadas. Produzidas por Bruce Timm — idealizador da série animada do Batman, Superman — A Série Animada em 1996 e a bem sucedida Liga da Justiça em 2003 são marcas registradas do personagem no mundo da animação. Vários longas animados, inclusive, saíram destas séries.

Entretanto, em 2001, o herói voltava ao horário nobre da TV, mas desta vez de camisa xadrez e calça Jeans. Smallville estreava em no canal The WB, desenvolvida por Alfred Gough e Miles Millar. No Brasil, estreou um ano depois, pelo SBT, onde se estabeleceu por muitos anos, aos domingos no horário de meio dia. Usando elementos de várias eras do Superman (incluindo a mitologia dos clássicos filmes com Reeve), a série criou sua própria mitologia, ao contar os anos de adolescência e a transição para a vida adulta de Clark Kent, interpretado aqui por Tom Welling. Alguns dos fãs clássicos não se identificaram com a série, reclamando da amizade de Lex Luthor e Clark Kent no Kansas. Mas a força da série foi tão grande que a amizade dos dois personagens acabou sendo inserida na reformulação proposta em 2004 pela história O Legado das Estrelas, que recontava a origem do herói. Além disso, Smallville inseriu personagens nas histórias em quadrinhos, como Clhoe Sullivan: em 2010 a personagem apareceu na Action Comics #893, em uma história com Jimmy Olsen — seu principal parceiro de cena na série de TV.

Lois & Clark (1993) e Smallville (2001) são as adaptações para a TV mais recente do homem de aço.

A série, inclusive, intensificou a relação de Clark Kent com Lois Lane ao longo dos anos. E, ao contrário das versões clássicas, Lois conhece Clark desde sua adolescência, e acaba vendo-o crescer. Mais para o fim da série, ela acaba descobrindo o segredo dele, antes mesmo de ele ser tornar Superman. Erica Durance, que interpretou Lois Lane a partir da quarta temporada, teve uma química com Welling bem forte, contribuindo para um ponto positivo na série.

Smallville é conhecida por fazer muitas homenagens a clássicas representações do herói. Atores que ao longo dos anos fizeram parte da trajetória do personagem participaram da série. Destaque para o elenco clássico do filme de Richard Donner, tendo participações de Christopher Reeve, Margot Kidder e Marc McClure. Fora que em Smallville, Annette O´toole, que interpretou Lana Lang em Superman III (1983), deu vida à mãe adotiva do Superman, Martha Kent. A série também homenageou os protagonistas de Lois & Clark, tendo participação de Dean Cain e Teri Hatcher.

Durante Smallville, o herói foi adaptado para o cinema, em 2006, no longa Superman — O Retorno, dirigido por Bryan Singer. Entretanto, muitos fãs do herói rejeitaram o filme, principalmente pelo excesso de melodrama, a falta de ação e homenagens que soavam como cópia do filme de Richard Donner. Na mesma época, Smallville trocava de canal, e ia da WB para a CW, novo canal que surgiu com a fusão da Warner com a UPN. A série continuaria sendo exibida lá até 2011, quando foi cancelada em sua décima temporada, mostrando, no último episódio, Clark finalmente se tornar o Superman.

E foi aproveitando o lançamento de Superman — O Retorno em 2006, que o personagem teve sua história contada no documentário Look Up In The Sky — The Amazing Story of Superman, produzido por Bryan Singer. O documentário é uma super fonte da história do personagem em si e traz depoimentos e trechos raríssimos de toda a vida do herói. Confira:

Apesar de atualmente o personagem não estar no ar na telinha, chegou a hora do super-herói brilhar novamente nos cinemas em O Homem de Aço, que promete ser a pontapé inicial para o Universo DC no cinema, que resultará em um filme da Liga da Justiça — prometido para 2016. O Box já conferiu o filme, e recomenda. Isso só mostra que o personagem tem muito fôlego, e há 75 anos é adaptado para o cinema e TV, conquistando sempre novos fãs. Só temos a desejar sucesso a Henry Cavill que assume o manto do Kryptoniano, e que o personagem continue vivo nestas mídias por muitos e muitos anos!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER