A última peça do quebra-cabeça

Ok, o final de Lost pode não ter agradado a todos, mesmo depois do encerramento a série ainda causa discussões fervorosas. Mas se existe (e existe!) uma verdade absoluta é que; a trama de J.J Abrams mudou a forma como assistimos TV. Seja através de ações transmídia, cultura participativa ou autoria cooperativa, temos uma maneira de fazer televisão antes e depois da trama da ABC.

A partir de amanhã (31), uma das melhores estratégias de marketing de Lost chega ao fim. A Lost University encerra suas atividades com o dever comprido: o de ter reunido fãs de todas as partes do mundo para juntos, discutirem e aprenderem sobre os assuntos abortados nos episódios do programa.

Tudo começou em julho de 2009 durante a Comic Con, o que parecia uma simples ação para divulgar a nova temporada acabou dando início a uma das maiores comunidades de fãs da internet. Com o objetivo de engajar o público e o imergir nos principais arcos narrativos da série, a plataforma funcionava nos moldes de uma universidade de verdade.

Para ser aceito na instituição fictícia era preciso fazer um teste. Ao todo eram 23 perguntas relacionadas ao universo do programa. A temática abrangia os assuntos abortados na história, porém para responder algumas perguntas era necessário ter o conhecimento mais aprofundado da trama. Como, por exemplo, detalhes que não estavam presentes na narrativa televisiva e sim na websérie.

Em 8 de dezembro de 2009, o ano letivo da universidade da série começou. Cada fã poderia acessar as aulas e discutir assuntos como: filosofia, psicologia, fenômenos sobrenaturais, dinâmicas de grupo, etc. Entretanto, a grande sacada da ação não era somente oferecer ao público um jogo de realidade (ARG), mas gerar uma discussão aprofundada sobre a trama. A cada novo episódio os espectadores além de expandirem seu conhecimento sobre tópicos gerais (filosofia, relações humanas, entre outros) também incluíam os acontecimentos da série. Na Lost University o aprendizado impulsionava o buzz sobre o roteiro da trama e fazia os fãs ficarem ainda mais imersos na história.

Lost University THUMB

A última temporada de Lost foi ao ar nos Estados Unidos em 2010, porém depois de anos os ‘alunos’ ainda se reuniam para comentar as cenas e a mitologia por trás delas. Mesmo diante de várias falhas (porque nada é perfeito!) não há como negar que a série de J.J Abrams tinha uma grande história; história essa que teve o poder de se desmembrar em distintas plataformas e linguagens. Tendo a força de mesmo depois de seu encerramento manter o público ainda ativo e engajado.

Na carta enviada aos fãs, a Lost University comunica o fechamento da instituição da seguinte forma: “Esperamos que as lembranças que criamos juntos vivam para sempre em seus corações”. Depois colocar encaixar a última peça do quebra-cabeça e encerrar suas ações de marketing, a série mostrou que independente de conteúdos transmídia, cliffhangers e arcos narrativos complexos, o maior mérito de Lost é perpetuação de sua história.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER