Agents of SHIELD 1X02–0–8–4

Um asgardiano perfurou meu coração com um cetro Chitauri.” — Coulson

Como uma cartilha, o primeiro episódio de Agent’s of SHIELD serviu para introduzir os personagens. Nesse segundo, a trama lhes deu um objetivo comum que os obriga a trabalharem juntos, determinando entre eles uma relação de time. Seguindo as origens de quase todas as equipes Marvel, situações de perigo fazem com que pessoas de personalidades distintas, e muitas vezes conflitantes, formem uma aliança de respeito mútuo , cada um executando a sua especialidade para o bem comum. Se peca na originalidade, o roteiro aqui ganha pontos na referência evidente as já citadas equipes e na funcionalidade que essa abordagem exerce na trama.

skye - Shield

Seguindo o molde “caso da semana”, o segundo episódio apresenta um artefato alienígena ligado a organização HYDRA, recém descoberto no Peru. Lá, a equipe encontra uma velha amiga do agente Coulson que o auxilia a princípio, para depois revelar suas verdadeiras intenções. Nesse momento, quando tudo parece perdido, é que o trabalho em equipe e a exploração das capacidades individuais citadas acima entram em ação para salvar o dia.

O título do episódio, “0–8–4”, faz menção a algum “objeto estranho que provavelmente entra em nossa [da SHIELD] jurisdição”. Esse código já havia aparecido antes nos filmes e é um easter egg menor, como a informação de que, o último objeto que teve esse código “ foi um martelo” — uma óbvia referência ao Mjolnir, a arma do Thor.

As histórias sobre cada personagens se aprofundam levemente: Melinda May (Ming-Na Wen) por algum motivo abandonou o trabalho como agente de campo se mudando para a área administrativa da organização e era conhecida por “A cavalaria”, apesar de não gostar do apelido. Os gênios Simmons (Elizabeth Henstridge) e Fitz (Iain De Caestecker) são agentes sem treinamento em combate, com função apenas científica. Skye já havia provado, no season premiere, que seria os olhos dos telespectadores, afinal por ser novata entre os agentes, ela recebe muitas informações — assim como o espectador. Sua ligação com o grupo Rising Tide e sua confiabilidade se mostraram questionáveis no final do episódio.

Tenho duas preocupações em relação a série: primeiro o maniqueísmo superficial do agente Ward como “o lobo solitário” e a interpretação de Elizabeth Henstridg — afetada e estridente fazendo de sua agente Simmons a menos gostável do show. Espero que com o desenvolver de ambos, esses problemas se resolvam.

Segundo, a tentativa de conectar a série aos filmes. Após o episódio ter terminado, ressurge Coulson levando uma belíssimo esporro de ninguém menos que Nick Fury! Apesar de excelente, a participação de Samuel L. Jackson ( que nós noticiamos aqui!) serviu apenas para nos fazer sentir próximos aos filmes da Marvel e não acrescentou nada a trama da série ou mesmo do episódio.

Nick Fury- Shield

Se a estratégia do show se basear em conectar-nos aos filmes após um “caso da semana”, sem aprofundar uma mitologia coerente e independente do que é visto na telona podemos ter problemas. A única garantia que tenho contra isso é a presença de Joss Whedon na produção , que costuma nos entregar bons plots e deve estar começando a formar o background do que está por vir.

Para os mais interessados, vale a visita a página da série que esta em constante atualização com detalhes da “missão da semana”, making off’s, fichas dos agentes e claro, para fazer seu badge personalizado [vá até o final da primeira resenha e veja… :-(]

Para falar a verdade me empolguei com as possibilidades no preview de The Asset com a misteriosa frase: “Eu vi o futuro Mr. Coulson! E é uma catástrofe!” A Marvel tem um grande histórico de viagens no tempo. Quem será nosso vilão do futuro?!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER