Ah, se todos fossem iguais a você

O novo trabalho do intrépido Felipe Braga traz consigo duas questões fundamentais em tempos de convergência e fragmentação da audiência. Latitudes aposta no formato multimídia (E NÃO TRANSMÍDIA) para fisgar o público nômade que passeia pelas mais distintas plataformas e integra a esfera da comunicação de uma maneira inédita.

Protagonizado por Alice Braga e Daniel de Oliveira a trama gira em torno de um casal sem raízes, que se encontra em hotéis de alto padrão, estações de trem e aeroportos na América Latina, Europa e Ásia. Com uma qualidade técnica e narrativa sensacional, o projeto aposta na multiplicidade de formatos. TV, internet e cinema se convergem para contar a história de Olívia e José.

Toda quarta-feira é lançado um episódio de 12 minutos no You Tube, já no canal pago TNT o público acompanha — toda segunda-feira às 22 horas — a atração em outra linguagem, com as cenas costuradas pelos ensaios do elenco e pelas as orientações de Felipe Braga. Para finalizar, a atração terá sua versão nas telonas em um longa que compila os oito destinos dos personagens.

Antes de ser um projeto de extrema delicadeza e qualidade, Latitudes se desprende das amarras corporativistas e aposta numa forma de distribuição coerente ao atual cenário midiático . O público hoje é o maior e melhor ‘garoto propaganda’ de uma marca, a cultura do fã nunca esteve tão em voga. Então por que limitar um produto em enlaças burocráticas em um ambiente onde o conteúdo é compartilhado avidamente?

Outro acerto de Latitudes é ser coerente ao ecossistema em que está inserida, e usar isso a seu favor. Diante de um público imerso a hiperlinks e mídias pull, o projeto de Felipe Braga utiliza a não linearidade narrativa para contar uma história de encontros. O público pode ver um episódio na TV, outro na internet e por fim, ir para o cinema e se afogar na complexa relação de Olívia e José.

Em tempos onde muitos canais ainda se prendem ao que restou da antiga estrutura hierárquica do Eu-Todos, Latitudes se arrisca no espectro de possibilidades que a convergência e a reinvenção do espectador oferecem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER