AHS: Asylum 2×04 — I Am Anne Frank [Parte 1]

Os horrores do nazismo na Europa todos nós conhecemos dos livros de história. Um dos lugares que mais me causava medo na infância era Auschwitz, um campo de concentração ao sul da Polônia, onde, durante o holocausto, morreram mais de um milhão de pessoas torturadas. A ideia de trazer para o centro de suas histórias macabras o maior cenário de horror da humanidade é uma jogada fantástica de AHS.

Essa linha narrativa é então personificada em Anne Frank, adolescente judaica cuja história ficou famosa com a publicação, nos anos 50, de seus diários, relatos de seus dias em Auschwitz. Pela mente pervertida de mister Murphy, a garota não teria morrido, e sim se mudado para os EUA e foi parar bem nas mãos de irmã Jude e Dr. Arden em Briarcliff. Que viagem dos roteiristas, mas que tem tudo para dar certo.

Ao juntar a história de Anne com a de Dr. Arden, que seria supostamente ex-militar do exército alemão que estava em Auschwitz, inteligentemente a história une o mito da garota que contou ao mundo como eram os campos de concentração com o passado de Dr. Arden. É sabido que milhares de médicos alemães realizam experimentos em cobaias humanos nos campos de concentração nazista, que incluem congelamentos, exposição a venenos diversos e os efeitos do gás mostarda no organismo humano.

Esse tipo de “avanço” na medicina, extremamente questionável, foi como Dr. Arden aprendeu tudo que sabe, e ouso até dizer que se aprimorou, ao ser parte da Escola Nazista de Experimentos Humanos durante a guerra.

Agora eu me pergunto: seria mesmo Anne Frank essa moça que caiu de paraquedas no colo de irmã Jude ou é mais uma lunática que deve mesmo estar em Briarcliff? Conhecemos também a história de Grace, que desde o início, e com a mesma convicção de Anne, afirma ser vítima de uma conspiração que a mantém no manicômio. Ledo engano, a moça um belo dia surtou e matou toda sua família, e, ao melhor estilo dos psicopatas, convenceu Kit que era inocente.

Quem mais esconde seus pecados sob o véu da inocência? Kit? Este episódio nos fez questionar o bem e o mal em Briarcliff. A dúvida vem aos poucos surgindo no coração dele. Será que eu matei Alma? Será que houve mesmo abdução? A mesma dúvida leva irmã Jude ao encontro da madre superiora, uma mentora da irmã, uma confessora, que logo lhe põe firme novamente.

Sob a máxima bíblica de “Quem não tem um pecado que atire a primeira pedra”, aos poucos as personagens vão se revelando, se misturando e plantando esses questionamentos em nosso imaginário.

Foi a vez de Dr. Thredson se revelar um pouco mais também. Ele já citou diversos estudiosos do comportamento humano, como B.F. Skinner e seu behaviorismo, e agora utiliza as técnicas de Pavlov para curar a homossexualidade de Lana. Com a aplicação do condicionamento reflexo do pesquisador (onde atribui um mal físico a imagens de pin-ups em poses ousadas) a fim de levar Lana a condicionar as mulheres bonitas ao vômito, desgosto e mal estar. E, para nossa felicidade, esse antigo tratamento contra a homoafetividade não deu certo e ficou no passado.

Enquanto isso, devil sister Mary Eunice continua a circular linda, só plantando a discórdia pelo hospício, do jeito que o diabo gosta!

Por trás da história de terror de AHS existem diversas teorias que foram buscadas da psicologia, do estudo do comportamento e da história da humanidade, e isso me atraí muito na série. Existe alguns truques de AHS que eu acho interessante, como o movimento das câmeras, o clima tenso e escuro criado da casa e o jogo que o roteiro faz entre o bem e o mal, tudo usado de forma a criar uma narrativa mais rica, e tem funcionado muito bem até aqui. Nesta semana teremos a segunda parte deste episódio, com mais revelações sobre a história de Dr. Arden e um confronto com irmão Jude. Fiqeum com o promo logo abaixo. Não perco por nada. Até lá!

PS.: Onde estará Pepper?

PS 2: Dominique, nique, nique/S’en allait tout simplementé continua a me atormentar!!!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER