AHS: Coven 3×02 — Boys Parts

Você está deixando passar a questão principal” — Fiona
“Que é…” — Madison
“A questão é: em todo esse vasto e perverso mundo, a única coisa que vocês devem temer sou eu” — Fiona

AHS mergulha de vez em sua fábula de mitos. Como uma colcha de retalhos a ser costurada (muita apropriada essa colocação vide a volta de Kyle) Ryan Murphy prova que pode fazer de um enredo simples, clichê e beirando o monótono um grande espetáculo.

Frankenstein é na verdade uma épica história de amor. O amor pela ciência de Dr. Victor Frankenstein fez ele criar um monstro, que não sabia qual era o seu lugar no sociedade, e acaba por condenar a si mesmo e sua família por não ter coragem de criar uma monstrinha fêmea para seu monstro original. Com o feitiço da ressurreição, as jovens bruxas recriam o mito da criatura e encontram ainda nas fábulas um modo de dar vida à criação. Um beijo de amor verdadeiro. Branca de Neve, que antes de tudo é uma história de horror, ajuda Zoe a encontrar reencontrar seu “amor” (achei forçada a palavra amor para esses dois, acredito sim em amor a primeira vista, mas para este florescer é necessário tempo, o que Zoe e Kyle não tiveram. Chamarei, a partir de agora, essa relação de paixonite — grato, Rita Lee).

Pronto, Kyle está de volta, e como bem colocou minha amiga Carol nos comentários da review passada, há uma possibilidade de relação entre ele e Zoe, já que a criatura Kyle já está morta, não tendo possibilidades da viúva-negra o matar. Mas também, como na história de Mary Shelley, como a sociedade irá recebê-lo? Será que ele ainda é Kyle? Será que trazer de volta o amor por meio de magia trás de volta a pessoas que ele era? Há um conflito aqui, e a criatura já se mostrou afetuosa com Zoe mas incomodada com seu novo corpo.

AHS Coven 3x02 1

O mesmo amor leva Cordélia a realizar um feitiço de magia negra para ter filhos. Na ânsia de ser diferente da mãe, a wicht housewive sucumbe aos desejos do marido e realiza seus desejo via magia. Será que essa é a grande transformação prometida que a personagem de Sarah Paulson experimentará ao longo da temporada? Se tornar o espelho da mãe? Uma Suprema? Potencial ela tem, mas assim como as moradoras do subúrbio perfeito ela vem reprimindo sua magia e seus instintos, e esse feitiço pode ser o estopim da transformação.

Já com Fiona Goode é sempre bom ter um pé atrás, pois nunca sabemos quais são as suas intenções. Trazer Madame LaLaurie de volta apenas para ter o feitiço de beleza eterna? Sim, e por amor a si mesma (pois Fiona não ama ninguém acima de si mesma) ela remexe na ordem natural das coisas, e põe a mão em um vespeiro, no qual duas espécies de feiticeiras, que vivem em aparente harmonia, se respeitam. Mas ela não sabe o que despertou em Marie Laveau quando libertou a velha imortal, nossa Fat Highlander.

Que a vida começou no continente africano todos já sabemos. E é de lá que vem a segunda espécie a ser considerada em antagonismo às bruxas nesta temporada de Coven. As feiticeiras africanas, aqui retratadas como voodoo, nada mais são que as imagens de todas as religiões de matriz africana que trabalham com os poderes da natureza, com o bem e o mal. Pelo visto, o black devil de Marie Laveau irá representar as tradições africanas que trabalham com magia negra. Muito bacana explorar esse lado da crença afro, já que pouco se sabe da riqueza que é a mitologia africana. Muito se perdeu com o tempo, pois é uma mitologia contada de geração á geração.

Com o embate entre bruxas de um lado, seita voodoo da Louisiana do outro, AHS promete ainda dois vilões masculinos nesta temporada. Um já nos foi apresentado e agora sabemos que ele tem sede de vingança por seu criador (olha nós voltando ao mito de Frankentein, e eu fico pensando: como é primoroso esse roteiro): O Minotauro. Criatura mítica também nascida do amor, aqui entre uma humana e um touro, foi condenado a vagar sozinho pelo labirinto de Creta. Uma das torturas de Delphine culminou na condenação do amado de Marie e viver sob a égide do Minotauro. Agora este tem sede de vingança e vai atrás de sua criadora. O outro vilão ainda está por vir.

AHS COVEN 3x02

E Deus ouviu as minhas preces. Lily Rabe volta, e não há palavra mais adequada para falar de sua personagem que retorno. Ela tem o dom de ressurgir, tanto outros seres como a ela própria. Uma Fênix é o mito por trás de sua personagem. A ave presente em mitologias por todo mundo (grega, egípcia, persa, chinesa) ressurge das cinzas após entrar em combustão. Esta é Misty Day, uma bruxa com poderes de trazer de volta à vida. E é a bruxa mais ligada à natureza que vimos até então (fora Cordélia, que usa da natureza para seus feitiços) e vem também como uma justiceira da mãe terra, evocando o mito grego de Gaia, a natureza e a proteção à mesma.

Junto à Gaia surge Eros (a amor que vimos retratado neste episódio), Tártaro (retratado por Kyle como criatura do submundo), Érebo (a ausência de vida) e Nix, a noite, que segundo o mito grego é a patrona das feiticeiras, das bruxas e dos segredos. Bom, se antes parecia que AHS estava meio perdida, agora sabemos quão embasada a série está para esta temporada. O trabalho dos clichês de forma magistral do roteiro confere á Coven uma das mais brilhantes tramas da atualidade, no que diz respeito á reinvenção e a recriação de histórias mitológicas. Ao invés de criar algo novo (uma vez que na natureza nada perde, tudo se transforma) a série mostra a sua própria visão da história sob as lentes das bruxas originadas em Salém.

E para finalizar, temos o quarteto de bruxinhas da Escola de Bruxaria da Fiona que vão render, com certeza. A viúva-negra de Zoe, a witch bicth de Madison, a sensitiva e telepata de Nan e o boneco de voodoo XG de Preciosa. A escola que Cordélia administra acolheu Queenie, mas e quando ela souber que na verdade não é bruxa e sim da linha das voodoo africana, para quem será sua lealdade? Ela descende de uma linhagem de feiticeiras muito poderosas, e seu potencial ainda está sendo desenvolvido na série, eu espero MUITO dela!

O próximo episódio, The Replacements vamos conhecer a Joan Ramsey de Patti LuPone, vizinha nova da escola! Ansiosos (como sempre)? Eu também, e deixo o promo para vocês acalmarem os nervos. Bora fazer um chazinho de ervas especiais de Cordélia e viajar nas especulações dos comentários? Até semana que vem!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER