AHS: Freak Show 4×12 — Show Stoppers

Que episódio foi este? AHS mostra sua força no final desta temporada, com a chegada — e já saída — de Neil Patrick Harris, estrela de primeira grandeza da TV americana. Não que Angela Basset, Jessica Lange ou Kathy Bates não sejam estrelas suficientes para série, mas a participação dele mostra que a série encontrou um lugar muito importante entre as mais cobiçadas da TV, seja por sua estrutura, que preza por personagens intensos e rápidos, seja por sua história, um misto sexual/depravado/underground que sai da cabeça de Ryan Murphy todo ano.

Vamos aos freaks — aqueles que mais amamos e defendemos no mundo, nem que seja para faturar em cima delas. Quando o boneco de madeira Pinocchio pede para a Fada Azul ser um menino de verdade e, dependendo da adaptação, ela o concede, ela realiza o sonho de um garoto que era limitado por ser de madeira, por não ser de verdade. Quando Jimmy resolve ceder à bondade de seu próprio Gepeto, Massimo Dolcefino, era compreensível que ele quisesse mãos de verdade. Mas o que é verdade para esta trupe?

Ao escolher continuar com mãos de lagosta, Jimmy prova uma espécie de orgulho freak, e o não querer esconder-se começa a se manifestar na série. Quando os little mosnters estavam sob o julgo de Elsa Mars, ela fazia o que queria com eles e ainda levava lucro em cima das apresentações. No fundo, somente os freaks tem talento para o show business, ela não tem talento suficiente. Ao reconhecer que já pagaram o que deviam a Elsa, e com juros, eles partem para a vingança menos de forma muito menos sutil que Emily Throne: eles partem numa caçada àqueles que queria dizimar os freaks e lucrar com eles.

AHS 4x12

A primeira vítima, Stanley, aquele que levou Ma Petit dos nossos corações. Mas não se preocupe, mini monster, a série sempre lembrará de você. Imperdoável vender a pequena para um colecionador de esquisitices. Assim foi Dell, o que não foi macho o suficiente para revelar-se gay e não sucumbir as chantagens do colecionar gay. E Stanley teve o fim que mereceu: virou um freak e substituiu Meep, agora sem braços e pernas. Fim apropriado para ele, que provará do seu próprio veneno.

Já Elsa foge, como ela sempre fez. Fugiu dos horrores da guerra, quando ingressou no submundo de Berlim e não assumiu de frente que precisaria que precisaria limitar-se para sobrevir. Fugiu da Europa quando seu vídeo pornô escatológico foi divulgado. E foge do circo quando os freaks acordam de seu sonho e veem que ao invés de um lugar ao sol, eles viviam novamente reprimidos pela Mother Monstrer Nazista. Agora que aproxima-se o fim, uma das personagens mais fracas de Jessica Lange.

Ver Dr. Arden no auge dua personalidade nazista, é estarrecedor. Ele era sim o médico que cometeu todo tipo de atrocidade com negros, judeus, gays, ciganos e qualquer outro ser humano que olhasse torto para ele. Mais uma relação estabelecida entre as temporadas de AHS, ponto para a série. Mas porque não vimos ainda relações entre Freak Show e Murder House ou Coven? Eu respondo: porque Asylum foi e sempre será a melhor temporada da série, a mais rica e mais a interessante.

Proponho então que façamos o trabalho de titia Ryan e liguemos as outras temporadas a esta: Esmeralda não pode ser uma parente de Madson, a bruxa que quis ser suprema? E se, por ela ter fingido ser vidente em Freak Show, seus filhos fossem amaldiçoados a terem sim poderes de verdade? E se Marjore tivesse alguma relação com Addie, a filha que Constance em Murder House? Tem muita coisa ai que vale a pena ser explorada como relação entre as temporadas. Eu não queria que estas relações fossem de verdade, mas agora que são… quero mais!

A próxima semana é a season finale de Freak Show e esperamos que seja no mínimo melhor que este episódio. Mas Curtain Call promete mesmo é uma rebelião de Freaks contra Dandy, o que prometeu muito e se apagou ao longo da temporada, e a chegada de Elsa à Hollywwod? Fiquem com a promo e até semana que vem.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER