AHS: Freak Show 4×13 — Curtain Call [season finale]

Nós morremos aqui. Este é o fim” — Homem-Foca

Assim AHS encerra este mais este ato. E em grande estilo: Elsa Mars realiza seu sonho, mesmo que infeliz, e termina seus dias em cima do palco, como ela sempre quis. E o mundo do showbiz mostra-se implacável como sempre.

Pagar seus pecados foi ter tudo que você queria e não poder aproveitar, Elsa. Quando o mundo lhe deu a oportunidade do sucesso, sua soberba só enxergou a diva que estava dentro dela. E essa diva foi liberada de Jessica Lange, mas ela sempre esteve lá. A atriz é dona de 46 prêmios do cinema e da TV, foi a primeira a ser levada ao topo do Empire States pelo King Kong e estava longe dos holofotes antes de ser a musa inspiradora de Ryan Murphy.

A carreira de Ms. Lange ressuscitou com a antologia de terror que foi-nos mostrada na TV. Há quem diga que os papéis são iguais, mulheres com ar superior (e em Coven se chamava Suprema não a toa), donas de vícios e uma personalidade de Diva poucas antes vista na TV. Há quem jure que este é um dos elos entre todas as temporadas da série. Fato é que a estrela de Jessica Lange brilhou mais uma vez na série, desta vez literalmente.

AHS 4x13 1

Divas de Hollywood são temperamentais, e desde que os empresários, produtores e o público a idolatram. Divas têm comportamento estereotipado, e Elsa Mars levou a fundo este mito: fez uma sex tape bizarra, tem um casamento de aparências e destrata que trabalha para ela. É o ápice de uma personagem que se perpetua há 4 temporadas. É o ápice do estereótipo de todas as personagens de Jessica Lange para AHS. Agora, queríamos ela de volta? Sim, mas se não for o caso, sua história na série foi impecavelmente encerrada esta semana.

E Elsa escolheu o momento do fim, aliado àquele momento em que ela seria desmascarada. Antes disso, invocou Edward Mondrake para levá-la, e fazer parte de sua trupe. Ela só não esperava que o lugar dela não seria com Edward, mas sim nos palcos, em Freak Show, e assim, encerra-se a saga dos freaks. Será que eles têm um purgatório deparado para elas?

Assim, longe de seus monstrinhos, a Mother Monsters não se viu feliz. Ao saber do massacre de Jupter, em que, em mais um ataque de criança mimada, Dandy mata todos os freaks que viu pela frente. Garoto criado numa bolha, mais uma forma de bizarrice apresentada na série. E Dandy usou seu lado psicopata para dar fim àqueles que estavam no seu caminho. Manteve as gêmeas, porque elas têm valor para ele. Por mais que ele queira fazer parte de um freak show, ele nunca chamaria tanta atenção quanto elas.

Afinal de contas, não é todo dia que esbarramos com gêmeas com duas cabeças por aí. O encanto de Dandy pelas garotas deu-se pela impossibilidade de ele ser como elas. Ela via nelas algo inalcançável, algo realmente diferente de tudo que sua mãe podia lhe comprar, de tudo que o dinheiro podia satisfazer o ego maior que o mundo que ele tinha. E há final melhor que a morte nas mãos daqueles que ele massacrou? Harry Houdini foi o pai do ilusionismo, e toda fantasia de Dandy padeceu em um truque de Houdini que não deu certo.

Antologias são o novo sucesso na TV americana, e AHS sempre terá um lugar em nossos corações. Confesso que esperava um pouco mais desta temporada, e que Freak Show acaba com a sensação que não foi melhor que Asylum ainda. Será que as promessas de mudanças radicais para o próximo ano trarão algo melhor que a segunda temporada? Esperamos que sim, e vamos ficar até setembro/outubro ainda ansiosos para ver os novos episódios da série. Estarei aqui, compartilhando com vocês as minhas impressões e observações sobre a série. Até lá!

P.S: Pena Angela Basset ter sido anulada nesta temporada, eu gosto muito dela, e o papel foi deveras pequeno para o talento da atriz.

P.S.1: Só eu acho que já chega de Evan Peters? E de Emma Roberts? Quero mais Sarah Paulson nas próximas temporadas.

P.S.2: O gostinho de quero mais fica por conta do parto de Bette e Dot, to me coçando para saber como vai ser o bebê!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER