Anomalisa e o retrato de uma jornada particular

Anomalisa expressa com grandiosidade a essência do espirito humano.

C

Anomalisa Pôster

harlie Kaufman, roteirista dos geniais Quero ser John Malkovich, Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças e Adaptação nos propõe neste Anomalisa um olhar realista e bastante íntimo sobre a natureza humana. E o faz de forma escancarada e bastante explícita. Kaufman se uniu a Duke Johnson, conhecido nome do meio de stop motion, e juntos fizeram o que talvez seja o mais expressivo trabalho de ambos.

Ele utiliza-se de stop-motion e marionetes para retratar a vida de Michael Stone (voz de David Thewlis), um famoso escritor de livros motivacionais que em uma viagem a trabalho, hospeda-se em um hotel onde repensa em sua vida e suas escolhas.

Para ilustrar a forma desiludida que o personagem vê o mundo e as pessoas, todo o elenco que interage com ele possui a mesma voz. Homens, mulheres, crianças, todos na historia tem a voz do ator Tom Noonan. Até que ele encontra Lisa — com a voz de Jennifer Jason Leigh — que lhe abre os olhos a uma nova paixão e se torna-se seu objeto de desejo. Em cena, sua Anomalisa.

A concepção de tal obra enquanto animação adulta — e algo extravagante pelo tom intimista — já seria um acontecimento cinematográfico a ser dada atenção. Uma vez que temos em cena bonecos se comportando como pessoas, sem deixar a menor sombra de dúvida de sua humanidade, falha e egoísta, trilhando uma jornada íntima, o limite passa a ser o que podemos assimilar.

A inquietude do personagem central é tão familiar e palpável que fica a permanente impressão de que se trata de um ser humano real. Evitando traços caricatos e ações que fujam da trama central, somos brindados com um filme delicado e muito especial, que tem no seu elenco — sim, nas marionetes! — um grande trunfo.

Anomalisa (2) 2015

Fica clara a intenção de mergulhar o telespectador na insatisfação do personagem com o mundo e a carência de singularidade das pessoas que habitam ao seu redor. Seja no flagra a um homem solitário que se masturba no meio da noite, ou a taxista que muito fala por não ter nada a dizer, este filme mostra que sua matéria prima é o ser humano e os processos inerentes a nossa consciência, esta gama de experiências positivas e negativas que nos levam a ser quem somos, ou a lamentar estas escolhas.

Anomalisa tem uma trilha sonora impecável, que pontua o filme com a melancolia suave que obra expressa, passando por uma arrojada e elegante fotografia. Este filme entrega a altura de seu roteiro todo o trabalho artístico e técnico. Como resultado, as inúmeras indicações e premiações adquiridas, figurando entre os grandes filmes de 2015, com indicações ao Globo de Ouro e ao Oscar. Mérito reconhecido a um filme que se faz grande em sua simplicidade. Essencial.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER