Aranhaverso: Venom estabelecerá um novo universo cinematográfico da Sony

Morbius, Teia de Seda, Sabre de Prata e Gata Negra são alguns dos projetos que o estúdio já está desenvolvendo com os personagens da Marvel.

Em tempos de extensos e versáteis universos cinematográficos, a Sony vai aproveitar a parceria com a Marvel para formar o seu próprio combo de filmes estrelados por heróis e vilões dos quadrinhos. Trata-se do Aranha-verso, que será inaugurado com Venom.

Essa é apenas a ponta do iceberg… o estúdio tem cerca de 900 personagens licenciados, e as possibilidades são quase infinitas. O que agora está sendo apelidado internamente de Sony’s Universe of Marvel Characters, ou SUMC, vai além do Homem-Aranha. A ideia é gerar uma série de sequências e filmes independentes estrelando personagens que povoam o universo do Homem-Aranha, se Venom se sair bem. A Sony já tem planos para filmes sobre o vampiro vivo Morbius, Kraven, o Caçador, Teia de Seda, Loteria e Nightwatch. Sabre de Prata e Gata Negra, antes planejado como um único filme, agora é pensado em aventuras solos.

Ao contrário dos filmes da MCU (que são supervisionados por Kevin Feige) ou até mesmo dos filmes DCEU (que são supervisionados por Walter Hamada), a Sony não tem um único responsável pelo seu universo. O mais próximo que eles têm é Sanford Panitch, presidente da Columbia Pictures, e o executivo que supervisiona o universo de personagens da Marvel na Sony. Seu trabalho é mais para colocar os filmes em forma. Os projetos em si são conduzidos por seus produtores. A ex-diretora de cinema da Sony, Amy Pascal, está produzindo Homem-Aranha: Longe de Casa, e Teia de Seda. Palak Patel superviosiona Morbius e desempenhou um papel fundamental em Venom. Outros filmes serão produzidos por Avi Arad e Matt Tolmach. Gina Prince-Bythewood, que foi contratada para dirigir o filme Sabre de Prata e Gata Negra, produzirá ambos projetos solos.

A liderança desarticulada da Sony pode trabalhar a seu favor. Poderia produzir histórias mais ricas e variadas, com muitos personagens diferentes. Eles se conectarão a um universo maior, mas não terão que seguir uma linha de tempo horizontalizada. Produtores diferentes trarão novas visões ao universo. O foco em histórias mais diversas é um excelente exemplo disso. A Sony tem um grande número de personagens e muitas oportunidades de crossovers. O SUMC promete ser uma adição interessante para as outras franquias de quadrinhos.

A Marvel e a Sony fortaleceram seus laços nos últimos anos, A Sony está aberta a compartilhar seus personagens licenciados além do Homem-Aranha com a Marvel, e tem esperanças de que alguns dos Vingadores possam fazer aparições em seus filmes, e assim como os demais estúdios, busca por diversidade de personagens e produtores. Os filmes Black Cat e Silver Sable são apenas o começo. Teia de Seda é uma garota com descendência coreana com habilidades parecidas com o Homem-Aranha. Loteria é outra personagem feminina, que diferente das demais, já tem mais idade – o que atingiria uma outra demografia.

Venom – que estreia em 04 de outubro – é o primeiro passo, e futuro desse novo universo compartilhado dependerá de como vai se sair nas bilheterias.

Sobre o Autor

Leo Sousa

Séries de TV, filmes, realities shows, livros, música e mais. Editor no boxpop.com.br.

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!