Arrow 1×13 — Betrayal

Todos temos pontos cegos quando se trata de família… A lição é que confiar cegamente pode ser perigoso”. — John Diggle.

Arrow entregou um eficiente e bom episódio essa semana. O grande arco narrativo de “Betrayal” foi a quebra da confiança. É extremamente complicado lidar com a mentira de pessoas bem próximas a você e mais de um personagem precisou encarar esse doloroso momento.

Lance permanece com sua obsessão de capturar o vigilante e utiliza sua filha como isca, colocando a vida de Laurel em perigo. A moça ficou incomodada ao saber que o atroz Cyrus Vanch foi libertado e pede ajuda do Capuz para colocar o criminoso de volta às grades. O que ela não poderia imaginar é que seu pai estava monitorando seus passos e preparou uma armadilha, que acabou não dando certo.

E o relacionamento entre pai e filha, abalado, ficou ainda pior quando Vanch descobriu a ligação emocional entre o Capuz e a filha do policial. Decidido a mostrar a que veio, o criminoso sequestra a jovem e exige a presença do Arqueiro. O policial foi obrigado a engolir seu orgulho e recorrer ao seu antagonista. Fica claro que, apesar da união dos dois em prol de um objetivo comum, não vá pensando que a caça ao vigilante por parte do policial teve seu capítulo final. Algo no ar indica que outras perseguições virão.

No fim, tudo deu certo e Laurel foi resgatada. Todavia, rompeu com seu pai. Por mais difícil que seja, Laurel estava certa. Quando um pai coloca seus objetivos egoístas na frente da segurança de sua prole, não há muito que se pensar.

Elogios à participação especial do ator David Anders na pele do vilão Cyrus Vanch. Apesar do pouco tempo em cena, o ator mostrou toda sua versatilidade, em especial no abraço “camarada” e mortal dado em seu advogado. É admirável os olhares e expressões faciais dele. Deixa claro que pode-se esperar qualquer atitude vinda daquela pessoa.

Arrow 1x13

Outra participação não tão gloriosa assim foi a de Manu Bennett, o Crixus da sanguinolenta Spartacus. Não gloriosa no sentido interpretativa e sim nos objetivos finais dessa participação. O flashback na ilha lançou luz sobre as motivações de Oliver e como ele pode ter se tornado essa pessoa fria e calculista. Contudo, a presença desse novo personagem pouco acrescentou à trama. Apenas confundiu um pouco. Como esse cara, que pode ter sido o torturador de Oliver irá tirá-lo daquele lugar “perigoso”. Os próximos capítulos poderão explicar mais sobre essa adição ao elenco.

Desde que se dispôs a impetrar uma vingança contra todas as pessoas que desapontaram sua cidade, o que Oliver Queen jamais imaginou é que sua mãe poderia estar no meio dessas pessoas. Ao encontrar um caderninho igual à de seu pai em poderes de sua mãe, o Arqueiro fica com a pulga atrás da orelha. Todavia, recusa-se a acreditar no envolvimento de sua progenitora.

É John Diggle quem tenta convencer Oliver de que não se pode confiar em ninguém quando se está em uma cruzada pela justiça. O rapaz prefere não escutar o segurança. Diggle não desiste e, mesmo contrariando Oliver, continua sua investigação contra Moira Queen até descobrir algo comprometedor, que pode lançar luz sobre o acidente com o iate e que deixou Oliver preso na ilha. A matriarca da família Queen tem as mãos mais sujas do que qualquer um poderia supor.

A cena final foi icônica e adiantou um embate que muitos aguardavam mais para o fim da temporada. Se os roteiristas resolveram adiantar esse confronto próprio das grandes tragédias gregas, é porque ainda possuem muito chumbo grosso para o restante da temporada. Espectadores podem comemorar!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Analisamos o feed de Instagram da dona do pop.

A poc de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!