Arrow 1×19 — Unfinished Business

Minha única experiência com drogas foi um encontro com um brownie de maconha na faculdade, por engano.” — Felicity Smoak

Quando Vertigo foi ao ar, estava nítido que a trama não teria seu ponto final ali, e não somente em relação a Thea. Foi interessante trazer de volta o Conde nesse episódio, assim como a volta da droga em si. Foi justo também não ter envolvido a caçula Queen, já que ela aprendeu a lição após seu momento Lindsay Lohan, e agora está finalmente entrando nos eixos.

Quando deu a entender sobre um possível retorno de Deadshot, era de se imaginar que o título do episódio faria jus, e que Oliver teria que se desdobrar para lidar com os dois vilões, só que não. A abordagem sobre o assassino poderia ter ficado mais para o final, pois tentaram dar uma ênfase em cima de Dig Diggle, mas deixou o personagem totalmente chato e insuportável.

Depois dos últimos acontecimentos envolvendo Oliver e Tommy foi bom ter visto o entrosamento entre eles novamente, mesmo que tenha sido por pouco tempo. A volta da vertigo se espalhando por Starling City logo colocou a amizade entre os dois em questão novamente. O interessante que pela primeira vez o insuportável do Quentin Lance pareceu não pegar no pé do vigilante, mas após a evidência no celular de uma das vítimas pelo efeito da droga e que estava no Verdant antes de morrer, fez com que o foco do rabugento fosse o jovem Merlyn.

Falando em Lance, sua importância nesse episódio teve certa relevância, já que ele não pegou única e exclusivamente para implicar com o justiceiro encapuzado, e sim procurar investigar a volta do vertigo de forma mais profissional e menos pessoal. É claro que sua implicância com Tommy só ajudou a complicar mais sua relação com Laurel, que já não estava lá aquelas coisas desde que a filha descobriu que Lance a usou para se aproximar do vigilante.

ARROW"Unfinished Business"Cate Cameron/Warner Bros

Em relação a Tommy Merlyn, não é que ele finalmente teve o merecido destaque nesse episódio? Podem achar exagero, mas apesar de Unfinished Business ter sido tão fraco, ele foi o nome da vez. Ele se mostrou durante todo o tempo leal a Oliver, apesar de não ter aceitado o fato do amigo ser o vigilante.

A trama desnecessária sobre Deadshot caiu como uma luva para mais uma crise conjugal de Oliver e Dig Diggle, Felicity é bom começar a se acostumar com as briguinhas do casal, mas no fim eles sempre se acertam.

Esse episódio de Arrow foi tão fraco, que a revelação de quem estava por trás da volta de vertigo em Starling City foi totalmente forçado. O médico da clínica onde o Conde está internado querer bancar o traficante da cidade? Por favor roteiristas, vocês já foram mais originais. Se não bastasse isso, o roteiro previsível de Dig Diggle vir ajudar Oliver, mesmo após mais uma crise entre eles. E o embate entre o segurança e o comparsa do médico? A luta entre os dois lembrou muito as cenas finais de Pânico 4, até a fala de Dig foi idêntica a que foi dita pela eterna Sidney Prescott no thriller.

A revolta de Tommy com Oliver foi um dos pontos mais altos do episódio. Definitivamente a amizade entre os dois acabou de vez, o bilionário não percebeu que Merlyn apesar de tudo vinha se esforçando para protegê-lo. O resultado disso? Um dos momentos mais aguardados da série, o início de uma nova fase para o personagem. Tommy indo pedir emprego ao pai no final do episódio apenas ficou evidente que a partir de agora ele começará a se tornar o tão aguardado vilão da série. Arrow finalmente vai ganhar seu Lex Luthor, é claro que assim como ocorrido em Smallville, o rapaz não se tornará um malvado da noite para o dia, mas o pontapé inicial já foi dado.

No meio de um episódio fraco, a menção para Deadshot foi melhor trabalhada no final, deixando um cliffhanger de que ele estará de volta no próximo episódio e que aí sim Dig Diggle poderá brincar de Emily Thorne. Outro destaque além de Tommy Merlyn foi o flashback da ilha, que ajudou de muito para os nossos conhecimentos. Finalmente começamos a ver quando Oliver começou a treinar com o arco, assim como a importância da filha de Yao Fei em seu desenvolvimento na ilha. Com certeza essa trama apresentada vai ter maior ênfase na season finale.

A série agora terá sua última pausa. Vamos esperar para que o próximo episódio decepcione um pouco menos, agora que está na reta final, os momentos que virão serão decisivos para uma season finale digna.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Viajamos no verdadeiro trem do Harry Potter! Na vira real!!! Veja como foi a experiência neste vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER