Arrow 1×23 — Sacrifice [Season Finale]

Você é mais jovem e mais rápido, mas nunca consegue me vencer. Sabe por quê? Porque você não sabe pelo o que está lutando.” — Merlyn, Malcolm

É incrível ver como Oliver evoluiu no decorrer da temporada, seja nas cenas de flashback na ilha, ou nos dias de hoje. Apesar de toda essa mudança, no fundo ainda faltava algo que precisava ser respondido, e isso foi atendido com a frase acima. Quando Arrow começou dava a entender que essa era uma história de vingança e justiça, não que a premissa tenha fugido, mas com o passar dos episódios deu para perceber que havia algo muito além disso e para que antes que o primeiro e bem sucedido ano da série chegasse ao fim, era preciso ter essa reflexão de perceber qual foi o principal propósito de Oliver Queen.

O link entre os dias de hoje e as cenas de flashback nunca estiveram em tanta sincronia que nem aconteceu nesse episódio, Oliver definitivamente se viu num verdadeiro deja vu. E o que aprendemos com tais semelhanças? Jamais subestime Oliver Queen, pois ele pode te surpreender, e foi isso que aconteceu. As cenas da ilha nos mostrou que ele está cada vez mais perto daquele que conhecemos, defendendo Starling City.

Todos teve destaque mais do que merecido nessa season finale, porém ninguém surpreendeu tanto quanto Quentin Lance. Finalmente ele deu o braço a torcer, e percebeu que o vigilante não quer o mal e sim combatê-lo, apesar de ter finalmente visto isso ele precisou pagar um preço, o qual mostrou-se apto a pagar. Jamais pensei que ele fosse ter tal atitude tão cedo, e sem contar sua sintonia fantástica com Felicity. Sem dúvidas, o personagem nunca foi tão bem trabalhado como agora e por mais que eu não goste dele, tenho que admitir que foi merecido.

Acha mesmo que eu poderia viver sabendo que você sacrificou milhares por mim?” — Queen, Oliver

O acerto de contas entre Oliver e Moira foi fantástico, pois serviu para mostrar que ela cometeu um de seus maiores erros ao se juntar a Malcolm, mesmo que o intuito dela tenha sido desde o começo proteger suas crias. A empresária teve atos de uma verdadeira vilã em boa parte da temporada, mas ela agiu muito impulsivamente pela emoção, por uma vingança que nunca existiu, e Oliver abrindo seu olho nos levou ao ponto mais primordial da personagem, dando-lhe o tapa na cara da sociedade que todos nós queríamos ter dado desde o começo.

Arrow - 1x23 Sacrifice (Season Finale)

Outro acerto de contas familiar sensacional foi entre os Merlyn. Após ter sido alertado por Oliver sobre os planos de seu pai, eu pensei que Tommy fosse apoiá-lo contra o melhor amigo ao descobrir a verdade, mas a sua reação ao saber da doentia vingança de Malcolm foi a prova clara que ele realmente amadureceu demais no decorrer da temporada. Falando no vilão, ficou evidente que a culpa e sua própria insegurança são os principais fatores de querer destruir com Glades e o grau do quanto tudo se tornou tão caótico e psicótico.

O momento do confronto tão esperado de toda a temporada ficava cada vez mais perto, mas é claro que tinha que ter alguns prelúdios surpreendentes antes disso. Depois de tudo o que fez, nada melhor do que Moira ter tomado a incrível atitude corajosa que teve para consertar todos os seus danos cometidos, pela primeira vez ela finalmente conseguiu usar razão, e alertar a população do mal que estava por vir. É claro que isso não vai apagar tudo que ela fez, e nem irá reaproximá-la de Oliver e Thea. A sua prisão com certeza será um dos plots principais dos primeiros episódios da segunda temporada da série.

Oliver, você não está sozinho. Não desde que me trouxe para isso… nós para isso.” — Diggle, John

Uma boa equipe faz toda a diferença, ainda mais quando se tem Dig Diggle e Felicity como membros. Oliver percebeu que por mais que esse último acerto de contas fosse algo pessoal entre ele e Merlyn, seus leais parceiros jamais o deixaria combater o vilão, lembrando que ele já foi derrotado duas vezes. A ajuda inesperada veio de Lance, que graças a ajuda de nossa loira nerd, foi peça fundamental para tentar deter a tragédia que estava sendo esperada.

O tão aguardado momento em que Oliver e Merlyn ficam frente a frente rendeu um dos momentos mais brilhantes da série, pois mais uma vez o vigilante ficou próximo de ser derrotado, quando finalmente descobriu pelo o que estava lutando, e isso temos que dar crédito ao vilão. Durante toda a temporada, Oliver Queen teve um confronto particular com si próprio e após mais uma derrota contra o arqueiro negro, as palavras ditas por ele o fez perceber finalmente o seu verdadeiro propósito, assim virando o jogo.

Como eu havia dito no começo da review, Quentin Lance me surpreendeu demais, e a cena em que ele quase não consegue desativar o dispositivo, fazendo com que ele se despeça de Laurel foi um dos momentos mais emocionantes desse episódio. Apesar do seu jeito insuportável em boa parte do tempo, vimos que tudo isso foi um escudo para ele lidar com a morte de Sarah, e ter ajudado em tentar deter a tragédia Glades foi a melhor forma de vermos o verdadeiro Quentin Lance. Por um momento pensei que ele fosse morrer, e sinceramente não queria mesmo que isso acontecesse, mas se os roteiristas quisessem isso, seria uma bela forma de introduzir a Canário Negro na história como forma de Laurel fazer justiça pela morte do pai, só que não foi dessa vez ainda.

Se tem uma coisa que eu aprendi sendo um homem de negócios é a redundância.” — Merlyn, Malcolm

E com essa frase todos levam um baita tapa na cara de Malcolm Merlyn, quando descobrimos que haviam dois dispositivos e Lance conseguiu desativar apenas um. Definitivamente foi um golpe de mestre, digno de aplaudi-lo de pé por isso sem dúvidas. A cidade em caos foi um dos momentos mais tensos, porém o pior não tinha acabado. Laurel quase morreu no terremoto causado, e Tommy aparecendo para salvá-la foi o ato mais heroico e surpreendente dele. A pessoa que vos escreve sempre apontou aqui a teoria de que ele seria o grande vilão da próxima temporada, vingando a morte do pai, mas os produtores pegaram todos de surpresa ao mostrar que a história entre os Merlyn não aconteceria igual aos filmes do Homem Aranha, matando o rapaz. A morte de Tommy foi algo totalmente imprevisível, apesar dele ter sido um verdadeiro pamonha em grande parte do tempo, ele não merecia esse fim, mas pelo menos ele pôde se acertar com Oliver antes de partir.

Arrow subestimou o público, sendo um dos maiores acertos dessa fall season, ainda mais pelo fato de ser uma série da CW. O último gol em cheio marcado pela emissora foi há quatro anos atrás com a estreia de The Vampire Diaires. A série terminou seu primeiro ano de uma forma extremamente épica e mostrando que tem tudo para ter vida longa, é só os produtores manter o mesmo ritmo e qualidade na segunda temporada. Agora a grande questão é: quem vai ditar as regras na próxima temporada?

PS1: Roy Harper e Thea Queen mostraram que têm tudo para serem os nomes da próxima temporada, em todos os aspectos. Eles serão um grande e inesperado apoio a Oliver.

PS2: Apesar do momento so cute de Oliver e Laurel nesse episódio, a morte de Tommy com certeza poderá mudar o rumo do relacionamento deles, anotem.

PS3: E caso Malcolm Merlyn não tenha morrido?

Façam suas apostas e que venha a segunda temporada de Arrow. Parabéns CW!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!