Arrow 2×09 — Three ghosts

Você não pode lutar contra o que está vindo. Abaixe o arco, tire o capuz de meu pai”. FEI, Shado
“Eu uso o capuz para honrar seu pai. Para honrar você”. QUEEN, Oliver
“Se você quer me honrar, pare de lutar e viva. Ou todos que você ama morrerão”. FEI, Shado

Esse episódio foi realmente incrível. Não foi o que era esperado, dado as informações liberadas pela CW, pareceu que a segunda parte do midseason finale continuaria a contar a história de Barry Allen. O personagem não ficou de fora, e teve seu momento grandioso no episódio, mas, definitivamente, ele não era o centro das atenções ali.

Esse episódio será marcado por ter feito o paralelismo entre o presente e o passado tão bem. Essa já era uma característica da primeira temporada, e que começou a ser bem melhor trabalhada na segunda, mas nesse episódio foi surpreendente. As alucinações de Oliver acarretaram ótimos momentos para o desenvolvimento, e a produção de Arrow já mostrou que a intenção ali é contar uma história, e estão fazendo isso muito bem. Mas como foi dito algumas reviews atrás, em se tratando de CW, isso é muito perigoso. Arrow não pode durar dez anos, assim como Smallville, espero que dure cinco. Uma temporada para cada ano na Ilha.

O fato é que muita coisa está acontecendo ao mesmo tempo, e a cada episódio temos uma revelação diferente, e a situação sempre é levada ao extremo. Graças ao perfeito casamento entre presente e passado, esses extremos não estão sendo cansativos e nem está desgastando o Arqueiro Verde. Mas infelizmente, o impacto de tais acontecimentos está ficando cada vez menor.

Sobre os arcos do episódio, a morte de Shado é com certeza um pesar muito grande para a série. Claro que a personagem ainda renderia muito, e dentre os quatro ali na Ilha, ela não era a mais descartável. As alucinações de Oliver adiantaram que ela morreria, mas eu não imaginei que fosse logo ali de cara, no mesmo episódio. Vai fazer falta, mas agora nos resta torcer para que essa morte traga bons enredos tanto na Ilha, quanto no presente.

Arrow 2x09

E por falar em alucinações, tudo o que os três que apareceram para Oliver disseram não passou de metáforas. Metáforas muito importantes para a atual situação psicológica de Oliver Queen no momento. Primeiro Shado aparece e diz que ele precisa parar de lutar para sobreviver, depois Slade diz que ele é um traidor, e em seguida Tommy diz que ele tem que continuar lutando, e contradiz tudo o que os dois primeiros disseram. Foi, de certa forma, um pedido de desculpas de Oliver para si mesmo. Um motivo para ele continuar. E isso só mostra o quão rico é o roteiro de Arrow.

A situação toda de Sebastian Blood e Cyrus Gold mostrou que o Mirakuru é uma caixinha de surpresas, e que o resultado acarretado por ele é imprevisível, seja no passado ou no presente. A luta entre Cyrus e Lance foi bem tensa, e o resultado final só poderia ser dali para pior. Laurel dessa vez deu as caras, mas continua sem um motivo para aparecer, o que é uma pena. A investigação de Roy e companhia andou, andou e andou, mas não chegou a lugar nenhum, a não ser um belo de um problema para Roy.

Esse episódio foi mais uma prova que, quando Oliver tem que salvar alguém com que se importa, ele não é a pessoa mais esperta desse mundo. O fato de durante a luta ele não ter feito um mínimo esforço para tentar descobrir quem está por trás daquela máscara usada por Sebastian Blood foi realmente intrigante. E se o Mirakuru aplicado em Roy vai ter efeitos colaterais ou não, ainda é um mistério.

Já sobre Barry Allen, o personagem não teve muito espaço nesse arco, mas no fim das contas protagonizou uma cena que leva o universo de Arrow a outro patamar, o do paranormal. Talvez até do sobrenatural. Mas essa é uma questão que vem sendo explorada nessa segunda temporada com o Mirakuru, e agora com esse evento que aconteceu a Barry. O universo de heróis nunca se dá muito bem com a física. O enredo todo de Barry foi claramente uma tentativa de levar os fãs de Arrow para a série de Flash, o que com certeza terá algum efeito, e, apesar de não achar esse ator muito adequado para dar vida a Barry Allen, eu vou dar uma chance para a série.

Para finalizar, é realmente difícil imaginar o que virá no próximo episódio. Slade disse que daria mais de seu sangue para ser sintetizado, mas isso não deve acontecer até o próximo episódio, e ainda há muitos pela frente. E por falar em Slade, esse terreno é um pouco perigoso. Claro que o que o levou à Starling City é uma questão totalmente pessoal, mas a história do Exterminador dentro do universo DC é muito extensa e vai muito além de sua interação com o Arqueiro Verde. A partir daqui seu personagem estará pisando em ovos, e espero que a produção saiba lidar com a grandiosidade que ela tem em mãos.

P.S.: Com a máscara, agora sim Oliver está parecendo um herói!

A morte o libertaria dessa vida, e a sentença dele ainda precisa ser dada. Vou tirar dele tudo com que se importa. Destruir aqueles que escolheram seguí-lo. Corromper aqueles que ele ama. Quando perder tudo e todos que valoriza… eu vou atirar uma flecha em seu olho”. Exterminador

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER