Arrow 2×22 — Streets of Fire

Pela primeira vez em Arrow (não arriscaria dizer pela primeira vez na CW) um roteiro simplesmente não apresentou falhas. Tudo foi incrivelmente perfeito e cada segundo do episódio foi muito bem aproveitado.

A ação tomou conta de todo o episódio, e soube também conciliar perfeitamente com a emoção e principalmente, aprofundou personagens deixando-os ainda mais rico. O maior exemplo disso foi Sarah.

Seria realmente improvável a Canário não estar presente no momento em que o Arqueiro e Starling City mais precisa de sua ajuda. Foi interessantíssimo ver a personagem em crise, e vê-la deprimida, mas depois ser reerguida pela irmã e pelo seu próprio heroísmo. Sarah realmente mereceu aquele momento, e agora é torcer para que no season finale de ontem à noite ela bote para quebrar.

Outro personagem que foi aprofundado também foi Sebastian Blood. Era mais que certo que ele seria subtraído pelo (ou a mando, no caso) Slade. O mais importante é que dentre todos aqueles personagens que dividiram o tempo de ele, ele é o que menos conquistou a simpatia dos fãs, e apesar de ter tido chances de ser uma perda de tempo no episódio, mais uma vez o roteiro foi lá e mostrou que sabe o que está fazendo. Com a ausência de Sebastian, o season finale pode dedicar mais tempo à outros personagens mais importantes. Mas deve ser ressaltado: neste episódio, os diálogos de Sebastian foram sensacionais. Nada estava fora do lugar, e no fim das contas, ele ainda ajudou o Arqueiro ao entregar a cura.

Arrow-02x22

Em meio aquele caos na cidade, mais uma vez a noite foi escolhida como cenário, para deixar Starling tão obscura como a situação pedia. Mais um p0nto para a direção. Certamente as referências ao finale da primeira temporada não faltaram. Mais uma vez os roteiristas decidiram fazer com que Starling City pagasse pelo Arqueiro. Mas desta vez em proporção muito maior.

Laurel, Diggle, Oliver e Felicity formaram um ótimo time, e em cenas alternadas foram construindo minuto a minuto o melhor episódio da série (até agora). O policial, que agora voltou a ser detetive, Lance também teve seu momento de maestria.

Foi bacana, e ao mesmo tempo desesperador, ver que Oliver estava de mãos atadas e não tinha muito o que fazer pela cidade. Ele precisava da cura para livrar a cidade dos soldados de Slade. Depois de muita dificuldade, a cura foi obtida, e foi testada logo em Roy. Se Roy foi curado ou não é um mistério, mas se tiver sido, me pergunto como ele será útil daqui para frente.

Paralelo à esse caos, cinco anos atrás Oliver também corria contra o tempo. A gente já faz uma ideia do que virá nos próximos flashs da ilha, mas mesmo assim foi muito empolgante ver tudo chegar onde deve chegar.

E por fim, Thea e seu drama familiar. Não sei se aquela foi a melhor ou a pior hora de Malcom Merlyn aparecer para a filha. Os diálogos entre eles também foram ótimos e não exageraram no drama. O que acontecerá com Malcom depois do tiro não dá para saber, mas espero que o personagem não seja descartado desta forma. Depois de todo o esforço que Oliver teve para eliminá-lo, seria realmente frustrante vê-lo ter esse fim.

Felizmente, todas as respostas estão no próximo episódio (ou não). Então “vamo que vamo” que o negócio está tenso!

PS: Jurei que Oliver e Felicity se beijariam naquela cena. Será que rola no finale? (Não solte spoilers nos comentários, por favor!)

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER