Arrow 3×15 — Nanda Parbat

Você experimentou a morte, e você quis mais, mas a verdade é todo mundo e todas as coisas devem ter um fim, até mesmo alguém como eu. Você demonstrou tremenda força, força de espírito, poder. Não Mr. Queen, eu não quero mata-lo, eu quero que tome o meu lugar”. Ra’s al Ghul

Preciso saber se fui apenas eu quem ficou com cara de idiota assistindo este episódio? Calma gente, não estou dizendo que Nanda Parbat foi ruim, pelo contrário, foi um ótimo episódio em vários sentidos, mas eu sinceramente não entendi como chegamos até aqui. Estou eu vendo meu episódio tranquilo, quando as coisas começam a acontecer e se desenvolver para um caminho totalmente diferente do que eu esperava, já dava para saber pelo promo que a Thea iria dar um jeito de denunciar o Malcon e ele seria preso, logo o Oliver por algum motivo mal formulado iria tentar resgatar ele. Ok. Mas realmente não esperava que o resultado fosse o que aconteceu.

Na minha opinião tudo faz mais sentido agora, pois estava realmente muito estranho Ra’s ter toda essa sede de vingança por causa da morte da Sara, mesmo com Nyssa forçando o assunto, ele provavelmente deixaria a filha buscar justiça com as próprias mãos, por mais que isso pudesse resultar na morte dela, vamos convir que Ra’s está longe de ganhar o título de pai do ano. Enfim, a proposta de Ra’s Al Ghul para Oliver no fim do episódio, me fez parar para pensar, desde quando ele tem isso em mente? A resposta mais lógica seria desde que descobriu que o arqueiro não morreu após o duelo deles, partindo desse ponto, pode até ter sido um alívio quando Thea denunciou Malcon, no entanto para onde esse conflito nos leva?

Minha resposta, baseado apenas em especulações feitas entre eu e eu mesmo, (porque ao contrário da nossa amiga Rafa, que terá seu vídeo vinculado a essa review na quarta-feira, eu não sou tão expert nos contextos por trás dos roteiros, sempre tem algo relacionado as HQ’s que eu nunca li), acredito que os roteiristas não quiseram simplesmente causar outra guerra em Starling para finalizar a temporada, acredito que pela dica do promo do próximo episódio, a season finale de Arrow terá um tom de Batman The Dark Kinight Rises, onde o heroi sacrifica sua imagem de bom moço em nome da salvação de sua cidade. Vamos esperar para ver.

16481924889_8405fe0caf_z

Diggle, para mim tem excedido seu desejo de morte e sua ex/atual esposa Lyla, mais parece querer se livrar do marido, mandando-o atrás de Oliver em toda missão suicida do arqueiro, mas tudo bem, acho que seria realmente estranho se ele simplesmente fizesse as malas e partisse, o consentimento da esposa dá um tom mais altruísta ao casal, e foi fofo ele convidar o Oliver para ser padrinho do “recasamento” dele. Resta-nos descobrir mais adiante se essa história vai colar, pois tudo indica que as mudanças prometidas estão chegando para dar uma balançada em tudo que aprendemos até agora.

Outro assunto que não posso deixar passar, é que quando o mesmo adversário fica voltando, dá para perceber o quanto o resultado dos embates é um tanto conveniente com o que está acontecendo, Nyssa é sempre a mais “fodona” de todos sempre, nesta temporada inclusive tivemos uma cena de luta onde ela se saiu muito bem contra Oliver e Malcon juntos, então, por mais que Oliver esteja mais treinado, é estranho ela ser capturada por ele, mas enfim, de alguma forma ela precisava estar no QG do Team Arrow, para o que aconteceu depois.

A conversa de Nyssa com Laurel foi bem legal, o interessante do diálogo das duas foi que ao trocarem confidências, elas revelam a personalidade da Canário morta, uma vez que cada uma delas conheceu uma versão diferente da personagem, a irmã e a sobrevivente, ainda sim a essência dela era a mesma e a lembrança do sorriso era igual para as duas, é bem legal quando a série abre para esse tipo de contexto, afinal Arrow não é apenas sobre vigilantes e pancadaria, todos os personagens tem sentimentos que acabam sendo mais intensos devido a situação em que se encontram. Depois a Thea ir chamar a Nyssa na chincha foi sacanagem, afinal ela não sabe que o Oliver tinha mais de um motivo para ir fazer mais uma visita ao querido Ra’s, até onde ela estava informada era tudo para salva-la de um arrependimento eterno, então é claro que ir desafiar uma assassina profissional é uma decisão bem sensata, peso na consciência é uma coisa, desejo de morte atoa é outra, mas enfim, cada um com seu coração partido.

Agora o fim dos comentários sobre as partes convenientes, inacreditáveis e um tanto exageradas do roteiro, lembrando que nenhum desses adjetivos é exatamente uma crítica, porque eu tenho uma certa admiração pelos roteiristas de Arrow, que mesmo dentro da mais absurda das situações criadas na série, não deixam simplesmente se passar por fantasias hereges, tudo se encaixa no contexto e leva a história para frente ou não faz muita diferença. Enfim, deixando isso tudo de lado o comentário previsível desse post eu enrolei para o final. A consumação do relacionamento de Ray e Felicity. Oi? OK, eu estava sentindo falta da nerd atrapalhada e engraçada, que acabou retornando enquanto ela conversava com um Palmer barbado e exausto, depois quando ele volta só de toalha para alegria da geral, enfim, o fim temporário de #Olicity me deixou extremamente triste, mas de qualquer forma não tem havido muito romance entre eles desde que Oliver decidiu trabalhar com Malcon, que fique assim, pelo menos a senhorita Smoke está satisfeita, mas quem não estaria? Oi?

E a estreia da armadura do Atom foi um sucesso, na minha opinião, porque os efeitos especiais ficaram fantásticos, valeu CW! Só não valeu pausar a série para retorno só dia 18 de março, fiquei chateadíssimo. E é isso pessoal, a review ficou longa porque o episódio foi bom e bem lotado de acontecimentos, espero que tenham gostado.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER