Arrow 3×16 — The Offer

Se não posso ser apenas eu mesmo e o arqueiro não é o bastante, talvez eu deva me tornar Ra’s al Ghul”. QUEEN, Oliver

Tenho que começar dizendo: ainda bem que o Oliver melhora no final, já estava de saco cheio dele, homem criado, passou mais perrengue que a grande maioria dos outros personagens, essa crise de identidade já estava dando nos nervos. E daí que perdeu uma luta, foi atravessado por uma espada e jogado de um penhasco, no meio da temporada? Já estava na hora de superar essa bobagem, pronto falei.

Meu Deus, eu amei The Offer, isso quer dizer que a temporada está acabando, o que é muito triste, mas setembro/outubro está aí gente, não precisa entrar em pânico, só tive algumas sensações estranhas durante o episódio e a que cabe comentar nesse momento, acho que venho tendo esse sentimento há algum tempo com essa temporada, enfim, como chegamos até aqui? Em alguns momentos me pego pensando, como esse personagem ficou assim? Porque ele está fazendo isso mesmo? Talvez até por isso Oliver estivesse em uma crise existencial tão chata, ele mesmo confessou que já havia perdido o fio da meada, eu não te culpo, só achei que sua reação foi chata pra caramba.

Vamos manter o foco esculachando Oliver, o que foram as cenas de #Olicity? Depois de Chicago Fire e Chicago P.D.(salvo, por enquanto, #Burzek) já falei que não vou shippar mais nada, porque diabos sofrer tanto? Mas #Olicity fica de brincadeira com a minha cara, só pode, sim eu só considero meu sofrimento, mas sei que metade do mundo sofre comigo. Quem shippa Ray e Felicity, previsivelmente #Raylicity, pode ser retirar, por favor, obrigado. Brincadeira, eles são ótimos juntos, infelizmente eles são perfeitos, mas eu ainda teimo que #Olicity deveria ser sagrado.

ras

O que nos leva ao Plot que eu carinhosamente batizei de: “Ra’s sambando na cara do Oliver”, só porque, “Yes He CAN” e esculacho pouco é bobagem, prevendo com precisão cirúrgica tudo que aconteceria caso o arqueiro não “aceitasse sua oferta”, claro que ele só acertou tudo bonitinho, porque é fim de temporada e as coisas nessa época tendem a acontecer mais rápido e porque todo mundo viu que o Cabeça do Demônio não está de brincadeira, ele foi se certificar de que a escolha feita, por ele, se concretize, bem do tipo faça você mesmo, Ra’s já tem seu lugar de vilão guardado no meu coração.

Ra’s samba mais um tanto no começo do episódio, porque afinal eu não preciso fazer meus comentários em ordem cronológica, mostrando o poço de Lazarus, nossa primeira introdução ao místico não tão científico quanto os soldados do Mirakuru de Slade. Para saber mais sobre Ra’s al Ghul, algumas teorias bem bacanas do que pode acontecer até o fim da temporada, já comprovamos que parte delas estão no caminho correto, é só conferir o vídeo especial da Rafa que vou deixar depois do promo, sim a mesma Rafa parceira que eu coloco os vídeos reviews nas quartas, essa semana sem Arrow ela gravou um especial, contando a origem do Ra’s nas HQ’s, e a provável fonte de inspiração dos roteiristas para inclusão do personagem nessa temporada, vale a pena conferir.

E quem salva o dia no fim das contas? O episódio no caso. Quem? Felicity! Tão óbvio quanto qualquer resultado matemático que eu nunca aprendi além do básico. Se não fosse por ela, Oliver ainda estaria chato e nunca teria descoberto por Maseo que ele não tem escolha nenhuma a ser feita e adivinhem só, como o arqueiro vai continuar negando se tornar o novo Ra’s a liga dos assassinos vai vir acabar com StarlingCity, para termos mais um final cheio de mortes, guerra e explosões em Arrow. Só para constar não acho isso exatamente ruim, mas sinceramente ainda espero um final mais poético com Oliver partindo em sua moto para Nanda Parbat, não sei se dá pra chegar de moto lá, mas vocês entendem o conceito.

Comentários rápidos, Malcolm já deu, adoro o John Barrowman, mas o personagem está precisando de algo mais consistente, ou logo pode “partir”. Nissa amada, shippando forte com Laurel, só porque eu quero, final promissor das duas. Para treinamento da nova canário gente, mas para outras coisas também, eu apoio. Thea e Roy (are going back together) ao contrário da música da Taylor, eles ainda tem chance, porque mataram o coitado do Chase, então segue a vida ou volta à vida antiga, o que estiver disponível no elenco, sem julgamentos da minha parte. E é isso gente, eu estava órfão de Arrow assim como todos, amo muito tudo isso, mesmo que não seja McDonald’s, até porque eu sou vegetariano.

P.S.: Morrendo com o promo de Suicidal Tendencies, a única coisa que eu odeio no fim da temporada de Arrow, é que é o fim da temporada. Esquadrão Suicida com a Cupido, personagem apresentada de forma errônea, mas que tem potencial lindo, Ray botando banca, deixa eu desligar essa armadura pra ele ver.

Vídeo da Zuca:

Vídeo Review de The Offer:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER