Arrow 3×23 — My Name is Oliver Queen (Season Finale)

Direto ao ponto Arrow entrega, se não a melhor, a mais diferente season finale da série até agora.

Você quer saber algo estranho? Eu estou feliz…”. QUEEN, Oliver

É realmente difícil que todos concordem, afinal muitos consideram a terceira temporada do arqueiro a pior até agora. Não diria que não houve tropeços, mas definitivamente é muito bom ter uma season finale diferente. Quebrar a rotina, StarlingCity sendo destruída, muitas mortes e guerra colocou a série em um patamar que nem todos esperavam, afinal não precisamos destruir tudo para ter uma ótima conclusão.

Com tantos momentos fantásticos, apesar de um tanto corridos, e tantas citações em potencial, nenhuma delas descreveu melhor o episódio que a utilizada no começo deste post. De uma forma ou de outra, tudo acabou bem para todos (até para o Malcon). E graças a todos os santos, finalmente fez sentido todo esse problema que ele criou matando a Sarah, mesmo que ele não tenha admitido completamente no final.

Pausa para comentar os flashbacks que deram um show a parte, afinal entendemos que não voltar para Starling em certo ponto tornou-se decisão do próprio Oliver. O momento exato em que ele perdeu a própria alma, a morte de Akio e a separação do casal Yamashiro. Com isso só podemos esperar que os flashbacks obviamente continuem a jornada de Oliver após sua temporada em Hong Kong.

arrow

Sim, todos concordamos que o episódio correu mais rápido que o Flash, que inclusive apareceu para resgatar o team Arrow de Nada Parbat. Com as duas séries tão conectadas fica difícil não se perguntar por que isso não aconteceu antes. Mas é importante considerar que para as duas séries progredirem é importante pensar nelas individualmente. Se o Barry viesse todas as vezes solucionar os problemas do Oliver não teríamos Arrow e fim.

Mesmo com muita coisa para espremer dentro do episódio, os roteiristas não podiam pecar pelo excesso e não o fizeram. Em alguns momentos talvez os telespectadores tenham experimentado sensações de vertigem, mas com todos os pontos bem definidos foi possível aproveitar a viagem sem maiores transtornos.

Diggle ressentido fez mais sentido que Felicity perdoando fácil. Tudo bem que temos o fator sequestro da Lyla, e o fator amor entre #Olicity, então, mais uma vez cada um estava no ponto certo, e o perdão de Felicity foi o que sustentou Oliver durante a batalha final contra Ra’s, que alguém vai comentar que ficou muito em segundo plano, mas nós já vimos os dois se enfrentando lá na middle season finale. Seria demais dar tanta ênfase para a cena quando outros assuntos precisavam do foco.

My Name is Oliver Queen não foi um episódio perfeito, nenhum é, mas em uma temporada cheia de escorregões esperava-se bem menos e nos foi entregue um prato cheio. O toque final com a “oração” que o Ra’s fez para o Oliver quando o “matou” foi fantástico. Felicity usando a armadura do Atom foi algo totalmente sem precedentes, e conectar as nanoestruturas com o verdadeiro destino de Ray que é se tornar o Atom de fato (o que diminui de tamanho) foi um presente e tanto. Apesar de eles terem cortado toscamente a cena da explosão, só pra constar.

Então só podemos concluir que tudo estava lá. Não precisávamos de mais gente morrendo em Starling, até porque logo não sobraria mais cidade para salvar nesse ritmo. Além de tudo Thea assumiu a identidade de Speed, que como previsto pela Zuca era o que estava para acontecer mesmo, Nissa sobreviveu e jurou vingança contra Malcom e Oliver partiu em um conversível com a Felicity para qualquer lugar longe o bastante.

Não faltaram ganchos para próxima temporada, inclusive a não aparição de Damienl Dark, provável próximo super vilão e a ascensão de Malcom mais uma vez como super vilão também. Logo Oliver terá mais de um motivo para voltar, para tristeza de Felicity. Agora é só aguardar para que os mesmos erros não sejam cometidos e que venha outubro de uma vez! Infelizmente já sabemos que Arrow só volta nessa época. Até a quarta temporada pessoal!

Vídeo Review da Zuca:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER