Arrow e o universo das HQs

Salve, folks! Esta semana substituo o Rubens na coluna e venho para falar de uma série amada por muitos — e odiada por tantos outros. Antes de Arrow estrear em 2012 na CW, a série criou expectativas divididas. Uns apostavam alto que seria um sucesso e de qualidade. Outros tinham certeza de que era flop certo. Pois bem, a série estreou marcando recorde para o canal, criou uma fã base sólida e está a todo vapor em sua segunda temporada.

A série tem a missão de mostrar os primeiros anos do Arqueiro Verde em Starling City, que é estrelada por Stephen Amell. O Arqueiro, que é um personagem da DC, veio ganhando bastante destaque na mídia nos últimos anos, principalmente por conta da série Smallville, e dos desenhos da Liga da Justiça que ganharam forte apelo popular. E a série tem a missão de trazer todo o universo da DC Comics.

Arrow melhor

A SÉRIE É BEM PRODUZIDA

Se uma coisa que os fãs de Arrow não podem reclamar é da produção da série. Ela é acima de qualquer “padrão CW de qualidade” e tem um tratamento de primeira. As externas não deixam mentir e as cenas de ação são caprichadas. A season finale da primeira, temporada por exemplo, está aí e não me deixa mentir — muita explosão, porrada e cenas de tirar o fôlego. Arrow às vezes nem parece ser feita pelo canal onde é exibido, de tão alta a qualidade dos episódios.

OS FLASHS DA ILHA

Dentro do enredo de Arrow, um adendo às características atrativas da série são os flashs que mostram o que aconteceu com Oliver Queen nos cincos anos em que ele passou preso da ilha. E estas histórias dão praticamente um spin-off, que é dentro da série (!). Confuso? Não. Excelente? Muito. Alguns dos episódios de Arrow têm as melhores cenas em seus flashs, e isso traz uma dinâmica para série que não a deixa diminuir a velocidade. Sempre um plot entra em sequência do outro, e graças aos flashs, tempo parado em Arrow não tem.

A INSPIRAÇÃO DA TRILOGIA BATMAN DE NOLAN

Se tem uma coisa que é perceptível na atmosfera de Arrow é o quão é influente a trilogia cinematográfica de Batman dirigida por Christopher Nolan. Algumas cenas chegam até a homenagear a franquia — como a citação ao vilão do filme Batman Begins, Ra’s Al Ghul nesta segunda temporada. A questão é que, assim como a DC Comics vem realizando no cinema versões mais “pé no chão” de seus heróis, na telinha a coisa não é diferente, e Arrow tem dando um banho em muitas séries de TV de heróis por aí. O tom sério cai como uma luva na agonia que Oliver Queen e o Arqueiro Verde passam, fazendo os fãs se apaixonarem ainda mais pelo personagem. Ponto para a série!

Arrow pior

É UMA SÉRIE FEITA NA CW

Ok, apesar de eu ter dito aí em cima que a série não parece ser feita pela CW, em algumas coisas a série faz questão de mostrar a marca do canal. Prova disso são os plots teens, principalmente protagonizados pela irmã de Oliver e agora também pelo seu namorado Roy — que futuramente irá virar o parceiro do Arqueiro, Speedy ou Arqueiro Vermelho. Alguns dramas chegam a ser enjoados, mas o que vamos fazer? A parcela teen tem que estar presente, e Arrow não escaparia disso.

STEPHEN AMELL

Sei que vou apanhar das mulheres por apontar isso como aspecto ruim, mas convenhamos: Stephen Amell, que interpreta Oliver Queen, não é lá um grande ator não. Entretanto, isso pode até soar como ponto positivo, afinal, a canastrice do Sr. Amell cai como uma luva na vida de amargura que Oliver Queen sofre. E eu posso colocar um adendo aqui, se somarmos as cenas do rapaz sem camisa. Para quê abusar do excesso de Stephen Amell sem camisa nesta série? Alô CW, o público feminino não é o único foco de vocês. Se for assim, campanha para Felicity e Laurel sem roupa já!

SMALLVILLE

Quer queiram ou não, um dos aspectos ruins de Arrow é que o personagem principal da série foi usado há pouco tempo em outra produção da casa. O Arqueiro esteve presente em quatro temporadas de Smallville — série que contava as aventuras do superboy (abraços, SBT), e muita gente ainda associa a imagem do personagem à do ator Justin Hartley (que anda dando uns pegas no Nolan em Revenge). E a comparação é inevitável. Apesar de preferir a versão atual do Arqueiro — mais séria -, a fã base do antigo arqueiro ainda é grande, e isso atrapalha que mais pessoas gostem da série. Uma pena!

Menção honrosa: não poderia deixar de citar um aspecto horrível da primeira temporada — OLIVER QUEEN IS ALIVE! A CW não cansou de mostrar o trecho do piloto no “previously” em que o apresentador do noticiário anunciava o retorno de Queen a Starling City. A frase virou até meme no face! Mas confesso, que agora, até sinto falta da parte no “previously”.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER