As 10 Personagens Mais Marcantes do Cinema

A lista de hoje é sobre as personagens mais marcantes do nosso cinema.

No dia 08 de Março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher e o BOXPOP traz agora uma lista com aquelas personagens que marcaram um longa, tanto por sua história quanto pela lição que podemos tirar de tudo isso.

Confira abaixo a nossa Lista com 10 personagens marcantes e não se esqueça de deixar aquele comentário, dizendo se concorda ou não. E quais vocês colocariam.

1) Hermione Granger (Emma Watson — Saga Harry Potter 2001–2010)

Não tem como não lembrar dessa personagem e não colocá-la em primeiro lugar. Granger, além de ser uma das personagens femininas mais importantes e conhecida da literatura juvenil, pertence também a uma das mais importantes franquias do cinema. A bruxinha surge lá em 2001 quando toma o trem para Hogwarts e claro que a primeira impressão que temos dela é: Nossa, que mina chata! Porém, no decorrer do primeiro filme/livro, vamos tendo a nossa visão mudada por completo, já que ela se une a aqueles que seriam seus verdadeiros companheiros por anos: Harry e Rony. Ao mesmo tempo que é querida pelos fiéis companheiros, destacada nas aulas com inteligência, ela apresenta ser uma pessoa meio triste, mesmo sorrindo no final de tudo, mesmo sendo companheira, preocupada, tão madura e responsável com os amigos. A garota enciclopédia do mundo da magia, que muitas vezes salva o rabo da garotada.

2) Elle Woods (Reese Witherspoon — Legalmente Loira — 2001–2003)

Antes de ganhar o seu primeiro Oscar e protagonizar outras mulheres fortes, a atriz Reese Witherspoon foi Elle Woods no fenômeno de bilheteria Legalmente Loira. Foi graças a esse filme que a atriz ganhou fama, depois de ter feito vários filmes que passaram um tanto quanto despercebidos, o mundo se rendeu ao charme dessa loirinha nessa divertida e cativante comédia. Elle Woods é a prova que ninguém deve subestimar ninguém pela aparência. O filme ganhou uma sequência em 2003, mas não fez tanto sucesso quanto seu primeiro filme.

3) Hazel Grace (Shailene Woodley — A Culpa é das Estrelas — 2014)

Aqui está um claro exemplo de mulher poderosa. Em momento algum, Hazel Grace precisou enfrentar bandidos ou algo do gênero. Seu maior vilão aqui foi a luta constante para se manter viva diante de um câncer. Impossível não ter ninguém que não tenha se emocionado diante da bela e trágica história de amor vivida por Hazel e Gus, no belíssimo A Culpa é das Estrelas. A atriz Shailene Woodley nos entrega uma performance assombrosa e sincera, e sentimos todo o seu drama, suas conquistas e principalmente o amor que ela sente por seu companheiro.

4) Mulan (Dublada pela atriz Ming-Na — Mulan — 1998)

Diante do padrão estabelecido pela Disney quando lançou ao mundo suas princesas, esta aqui é de longe a mais “diferente”. Diferente não no quesito de beleza, raça ou algo parecido, e sim na representação que ela é. Mulan é uma personagem forte que precisa crescer ao tomar a difícil decisão de ir contra as leis da China Imperial para salvar a vida de seu pai. Indo contra ao papel que a mulher tinha diante da sociedade, o de se dedicar exclusivamente ao casamento e ao marido, Mulan rompe os paradigmas das princesas Disney, as quais geralmente necessitam de um fator externo para a mudança de suas vidas — o amor de um príncipe ou o mundo que desconhecem –, mas que em Mulan reside no amor que sente pela figura paterna, sentimento tido como o mais grandioso em razão do grande laço sentimental formado na relação entre pai e filha. Mulan é uma bonita peça que foge dos estereótipos de animações “princesa espera príncipe e os dois vivem felizes para sempre”, e mostra uma personagem feminina dona de seu próprio destino.

5) Elizabeth Bennet (Keira Knightley — Orgulho & Preconceito — 2005)

Elizabeth Bennet

Para muitos, Elizabeth Bennet é de longe a melhor personagem feminina escrita pela autora Jane Austen. A personagem, diferente de todas de Austen, não se apaixona de cara por seu príncipe encantado, ela o despreza e somente perto do gran finale é que as coisas tendem a dar certo. Em 2005, Joe Wright dirigiu com maestria uma adaptação do romance de Jane Austen e teve no elenco a jovem Keira Knightley e o ator Matthew Macfadyen. Keira representou de uma maneira majestosa Elizabeth Bennet, toda a doçura que a personagem tem, estava ali em uma de suas melhores atuações no cinema.

6) Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence — Saga Jogos Vorazes — 2012–2015)

Ela colocou sua vida em risco para salvar a irmã, ganhou os Jogos Vorazes e não foi por sorte, foi torturada física e psicologicamente, atacada e ainda serviu de peão em um jogo de facções. Mesmo assim, ela não deixou se abater e foi lá e mostrou porque ela é essa personagem fodona. Porque é muito fácil chegar em um conflito, no qual você tem a melhor arma, mas quero ver você chegar e cuspir na cara de cada um de um regime militar totalitário que cada vez mais te coloca pra baixo.

7) Malévola (Angelina Jolie — Malévola — 2014)

Como você reagiria se o grande amor da sua vida te agredisse sexualmente? Para muitos existe apenas um caminho: Machucar ele no ponto que mais dói até ele sentir a dor que você sentiu. Porém, em Malévola o caminho que a personagem escolhe é totalmente o oposto, ao mostrar uma vingança justificável em uma bela lição: O amor familiar é mais forte e romântico do que qualquer príncipe encantado por aí.

8) Bridget Jones (Renée Zellweger — Série Bridget Jones — 2001–2016)

A atriz inglesa Renée Zellweger conquistou a crítica e o público nessa deliciosa, divertida e apaixonante modernização de Orgulho & Preconceito. Muitas mulheres se identificaram com a personagem e seus dramas, suas vitórias, suas frustrações e seus amores. O sucesso do longa rendeu mais dois filmes: Bridget Jones: No Limite da Razão (2004) e agora em 2016, chega o terceiro e último filme da série, O Bebê de Bridget Jones. A atriz foi tão elogiada no primeiro filme que conquistou uma vaga no Oscar 2001, na categoria de Melhor Atriz.

9) Maria Von Trapp (Julie Andrews — A Noviça Rebelde — 1965)

A expressão máxima da esposa, Maria torna a vida de todos — adultos, adolescentes e crianças — mais feliz. Apoia a todos nas horas de necessidade e os inspira a se desenvolverem por si próprios, com liberdade para descobrir quem são. Quando a situação se torna realmente perigosa, ela não foge da raia.

10) Rose DeWitt Bukater (Kate Winslet — Titanic — 1997)

Uma das personagens mais lembradas dos anos 90 é Rose, interpretada de uma forma cativante e forte no clássico Titanic. Rose, que no começo apresentava ser mais uma garota mimada, teve seu mundo virado literalmente de cabeça pra baixo ao conhecer Jack, um garoto pobre que estava em busca de uma nova vida na América. A cada cena que os dois se envolviam mais e mais, a garotinha mimada era deixada para trás e uma mulher de pulso forte e firme crescia. Kate Winslet jamais conseguiu outro papel marcante como esse em sua carreira e a força que ela exerceu sobre a personagem talvez tenha sido tão importante tanto para a história do longa quanto para as mulheres dos anos 90. Afinal, quem em pleno 1912 teria a coragem que ela teve, de se rebelar contra família, dinheiro, luxo para viver por um breve momento a mais importante história de amor de sua vida?

Galera, por hoje é só, espero que vocês tenham gostado da nossa lista e não esqueçam de comentar aqui em baixo quais personagem vocês consideram importantes.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER