As melhores audições da 11ª temporada do The Voice US

Selecionamos as melhores apresentações e os favoritos na primeira fase da 11ª temporada do The Voice.

Depois de dez edições com Christina Aguilera, Shakira e Gwen Stefani se revezando na cadeira vermelha do pop, desta vez o The Voice US tem duas poderosas cantoras — com características bem distintas — disputando as melhores vozes com Adam Levine e Blake Shelton.

A 11ª temporada começou sem muitas surpresas, com apresentações bem triviais, mas guardou o melhor para as últimas audições às cegas — deixando a competição nessa primeira fase ainda mais acirrada.

Com as equipes completas e a fase das batalhas já em andamento, a nossa Trilha Sonora reuniu as melhores apresentações das audições às cegas do The Voice US. Será que já temos um favorito?

How Am I Supposed To Live Without You (Christian Cuevas)

Christian Cuevas levou a música de Michael Bolton a um nível completamente novo para sua apresentação no The Voice, e com um significado muito íntimo para ele. How Am I Supposed To Live Without You o levou para a próxima fase no time de Alicia Keys. Reveja aqui.

Jealous (Dana Harper)

Dana Harper apostou na música de Nick Jonas para sua audição e deixou o pop para trás, apostando num toque mais romântico para Jealous. E engana-se quem acha que ela detonou nas notas altas: Dana caprichou nas notas baixas e arrancou elogios de Alicia e Adam, mas preferiu Blake. Confira a apresentação aqui.

Let It Go (Courtney Harrell)

A voz de Courtney Harrell deixou Alicia Keys entusiasmada, e não é pra menos. A moça fez uma ótima versão de Let It Go, de James Bay, e deixou todos boquiabertos quando escolheu seguir na competição no time de Blake. Relembre aqui.

Dibs (Khaliya Kimberlie)

Khaliya Kimberlie vem de uma família indígena bem tradicional, mas nada de indie folk para ela. A moça levou para o palco do The Voice uma versão de Dibs, de Kelsea Ballerini, e dosou bem o country com o pop — perfeita candidata para o time de Miley Cyrus. Veja aqui.

When We Were Young (Billy Gilman)

Billy Gilman começou a carreira musical como cantor country, ainda quando criança, e veio nesta temporada do The Voice tentar uma nova chance, agora no pop. De todos os competidores desta temporada, Billy é o que tem mais controle vocal e uma das vozes mais líricas. Veja aqui a apresentação.

Feeling Good (Wé McDonald)

Uma das audições mais surpreendentes e impressionantes desta temporada, Wé McDonald dominou o palco do The Voice com sua voz poderosa — muito diferente da sua fala bem doce — com uma extensão de dar inveja em muito marmanjo. Relembre aqui sua apresentação.

Use Me (Michael Sanchez)

A disposição de Michael Sanchez para personificar a letra de Bill Withers, deu uma alma diferente para Use Me e lhe garantiu uma vaga no time de Alicia Keys. Veja aqui sua apresentação.

Roxanne (Ethan Tucker)

A voz de Ethan Tucker é única e controlada, polida e promissora, deixou o clássico da banda The Police quase indistinguível. Podemos esperar muito mais originalidade nas próximas rodadas. Reveja aqui.

Losing My Religion (Aaron Gibson)

A voz grave de Aaron é um contraste completo com sua aparência “certinha” — e esse é o barato das audições às cegas. Seu jeito único e sua performance cheia de alma o garantiu uma vaga no time de Miley. Veja aqui sua apresentação.

Landslide (Whitney e Shannon)

A segurança da dupla Whitney e Shannon se encaixou perfeitamente com Landslide, e nem parecia que era a primeira vez que as duas se apresentavam juntas. Para ouvir no repeat! Clique aqui e veja a performance.

Wild Horses (Austin Allsup)

Com um vibrato bem equilibrado e uma voz bastante polida, Austin Allsup se deu muito bem com uma versão country da música do Rolling Stones. Agora é ver se Blake Shelton vai fazer um bom trabalho com ele em seu time. Relembre aqui a performance.

Forever Young (Josh Halverson)

Josh Halverson tem uma voz sedutora que se encaixou bem com a música de Bob Dylan — e não é a toa que virou três cadeiras. Alicia acabou levando a melhor. Confira aqui a apresentação de Josh.

Drown in My Own Tears (Sa’Rayah)

Sa’Rayah preenche muito bem a cota de diva soul do The Voice. A competição vai ser forte para ela, mas parece estar preparada com uma presença de palco e voz incomparáveis. Reveja aqui sua performance.

Come Together (Sophia Urista)

Energia não falta para Sophia Urista, e ela soube imprimir isso no clássico dos Beatles. Ela vai intimidar muita gente nas próximas fases. Confira aqui sua performance.

Sua apresentação favorita ficou de fora dessa seleção? Compartilhe conosco nos comentários.

Até a próxima!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER