As Melhores Estreias de 2016

Já falamos dos piores e melhores retornos além das piores estreias de 2016, agora chegou a hora de falar dos campeões.

A DONA DE 2016

Chegamos ao nosso final dessa retrospectiva no mundo das séries e para fechar com chave de ouro, resolvemos trazer o que a TV trouxe de novo para a nossa alegria.

Timeless

C-H-O-C-A-D-O-S!!! Não vamos precisar voltar no tempo pra sair no especial do BoxPop

Apesar de não trazer nada de novo em seu roteiro, Timeless consegue com todo o seu clichê ser uma série divertida, despretensiosa e acima de tudo, consegue manter a atenção do público durante seus 42min. Ainda não sabemos ao certo se a série seguirá seu caminho rumo a segunda temporada, mas torcemos que sim, afinal quando poderemos ver novamente uma reinvenção de diversos momentos da nossa historia.

This Is Us

Laços de Família — Made in USA

This is Us é um dos maiores acertos na televisão americana nessa temporada. Fazia tempo que não tínhamos uma série familiar tão impactante, emocionante e que desse vontade de ficar vendo por horas e horas os dramas daquelas pessoas. No começo podemos até achar ela meio confusa, mas quando descobrimos sua histórias somos transportados para dentro de sua trama e de lá é quase impossível sair. Se você ainda não assistiu, corre pra ver um dos melhores dramas dos últimos anos.

American Housewife

Quem disse que não somos a família perfeita

American Housewife é daquelas comédias que a primeira vista soa como superficial ou até mesmo chata, mas se você parar para assistir vai se divertir um monte com as loucuras dessa família. A ABC vem tendo uma boa safra nesse campo das comédias, depois do sucesso de The Real O’Neals agora chega American Housewife para alegrar as nossas vidas.

Merlí

Alunos Brilhantes, Professor Fascinante

Apesar de ter estreado ainda em 2015, Merlí ficou “mundialmente” conhecida no final desse ano devido a sua distribuição a nível internacional pela Netflix. A série catalã-espanhola, é uma produção do mesmo canal da famosa Polseres Vermelles. Essa obra segue a vida de Merlí, um professor de Filosofia que está desempregado e precisa voltar a morar com sua mãe, além de passar a ser responsável pelo seu filho adolescente Bruno. Logo ele consegue um emprego na escola em que seu filho estuda e, com inspiração em Sociedade dos Poetas Mortos, passa a mudar a vida de cada um de seus alunos por meio da Filosofia, além de construir laços com seu filho, que é gay, mas faz as vestes de opressor pela falta de auto aceitação. O romance entre Bruno e Pol ganhou milhares de seguidores no Youtube. Merlí é uma série que envolve desde o seu primeiro episódio até o último, impossível de não fazer uma maratona.

American Crime Story

Munique chama os advogados

O titio Ryan Murphy depoi de Glee começou a emplacar uma série após a outra, algumas deram 50% certo enquanto outras a gente sabe que está longe de ser aquela maravilha toda. Porém com American Crime Story ele conseguiu realmente nos entregar um trabalho eficiente e maduro, diferente de suas outras três produções que muitas vezes estão ali para contentar o público jovem. A série fez tanto sucesso lá fora que foi indicada a diversos prêmios e também foi a responsável por trazer de volta ao cenário global o astro Cuba Gooding Jr. que estava a bastante tempo sem um papel marcante.

Crazyhead

As Hit-Girls Britânicas

Crazyhead não é muito conhecida fora da Inglaterra mas isso está prestes a mudar, já que ela chega no próximo sábado ao catálogo da Netflix (inclusive aqui no Brasil). A história sobre duas meninas tentando sobreviver ao apocalipse zumbi é uma mistura perfeita de drama, terror, comédia e romance num dose exata que só os britânicos sabem fazer. A primeira temporada tem apenas seis episódios e você já pode começar a pensar em fazer uma maratona dela.

Stranger Things

A DONA DE 2016

Com uma mistura de terror e drama, Stranger Things pegou todo mundo de surpresa e se tornou a série mais aclamada, amada e cultuada em 2016. Seus personagens estamparam camisetas, seu elenco mirim se tornou um dos mais amados desde Harry Potter e trouxe para os amantes dos anos 80 e principalmente para os geeks, uma chuva de referências. Se você ainda não assistiu a série (PERA AÍ! SE VOCÊ NÃO ASSISTIU É PORQUE OU VOCÊ TAVA NO MUNDO INVERTIDO OU ERA A BELA ADORMECIDA).

The Good Place

Sorria, meu bem, estamos nos Melhores do Ano do BoxPop

A nossa eterna Veronica Mars e Anna, de Frozen, Kristen Bell está de volta as telinhas agora em uma das melhores comédias desse ano. The Good Place não é aquele humor non-sense que estamos acostumados a encontrar em diversas séries atualmente, ela tem uma historia e também todos os seus personagens envolvidos tem sua importância. A parceria entre Bell e Danson é um dos pontos altos da série, os dois se saem muito bem juntos e tem um timming para a comédia muito boa. Se você ainda não assistiu The Good Place, dá pra conferir os 10 episódios em uma maratona super de boa até ela volta do hiatus.

The Exorcist

Rebelde do Demônio

O Exorcista é uma obra-prima do terror até hoje, tendo cinco filmes lançados no cinema e agora uma série de televisão. Apesar de trazer o nome The Exorcist em seu título, o seriado não segue a mesma pegada do longa-metragem. Se você assistiu ao piloto dele, certamente ficou esperando para os sustos ou momentos de tensão. Porém tivemos que esperar quase cinco episódios para o demônio se pronunciar na série, mas isso não a prejudica de forma alguma, pelo contrário ajuda a criar toda aquela atmosfera de tensão e medo. Geena Davis (MIGA! QUE ACONTECEU COM A SENHORA) está muito bem no papel principal mas quem chama a atenção é Alfonso Herrera, que vem cada vez mais se consolidando no mercado americano depois do sucesso de Sense8. The Exorcist ainda não teve sua renovação confirmada mas caso isso venha a acontecer, os produtores confirmaram que a cada nova temporada uma nova possessão será explorada.

The Get Down

Abra suas asas…Solte suas feras, caia na gandaia e entre nessa festa

A série da Netflix, The Get Down, antes mesmo de estrear já tinha um peso em seu nome: Baz Lhurmann. O diretor australiano foi o responsável por comandar um dos musicais mais aclamados do século 20, Moulin Rouge! Amor em Vermelho, onde canções pop embalavam um romance entre uma cortesã e um jovem poeta na virada do século 19. The Get Down trouxe um ritmo para a Netflix, sua primeira parte contagia em todos os aspectos além de ser uma série musical de primeira. Se você ainda não conferiu, se joga na pixxxxxta e bora dançar até o sol raiar.

The Crown

A cara da riqueza ao saber que figurou nos melhores do ano do BoxPop

Se você gosta de um bom drama ao estilo de Dowtown Abbey certamente já deve ter feito uma maratona com os 10 episódios iniciais de The Crown, recente sucesso da Netflix. A trama que narra os primeiros passos da Rainha Elizabeth é um luxo só, na parte técnica merece muito destaque pela sua fotografia, direção, roteiro e também pela vasta pesquisa histórica realizada. O elenco está muito bom, com destaque para Claire Foy e o nosso eterno Doctor Who, Matt Smith. Uma segunda temporada já foi encomendada e deve chegar em breve.

Então por enquanto é só isso, se você curtiu comente aqui embaixo qual foi a melhor estreia na sua opinião e não esqueça de compartilhar esse post. Até a próxima, gente!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!