As melhores frases de Weeds — edição definitiva

Uma viúva de classe média começa a vender drogas para manter o padrão de vida e sustentar seus filhos. Parece inusitado, mas é essa a história de Weeds, série da Showtime que arrebatou inúmeros fãs pelo mundo e conquistou várias indicações e prêmios importantes — como o Globo de Ouro que a protagonista Mary-Louise Parker levou para casa.

Claro que, como toda série amada e de longa duração, Weeds recebeu críticas ao longo dos anos sobre os rumos de seu roteiro. Mesmo assim, seus personagens protagonizaram momentos incríveis, tocantes e engraçados — sem falar nos momentos impróprios para menores de 18 anos, como já mostramos aqui.

Agora que seu series finale foi ao ar, no dia 16, o Box de Séries resolveu fazer uma homenagem com a edição definitiva das melhores frases e diálogos da série. O post está longo e, mesmo assim tivemos que deixar de fora várias frases legais, mas o que importa é matar a saudade dos Botwin.

“Nós somos todos como uma família grande, maravilhosa e disfuncional. E eu amo vocês.”— Celia para seu grupo de reabilitação de drogas

“Olha, Silas, a vida é só blá blá blá. Você espera por blá e, às vezes, você o encontra; mas a maioria é blá, e esperar por blá, e ter esperanças de que você estava certo sobre os blás que você fez. E então, quando você pensa que entendeu toda essa maldita coisa de blá e você está cercado por pessoas que você blá, a morte aparece. E blá, blá, blá…”— Andy

“Eu fui mandado outra vez para o psiquiatra da escola. Eles provavelmente vão te ligar.” — Shane
“Oh, de novo não! Qual foi o motivo dessa vez?”— Nancy
“Eu escrevi um rap de gangster sobre matar Devon Rensler com meu revólver.” — Shane

“Se há uma coisa que aprendi sobre a multidão de Cristo: absolutamente nenhum senso de humor. Eu devia ter ido atrás do mercado judeu, pelo menos, nós podemos fazer uma piada.” — Andy

“Você está falando sério?” — Silas
“Sério como o ataque cardíaco do papai.” — Shane

“Você não é uma má influência por ser uma traficante. Você é uma má influência porque é uma má traficante.” — Silas

“Você não faz ideia do que significa você acreditar em mim.” — Andy
“Eu não acredito em você.” — Silas

“Tudo que eu queria era você. Você era tudo que eu queria. E você nunca me quis.” — Andy para Nancy

“Eu não vomito por beber. Eu vomito quando penso na minha vida.” — Celia

“Sim, Shane, eu cultivo e vendo maconha. É orgânico, é terapêutico. É da terra, como tomates.” — Nancy

“Agora eu tenho que lidar com isso, e eu não gosto de lidar com as coisas. Eu preferiria muito mais fingir que elas não existem.” — Celia

“Todo mundo pensa que eu fiquei louca.” — Celia
“Todo mundo pensa que eu sou estranho.” — Shane
“Bem, eu consigo ver como você pode ter dado essa impressão.” — Celia
“Eu realmente não me importo com o que eles pensam.” — Shane
“Bom pra você. Deixe sua bandeira da aberração voar.” — Celia
“Mesmo?” — Shane
“Mesmo. Recentemente, eu parei de me importar com o que qualquer um pensa e eu tenho que te dizer, eu me sinto ótima.” — Celia
“Mas você tem câncer.” — Shane
“E você tem um pai morto. Nós dois fazemos as pessoas se sentirem realmente desconfortáveis. Não há o que fazer sobre isso. Então nós podemos nos sentir autoconscientes e fingir que está tudo normal ou nós podemos ser nós mesmos estranhos.” — Celia

“Eu não posso contar com os homens. Não significa que eu não os amo. Não significa que eu fujo deles. Só significa que eu ajusto minhas expectativas. Homens são fracos.” — Nancy

“Vocês tem uma contagem de corpos? Porque os Botwin têm.” — Silas

“Isso não cheira como sálvia.” — Lupita
“Obviamente, a menopausa afetou seu olfato.” — Nancy
“Eu cheiro com meu nariz, não com a minha xoxota.” — Lupita

“Eu a amo.” — Silas
“Você enfiou seu pênis nela. Isso não é amor, acredite.” — Celia

“Na verdade, você não quer o que você pode ter. É por isso que você me quer, porque você não pode me ter.” — Nancy

“Meu nome é Shane/ eu trago a dor/ das ruas de Agrestic/ Cadela, você não quer suar isso/ Eu capo qualquer filho da puta/ Você não quer testar esse/Ca-…” — orientador lendo o rap-poesia do Shane
“‘Ca-dela’. Eu tenho raiva em mim. Esse é meu jeito liberar.” — Shane
“Bem, você fez muitas pessoas nessa escola ficarem nervosas.” — orientador
“Mesmo? É porque eles são um bando de garotos chatos de traseiro branco.” — Shane
“Eu odeio estragar isso pra você, mas você também é um garoto chato de traseiro branco.” — orientador

“Ele fez xixi no meu xixi. Nós cruzamos rios.” — Andy

“Você me ajudou quando eu estava perdido. Você me deu uma casa, e uma família, e um propósito, e eu sempre serei grato à você. E eu sempre, sempre vou te amar, Pants. Mas eu não posso ficar perto de você. Isso não funciona. Mas você vai ficar bem. Você é forte. Então, é hora de encarar você mesma.” — Andy para Nancy

“Então, o que você acha que está na sala trancada no fim do corredor?” — Silas
“Provavelmente uma urna para a nossa mãe.” — Shane

“Você acharam que casar com um judeu era ruim, vocês deviam ter conhecido o pai desse carinha.” — Nancy falando com o túmulo dos seus pais

“Eu sou a ruína de todos os homens Botwin.” — Nancy

“Você não aprendeu nada depois de três anos atrás das grades?” — Andy
“Tente de novo, falhe melhor?” — Nancy

“Você não é burro. Sim, Shane tem outras coisas, mas você é doce, e tão bonito, e não é um assassino, o que te coloca na liderança. Então, sim, eu te mantive nas sombras durante muito tempo da sua vida, mas você me deu estrias, então nós estamos quites.” — Nancy

“Não, não, eu não sou um tomador de lados. Eu flutuo entre o meio termo ambíguo. Ainda amado, meus relacionamentos imaculados. Uma vez que vocês dois idiotas tenham passado por esse pequeno desentendimento… Eu não me envolvo.” — Andy

“Nancy, quantos dedos eu estou mostrando?” — paramédico
“Três. Três dedos muito longos e elegantes. Você toca piano?” — Nancy
“Não, eu não toco.” — paramédico
“Você tem uma namorada muito feliz?” — Nancy

“Bem, é isso que nós fazemos, nós fodemos tudo. E então nós tentamos consertar e fodemos tudo um pouco mais. E nós fazemos isso com nossa família, na maioria das vezes, porque esse é o lugar mais seguro para se praticar. Mas essa é a merda que te torna um homem.” — Andy

“Eu não sou uma traficante. Eu sou uma mãe que por acaso distribui produtos ilegais através da minha padaria falsa, criada pelo meu contador de ética questionável e seu amigo advogado desonesto.” — Nancy

“E então não havia nenhum…” — Nancy

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER