As Piores Estreias nas Séries em 2016

A serenidade no olhar de quem sabe que teve sua série cancelada

Depois de falarmos sobre os piores retornos e os melhores retornos, vamos falar mal das novatas.

Rush Hour

Dá pra acreditar que não acharam a gente engraçado?

Uma franquia bastante conhecida do grande público graças ao apelo carismático de seus dois protagonistas: Jackie Chan e Chris Tucker. Foram três filmes de verdadeiros altos e baixos. Pensando em agradar uma nova audiência, a CBS resolveu encomendar o piloto de uma série inspirada nos longa-metragens. Óbvio que o resultado foi um desastre sem tamanho pelo principal motivo: Aquilo ali não era Rush Hour. Vendo a audiência despencar, a emissora não teve outra escolha a não ser cancelar a série depois de 13 episódios.

Shades of Blue

Procurando pistas pra entender como nos renovaram…

A atriz e cantora Jennifer Lopez já percebeu que sua carreira de atriz é praticamente um motivo de bullying com ela. Dentre todos os seus papeis no cinema e na televisão, o seu maior sucesso é na cinebiografia Selena.

Tentando buscar novos ares e se arriscar em um novo formato, J.Lo é a estrela do drama policial da NBC, Shades of Blue. Mas novamente, ela não acerta e aqui por incrível que pareça o erro não é dela. O problema é que a série é uma verdadeira colcha de retalhos de todos os dramas policiais que já assistimos alguma vez na vida e praticamente sabemos onde ele vai e como acabará. Mesmo tendo sido renovada, as esperanças são muito poucas para que ela sobreviva até o final de seu segundo ano.

Damien

Tem um minuto para ouvir as palavras do PAI?

Damien é uma série baseada no cultuado longa-metragem de terror A Profecia e que a A&E tentou emplacar assim como Bates Motel. Porém, diferente da outra série, não existia nada que conseguisse manter a atenção dos espectadores por longos e arrastados 42min. Foram 10 episódios até que A&E mandou Damien de volta para as profundezas do inferno.

Heartbeat

Te contaram que a nossa série foi cancelada?

Não sei vocês mas acho que esse negócio de drama médico já deu o que tinha que dar na TV Americana. Já temos Grey’s Anatomy, Chicago Med, Saving Hope e Code Black para preencher essa cota. Porém, esse ano a NBC resolveu dar a oportunidade para o drama Heartbeat e foi a maior burrada.

A série era pior que todas as novelas mexicanas e das 18h da Globo juntas. Dramalhão excessivo, cenas que não funcionam, protagonistas nada carismáticos e atrativos, diálogos que pareciam ter saído de uma master class. Ou seja, era óbvio que um cancelamento seria o destino final dessa série.

The Family

Pose pro cartão de natal da família!

The Family tinha tudo para ser um grande sucesso nas noites da ABC. Mas acabou se tornando um dos grandes fracassos da emissora nesse ano.

Mesmo trazendo um tema que possa soar clichê, a maneira que ele era contado era o grande diferencial da trama. Acontece que os produtores exageram na dose do dramalhão e tudo que víamos em cena era uma novela das 21h muito exagerada.

Joan Allen conseguiu ser mais apática que a Julia Lemmertz com sua última Helena na novela Em Família, enquanto que o restante do elenco passou em branco.

3%

E que os Jogos Vorazes da RecordTV comecem

Criar histórias distópicas já virou moda em Hollywood, tanto que temos Maze Runner, Jogos Vorazes, Ender’s Game, A Seleção e diversas outras obras juvenis apostando nesse tema.

Apesar de ter surgido bem antes dessas obras começarem a fazer sucesso, a série brasileira chega em um período de divisão desse tema: alguns acham que é o momento de parar um pouco com a distopia e outros acham que devem continuar focando nesse assunto.

O certo é que 3% não é ruim e nem boa, ela fica bem ali no meio. A história é atrativa, seu elenco tem nomes bons (outros nem tanto). Mas falta algo ali, para que possa ser vista como um produto Netflix. Por enquanto ela parece uma novela da RecordTV.

The Ranch

Etâ série Ruim!!!

Tem horas que a gente realmente fica sem entender a Netflix. Ela faz ótimos seriados e, do nada, somos bombardeados com uma porcaria dessas. The Ranch consegue ser a coisa mais sem graça, apelativa e chata dentre as estreias desse ano na nossa companheira da vida.

Ashton Kutcher parece um Peter Pan, está sempre fazendo o mesmo papel de mongolão que precisa lidar com situações nas quais vai aprender a ser mais responsável, entre outras coisas. O mais impressionante é que a série foi renovada para um segundo ano.

Dead of Summer

Vamos comemorar o nosso cancelamento? VA-MOOOOO!

A FreeForm bem que tentou trazer o terror e o sobrenatural para seu universo, mas infelizmente essa tentativa fracassou. Dead of Summer tinha uma pegada bem anos 80 e “lembrava” os velhos slashers movies como Sexta-Feira 13.

Com personagens bem estereotipados e um roteiro bem razoável, ficava difícil de engolir as situações e os momentos que aquele pessoal estava passando.

Sabe quando os produtores ligam o F***-se? Foi exatamente o que aconteceu na metade da temporada. Situações tão bizarras, que chegavam a ser cômicas.

E para você? Quais foram as piores estreias dessa temporada?? Comente aqui em baixo.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!