As séries superam os filmes

gotxlotr

A indústria audiovisual está vivendo um momento conturbado, está em colapso, vítima de seus próprios padrões e, em parte, também, por conta do conservadorismo americano.

Os grandes estúdios dominam o mercado de blockbusters e determinam as datas de lançamento de diversas outras produções. Chegam ao absurdo de anunciar um filme para mais de dois anos na frente, fazendo com que os estúdios concorrentes adiem seus planos.

Esse planejamento exacerbado sempre existiu, mas nem sempre foi aberto para o grande público. Em tempos em que a informação viaja na velocidade da luz, a expectativa pelo segundo filme dos Vingadores já era grande assim que o primeiro foi lançado.

A demanda fica enorme e o estúdio se vê obrigado a fazer um filme de ação sem uma gota de sangue, afinal, crianças de 10 anos também vão ver. E depois de curtirem muito, vão brincar no parque de diversões, comprar as figuras de ação, mochilas…

A TV sofre do mesmo mal. Televisão aberta é feita, supostamente, para a família toda assistir junta. Por isso que True Blood e Game of Thrones ficam pela TV paga mesmo… TV paga que desponta como padrão de qualidade, que faz as séries superarem os filmes.

Neste cenário de canais por assinatura, independentes e com público altamente qualificado e segmentado, podem ousar, contando suas histórias mais adultas, recheadas de sexo, drogas & rock and roll e violência.

Enquanto nas premiações de cinema os blockbusters mais vistos ficam distantes até mesmo de indicações, o Emmy, por exemplo, não só indica como premia as produções que todo mundo conhece e torce.

A ousadia já começa a inverter o movimento de atores que se tornavam muito grandes para a TV e migravam para o cinema. Hoje, bons atores fazem suas apostas em séries e embarcam na aventura, como fizeram os Kevins, Bacon e Spacey.

Aí surge a figura dos serviços de vídeo on demand, que também pode deixar de lado as regras das associações conservadoras que regulamentam o que pode ou não ser transmitido na televisão aberta, com produções de alta qualidade, fazendo o mercado evoluir e chamando, de fato, a atenção do espectador.

A pergunta que fica é: quando os grandes estúdios e emissoras irão começar a peitar as associações, pagar para ver os boicotes e se verem livres para transmitir o que quiserem? O público anseia por essas produções e os haters vão continuar sendo cretinos.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER