Ataque aos Titãs: dos mangás para a TV e o Cinema

Entenda o que faz de Ataque aos Titãs uma obra tão aclamada entre os amantes da cultura japonesa.

Kon’nichiwa, leitores do Box.

No próximo mês de Agosto chega aos cinemas a versão live action de Ataque dos Titãs (Shingeki no Kyojin no título original), fato que deixou alguns membros de nossa equipe bem eufóricos.

Euforia pura!

E como a expectativa é grande, bate sempre aquela mistura de sentimentos, de alegria e preocupação ao mesmo tempo. Afinal, será que o filme atenderá as expectativas dos fãs já existentes e conseguirá entreter novos espectadores? Ou será que entrará no fadado limbo de obras que nunca deveriam ser adaptadas?

E é nestas horas que, particularmente, me lembro da ótima adaptação de Samurai X e fico todo animado, mas depois relembro o fracasso que foi Dragon Ball e a preocupação retorna, ficando assim em um loop eterno.

Criado em 2009 por Hajime Isayama, originalmente como Mangá, Ataque aos Titãs fez tanto sucesso que rapidamente ganhou uma versão animada, popularizou a obra para outros países, e atualmente é apontada pela critica japonesa como o título mais popular no Japão, ganhando sua versão live action, divida em dois longas metragens que chegam respectivamente em 1 de Agosto e 19 de Setembro deste ano aos cinemas orientais (sem previsões para o Brasil).

O filme também traz uma grande novidade, não só aos espectadores nipônicos, mas também para a classe cinematográfica, sendo a primeira produção do país a usar 4 formas diferentes de imersão. Nos sistemas 4DX ou MX4D, as poltronas do cinema vão se mexer de acordo com determinadas sequências vistas na tela, assim como aromas e ventos darão o clima dos ambientes. Adeus 3D!

O foco inicial da história é no protagonista Eren Yaeger, sua irmã adotiva, Mikasa Ackerman, e seu amigo de infância, Armin Arlert, que se tornam militares para combater os Titãs após terem sua cidade destruída.

Há décadas, a humanidade foi quase exterminada pelo súbito aparecimento de seres humanoides gigantes, conhecido como Titãs. Criaturas que, aparentemente, possuem pouca inteligência, porém com uma força bruta quase insuperável que têm como principal objetivo devorar seres humanos.

Com cartazes e trailers já lançados, muitas especulações por parte dos fãs já começaram. Armin não será mais loiro? Mikassa não terá mais uma personalidade forte e bad-ass? Veremos os personagens em seus equipamentos saltando sobre os Titãs? A obra será fielmente adaptada ao anime? E é nesta euforia que nos do Box de Series, trazemos algumas informações.

Primeiros Passos

Hajime Isayama, autor da série, contou em diversas entrevistas que primeiro escreveu uma versão curta de Ataque dos Titãs em 2006, com apenas 65 páginas.

O autor Hajime Isayama

Originalmente, ele havia ofereceu seu trabalho ao departamento da Weekly Shonen Jump, da editora Shueisha, onde ele foi avisado a modificar seu estilo e história para ser mais adequado a Jump e ao seu publico. Recusando-se a modificar sua obra, Isayama decidiu levar seu trabalho ao departamento da Weekly Shonen Magazine da Kodansha que adoraram a ideia.

Inicialmente, Isayama, baseou o cenário do mangá em sua cidade, que é cercada por montanhas, surgindo à ideia dos muros que cercam e protegem a raça humana dos Titãs.

Porém o mais interessante é que quando criou aparência dos Titãs, lutadores de artes marciais mistas foram usados como modelos. O atleta Yushin Okami lutador na categoria Peso Médio do MMA foi usado como referencia para a forma Titã de Eren Yaeger e Brock Lesnar, ex-campeão de pesos pesados do MMA e atual lutador da WWE foi o modelo usado para o Titã Encouraçado.

Brock Lesnar, lutador que serviu de inspiração para o Titã Encouraçado

George Wada, produtor do anime, afirmou que os muros da série também foram influenciados pela natureza isolada e fechada da cultura Japonesa. E também que os sentimentos de cada individuo é uma das maiores influências.

Originalmente, Isayama planejou dar a série uma conclusão trágica similar a O Nevoeiro de Stephen King, onde cada personagem morre, porém o sucesso do mangá e a resposta positiva dos fãs para o anime o fizeram mudar de ideia, levando sua narrativa para outro rumo.

O mangá

É muito comum no Japão o mangá ser a primeira plataforma de publicação de várias obras pelo seu baixo orçamento na produção, Hajime Isayama começou sua serialização na revista Bessatsu Shunen Magazine da editora Kodansha na edição de setembro de 2009.

Um curiosidade é que o volume Nº 12 da série teve uma tiragem inicial de 2.2 milhões de cópias, tornando a série um dos únicos mangás a ter uma tiragem inicial de mais de 2 milhões, junto somente a One Piece.

O sucesso foi tanto que em 2011, Ataque dos Titãs ganhou o Prêmio de Mangá K?dansha na categoria sh?nen, categoria voltada ao publico masculino jovem. Mas não para por ai, em 2013, Ataque dos Titãs foi o segundo mangá mais vendido.

Em abril do ano passado, a Oricon relatou que 30 milhões de volumes foram vendidos. Na primeira metade de 2014, chegou ao topo do ranking, acabando com o reinado de 5 anos de One Piece como o mangá mais vendido. Uma febre total!

No Brasil, a série de mangá é licenciada e publicada como Ataque dos Titãs — Shingeki no Kyojin pela editora Paninie disponíveis em Bancas de Jornal e Livrarias.

Em 3 de novembro de 2014, o escritor americano C. B. Cebulski revelou que um crossover entre Ataque dos Titãs e personagens da Marvel Comics estaria em produção. Cebulski fez o cenário escrito pelo autor original Hajime Isayama. O crossover em one-shot terá Homem-Aranha, Vingadores, os X-Man e os Guardiões da Galáxia enfrentando vários Titãs da série, nas ruas da cidade de Nova Iorque

O anime

Com tanto sucesso nas tiragens em Mangá a Wit Studio foi à produtora responsável por adaptar a versão em anime para a TV, que foi exibida no Japão entre abril e setembro de 2013, pela emissora Mainichi Broadcasting System (MBS), dirigido por Tetsur? Araki (Death Note) com Y?ki Kaji estrelando como Eren, Yui Ishikawa como Mikasa e Marina Inoue como Armin.

O Anime trouxe ainda mais sucesso para obra, primeiro pela qualidade dos traços e segundo pelos excelentes e criativos quadros e movimentos de câmeras, quando os personagens usam seus equipamentos para atacarem os Titãs.

Sua versão animada, que diga-se de passagem não é recomendada a crianças, traz características de series para adultos, com bastante violência, canibalismo e um histerismo que chegam a nos incomodar emocionalmente.

A segunda temporada do anime foi anunciada em novembro de 2014 e está prevista para ser lançada em 2016, para nossa alegria.

Um jogo de ação intitulado Attack on Titan: The Last Wings of Mankind foi desenvolvido pela Spike Chunsoft para a plataforma Nintendo 3DS.44 45 46

A Série

É bom lembrar que também está prevista uma série que será canônica aos eventos dos dois longa-metragens, mas contando uma nova história sobre o dia-a-dia da vida dos soldados e seus segredos.

A nova produção estava prevista inicialmente para agosto, com exibição através do serviço de streaming dTV. Shinji Higuchi (que acabou de receber a função de supervisor de efeitos especiais no novo longa de Godzilla), que dirige a versão do cinema, também comandará o seriado.

Estão confirmados no elenco pelo menos 5 atores que fizeram parte dos filmes: Satomi Ishihara (Hanji), Nanami Sakuraba (Sasha), Rina Takeda (Lil), Shu Watanabe (Fukushi) e Ayame Misaki (Hiana). Soma-se ao elenco Yüta Hiraoka, que viverá um novo personagem exclusivo da trama.

E ai leitor, se empolgo? E diga para nós, qual anime você gostaria de ver em versão live action? E quais animes gostaria de ver aqui no Box? Não esqueçam que conferir nossas reviews de Soul of Gold.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Teorias de conspiração na Disney??? Nem tudo é verdade.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER