BBB17: Os sete pecados de Manoel

Foto: Globo / Paulo Belote

Ao sair da casa, o gêmeo capixaba falou sobre religião, erros durante confinamento, namoro com Vivian e elegeu uma ameaça.

Como notado por Tiago Leifert na edição dessa terça feira do Big Brother Brasil, a base da pirâmide etária está deixando aos poucos a convivência. Fato curioso ao pensar que, no ano passado tivemos, entre as finalistas, as mais novas da história do programa. Emilly enfrentou o casal Vivian e Manoel nesta semana com o repudio do público e promessas de suas eliminação, mas quem deixou a casa foi o capixaba. A razão principal: ele criou o confinamento dentro do confinamento.

“Meu legado foi falar o que Deus fez na minha vida."

Com 23 anos, o rapaz denota ser completamente oposto do gêmeo com quem disputou a vaga na primeira semana. Isso porque Manoel enxerga muito mais o seu mundo antes de perceber o que há em volta, o que afetou diretamente sua permanência no BBB. Após o paredão, Manoel conversou com os jornalistas e pareceu bem lúcido quanto ao motivo de sua saída: não foi rejeição, foi um propósito de Deus.

“Não vejo como perda, não. Sou um cara muito ligado a Deus e acho que ele tem um propósito pra cada coisa. Se Ele tivesse um propósito para mim lá dentro, permitiria que eu ficasse.”

No entanto, religiosidade a parte, Manoel dedicou seu tempo para o romance – e só. Tanto que, enquanto outros brothers já se recriminaram por votos e atitudes, o único arrependimento do rapaz é a briga com Marcos. Briga essa que causou outra polêmica que incomodou o público: ao xingar o médico de “viado enrustido”, gerou uma onda de reprovação. A isso, o agora ex-BBB credita à brincadeiras com amigos de fora. Pois bem, aí está outro pecado de Manoel.

“Foi meu momento de surto, e meus colegas tem essa gíria [viado], mas não acho que ele seja. Eu me arrependo de ter surtado da forma que aconteceu.”

Faltou controle

A arte de conviver exige um pouco de tato para lidar com os companheiros de confinamento, mas principalmente com o público, que não aceita reproduzir mesmo nessa mini-sociedade com regras bem simples o que é repudiado no cotidiano. Ali não são só 15 pessoas, sãos outras 20 milhões que assistem, votam e julgam.

E é claro – aquele clichêzão – Manoel vai esperar Vivian aqui para conversar, e quem sabe tentar um relacionamento. Mas se 24h por dia do lado ele já era inseguro, imagine com a distância entre Espírito Santo e Amazonas.

“Antes de entrar, conversei com meu irmão, tinha combinado de não me envolver com ninguém. Quando me envolvo, é de verdade. Me envolvi com ela e esqueci o jogo”.

Agora, Manoel acredita que o público deve ficar de olho aberto em outro participante.

“Mau caráter acho que ninguém seja, mas quem pode manipular um pouco é o Rômulo. Ele amacia as pessoas e se aproxima por interesse.”

Será?

E alerta para o lado bom da Vivian. Será que temos em vista uma finalista?

“Ela não é víbora, é o que as pessoas falam. A Vivian não concordava com tudo que a Mayara falava, ela sempre foi o que ela é.”

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!