BBB17: Vida longa à Rainha!

Ainda estamos na segunda semana do confinamento, mas já aconteceu coisas para um mês.

Quem estava ansioso por uma movimentação na casa, já pode se dar por satisfeito. Foi um final de semana intenso no Big Brother Brasil. A eliminação de Gabriela Flor não trouxe paz pra ninguém. Acabou iniciando uma verdadeira guerra fria entre o trio Mayara, Manoel e Vivian, e o resto da casa.

Preciso dizer que este é um dos elencos mais interessantes que temos nas edições mais recentes. Enquanto os mais novos acham que entendem do jogo, os mais velhos se revelam grandes jogadores.

É como Tiago Leifert alertou na fala da eliminação passada:

“é um jogo de convivência”.

Elis, por exemplo, se espreita por todos os cantos da casa, reúne a opinião que ouve dos colegas e faz as suas próprias estratégias. Não é a jogadora favorita, mas se continuar assim vai se espreitando até a reta final. Mayara e Vivian, por outro lado, acreditam ser as mais avançadas nesse cenário. Mal sabem…

Toda flor tem seus espinhos

Achei que teria mais dó da Gabriela Flor, por sair na terça-feira. No final das contas, foi a decisão mais acertada. Conversei com ela logo após o programa e uma das perguntas foi a motivação de estar lá. A resposta:

“ Meu objetivo era ser conhecida pelo Brasil inteiro. Poder trabalhar com moda arte, dança, televisão, música, atuação, cinema.”

Há um grande engano quem pensa que o BBB é escola de novas Grazis, Sabrinas, Julianas e Ana Paulas. Antes de fazer fama, tem que conviver, tem que jogar, tem que se mostrar para o público. Nenhuma delas chegou onde chegou se isolando.

Quem sabe Walcyr Carrasco se convença, né…

O jeito genuíno e lapidado de Gabriela talvez não fosse para este tipo de programa. Ela tem toda uma calma e sutileza para compreender as pessoas, tanto que saiu acreditando que Mayara e Vivian a aceitaram sendo quem ela é. Sorte que a internet não deixa isso passar em branco.

Uma nova rainha

Mayara e Vivian entregaram o comando da casa para Emilly com o alvo pintado nas costas. O problema não foi só a justificativa para colocar Marcos no paredão, mas também todo o isolamento que elas criaram, acreditando estarem realmente acima de todos no gosto do público.

O mais gostoso de ver a casa explodindo neste domingo depois do decreto de Emilly é que as emparedadas realmente acreditam que Marcos está por trás da indicação, quando a líder pensou tudo sozinha.

Isso só as deixa ainda mais desesperadas. Pra quem tenta a todo instante ser relevante, as coitadas se viram sem nenhuma influência — nem com a liderança, nem com a casa. Foi o começo do fim para elas.

A mente, o coração. Ela a mente, ele o coração.

Só que ficou feio, muito feio. A mineira esbravejou pela casa inteira os podres que o trio maquinava, e isso só fez alimentar o incômodo que todos já sentia delas e de Manoel. Ela mirou na Ana Paula, e acertou na Lia. O povo dentro e fora da casa já não aguenta mais os três.

Para que tá ficando feio, amiga…

Como citei em outra ocasião, alguém precisa ser odiado pelo público, afinal é um “jogo de eliminação”. Mayara conseguiu o fenômeno de unir o sofá e a internet sendo a mais detestada da edição, mas é necessária para deixar os nervos a flor da pele, caso contrário as brigas vão ser só por convivência, como morar numa casa com seus primos (é legal, mas uma hora enjoa).

Agora, é hora de deixar o circo pegar fogo, não de abafar.

É tudo improviso… vamos improvisar!

E o Tiago Leifert, hein? Sinceramente, falta um tanto ainda para ele ser reconhecido como apresentador do programa, mas a culpa nem é totalmente dele. Primeiro, a informação de que a liderança teria imunidade foi quase uma surpresa, inclusive para ele. Depois, no domingo, a caixa que revela os votos de um dos participantes voltou, e Tiago parecia não ter entendido a dinâmica. Isso sem falar nos diversos falatórios que interrompem a sua mediação com a casa.

Não queremos um novo Bial, a marca dele está registrada no programa. Queremos um apresentador que mexa com a cabeça deles, que os deixe pensando no que foi dito, e não que traga um alívio, como se mostrasse que o apocalipse zumbi ainda não aconteceu.

Não é Deadset, ainda estamos aqui vivinhos acompanhando vocês

Agora é avançar com esse jogo de revés, em que a situação só piora a cada dia. É uma decisão difícil eliminar Mayara ou Vivian, mas a certeza é que, quem ficar, vai ter que lidar com a incerteza de quem pode confiar, e de qual é o melhor jogo a se fazer.

A sorte está literalmente lançada.

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!