Ben and Kate, uma família bem disfuncional

Ben and Kate é a nova aposta da FOX em termos de comédia da fall season, cujo piloto já foi disponibilizado bem antes da estreia oficial, que só acontece dia 25 de setembro. Logo de cara, Ben & Kate é a nova Raising Hope, só que com uma família menor, com uma criança bem mais velha e com a figura paterna bem mais maluca.

Não vou dizer que o piloto é bom, que a série superou minhas expectativas. Na verdade, não tinha certeza do que esperar da série. Levei um balde de água fria temporada passada com a estreia de New Girl, que achei extremamente ridícula e desnecessária e ao não ter me convencido em três episódios, larguei com muito orgulho e até hoje tenho preconceito com quem fala que ela ficou boa depois da metade da temporada.

Uma série de comédia sempre demora pegar um ritmo, mas logo no piloto precisa ter algo que funcione. É isso que aconteceu com Ben and Kate. Obviamente, a questão do humor pastelão vai chamar a atenção de um grande público, mas é uma forma que já vimos por quase todas as séries por aí, nada original e que fica cansativa depois de um bom tempo.

Ben e Kate são irmãos que tiveram que lidar com a vida quando eram pequenos. Ben não cresceu, ainda é praticamente uma criança (com a mentalidade de uma também) e Kate teve que desempenhar o papel de mãe, amadurecendo muito cedo, principalmente ao se tornar uma mãe adolescente e solteira.

Ben só aparece na cidade quando quer alguma coisa e, dessa vez, queria interromper o casamento de sua ex-namorada. Pena que chegou bem tarde e ela já tinha até se casado. A filha de Kate, Maddie, é bem xiita dos depressivos anônimos, às vezes parecendo uma pessoa já cansada da vida inteira, mesmo sendo uma criança.

Logo de cara, a química entre os principais é bem legal. Ben, na maioria das vezes, é bem caricato e irritante, mas de uma forma interessante. Kate também sempre fala que não vai ajudar o irmão, mas acaba cedendo, o que obviamente será um problema no futuro, quando ela finalmente conseguir um relacionamento sério.

A série tenta colocar aquele pacote emotivo — de novo, Raising Hope — e em todos os momentos que aparece, consegue entregar cenas emocionantes. Foi uma das grandes qualidades do piloto: soube bem como balancear o humor pastelão com o sentimentalismo, aumentando minha fixação pelos irmãos.

Kate claramente sempre terá um papel mais sério, em contrapartida de seu irmão, que sempre será o bobo alegre. Os dois são bem diferentes e será interessante ver essa dicotomia. Eles possuem um relacionamento bem bonitinho, até Ben fazer alguma loucura e deixar Kate bem irritada. Mas no final, família é família e Ben and Kate é legalzinha. Não estava esperando muita coisa dessa nova série, mas ela acabou sendo exatamente o que eu precisava.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER