Beyoncé, maternidade e Grammy

Se tem uma pessoa que sabe o verdadeiro significado do verbo “lacrar”, essa pessoa é a Beyoncé. Não se passam mais de 12 meses sem que ela faça uma aparição poderosa e, obviamente, a gestação de seus gêmeos não podia fugir à tradição.

Houve quem achou o anúncio da gravidez simples, ou o ensaio fotográfico “cafona”, também teve quem amou e defendeu arduamente… Toda essa discussão, desarmando o mundo para o que viria a seguir… Ah, o Grammy…

Que mulherão da…

Haters podem até dizer que a Beyoncé espetacularizou sua gravidez… E sim, não podemos negar que ela o fez, mas (como todas as suas últimas grandes aparições) o significado de sua apresentação no Grammy foi além do que olhos preguiçosos se propõem a ver.

Tem um mundo inteiro escondido sob o véu

É redundante dizer que há algum tempo o trabalho da Beyoncé possui um foco claramente feminista. Por mais críticas que possam existir pela forma como faz isso, suas músicas, clipes, coreografias tem se transformando em ferramentas empoderadoras do feminino que vai além do sexo, mas enraíza-se na própria identidade do que é ser mulher. Afinal, Who run the world?

Girls!

Interessante é que, apesar de tantas fontes de informação, muitas vezes o conceito de feminismo ainda permanece estereotipado — como a mulher solteira, independente, que busca sucesso profissional e não se liga muito ao conceito tradicional de família. É possível ser feminista assim, claro! Mas não se pode esquecer que a discussão é bem mais ampla. E se você ainda acha que a apresentação da Beyoncé no Grammy foi só “lacração”, bom, seria interessante repensar isso aí.

Ai, meu Deus… Os nenéns!

Vestida de dourado, uma clara referência à divindade yorubá Oxum (algo presente em diversas aparições dela ultimamente), e trazendo em seus movimentos e nas projeções de sua imagem diversos elementos que relembram o arquétipo da “deusa mãe”, Beyoncé utilizou da própria gravidez para empoderar, também, a maternidade. Esqueçam a figura cristalizada na cultura patriarcal da mãe recatada que padece no paraíso. Olhem para a Beyoncé, vestida de sol, e contemplem a força que dá a vida e movimenta o mundo, como as deusas da fertilidade das antigas culturas pagãs.

Como uma deusa…

Em sua coreografia, houve também referências a diversas divindades símbolos da “grande mãe”. Das deusas hindus às imagens originárias da antiga Mesopotâmia e das civilizações nórdicas. Até mesmo a Virgem Cristã, símbolo maior da maternidade para essa religiosidade, pode ser referenciada pelo halo dourado em seu adereço de cabeça (elemento presente nas representações dos santos).

É uma abordagem do feminismo vista por um ângulo que muitas vezes é utilizado (de forma equivocada) como antagônico ao objetivo do movimento. O que as pessoas que estereotipam o movimento feminista esquecem, e que esse é um movimento sobre igualdade… E ser igual é poder ter os mesmos direitos de ser e fazer o que se deseja.

Feminismo é sobre o direito de ter escolhas.

Uma por todas…

Ao longo do tempo, Beyoncé vem dizendo — e sendo vista em sua espetacularização — que as mulheres podem e devem ocupar espaços. Pode ficar Crazy in love. Pode chamar azamiga tudo pra Let’s get in formation e descer até o chão. Pode se sentir Flawless. Pode não querer mais ser uma Single lady… E também pode se deliciar com o desejo e a concretização da maternidade. Deve-se, principalmente, realizar-se sendo mulher.

Escolhas. O que se almeja não é tão complicado. É bem simples, na verdade. Apenas escolhas.

Obrigada, Bey!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!