Chicago Fire 1×12 — Under the knife

Uma forte lembrança que feridos não devem ser varridos para baixo do tapete”. — Wallace Boden.

O episódio começa com o dia seguinte da noite de amor entre Mills e Gabriela. Isso suscita uma observação bastante pertinente: como as pessoas ficam bêbadas rápidas com uma garrafa de vinho na ficção! Até a paramédica percebeu isso. Mas, quem imaginava que ela fosse colocar a culpa no álcool, enganou-se. Muito madura a forma como ambos lidaram com a situação. Agora, Mills levantar mais cedo e fazer um café da manhã para a moça foi muito romântico. #essecarasoueu.

Wallace Boden prova porque merece ser respeitado como o comandante da tropa. Soube lidar com dois problemas de maneira bastante digna. Mesmo que sua posição exige uma certa rigidez, ele usa de toda sua experiência para aconselhar da melhor maneira seus subordinados. Ainda que no caso de Mills ele tenha exagerado um pouco, ao menos tentou contribuir para o lado profissional do rapaz.

Casey pode ter mesmo perdido a chance com Gabriela. Ainda que ele tenha feito algumas discretas investidas na morena, sua cabeça está mesmo voltada para a audiência da liberdade condicional da mãe. Christie, a irmã, continua na defensiva e, depois do episódio, parece que o tenente irá pelo mesmo caminho. A velha tentativa humana de colocar parte da culpa de seus erros em outra pessoa atingiu a mãe do rapaz. Ela caiu em si da burrada que fez. Isso pode custar o favor de Casey.

Chicago Fire 1x12

Hermann tem vivido o seu carma astral. Depois dos problemas com o negócio das limusines, descobre que sua esposa está grávida. Conforme a coluna havia reclamado na semana passada, essa pode ser uma tentativa dos roteiristas de movimentar mais o personagem dentro da trama. Pode não ter sido a melhor opção. É aguardar e ver como isso será desenvolvido.

Cruz está andando na corda bamba. Suas atitudes nos últimos episódios tem sugerido que ele vá cometer algum tipo de suicídio. Se não for contra sua própria vida, será contra sua profissão. A morte do gangster Flaco, livrou o irmão do bombeiro do mal caminho e o deixou com um propósito na vida. Isso parece não ser suficiente para Cruz. Ele precisa falar. E ele vai acabar falando.

O foco principal do episódio foi Kelly Severide. Há doze capítulos, o público acompanha o drama dele em relação ao braço machucado. Depois de se abrir com Boden (por pressão de Leslie), acabou acontecendo o que mais temia: a cirurgia o deixará longe dos trabalhos físicos por quase um ano. É um choque para Severide e ele demonstra pela maneira triste como recolhe suas coisas do quartel e vai para casa.

Melhor para Renée, que está de mudança para Madri e deseja levar o bonitão com ela para a Espanha. Pior para Leslie que ficou muito apreensiva com toda a situação. Foi possível notar as faíscas odiosas entre ela e Renée. Porém, no placar final, ponto para Renée. Na conversa final que Severide teve com Casey no bar, ele revelou a compra das passagens para Madri. Sinceramente, tal situação poderá não ser sustentada por muito tempo e alguma reviravolta acontecerá nos próximos capítulos.

Os casos da semana foram bem fracos e pouco contribuíram para o desenvolvimento da série. O episódio em si foi bastante morno e continua deixando Chicago Fire em uma posição confortável, sem arriscar-se muito. Apesar de garantir uma unidade narrativa segura, fica a sensação de que poderia ser mais incendiária.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER