Chicago Fire 2×22 — Real never waits (season finale)

Mas este batalhão, os turnos, a Shay, disso eu vou sentir falta” — DAWSON, Gabriela.

Não sei se ando emotivo demais ou se realmente Chicago Fire está bem acima da média dos dramas atualmente no ar. O fato é que, nos últimos três ou quatro episódios, a série tem conseguido fazer o que há muito temo não acontecia: me fazer chorar.

Era esperado que a season finale reservasse uma série de acontecimentos emocionantes e impactantes, mas nada havia preparado o terreno para o que estava por vir. Foram quarenta e poucos minutos de angústia, de sofrimento, de um choro engasgado, de emoção e de incertezas.

O começo do episódio retomou o final do anterior e, como era de se esperar, Gabriela Dawson conseguiu ser aprovada no exame dos bombeiros. Quanto a isso, não havia nenhuma surpresa. O que realmente chama a atenção na trama da paramédica é a maneira como ela enfrentará o preconceito dentro do próximo Batalhão, o 105 comandando pelo tenente Tommy Welch.

Chicago Fire 2x22

Pelo pouco que o seriado mostrou de Tommy, ele é um personagem desprezível e que não facilitará em nada a vida de Gabriela na próxima temporada. E o fato de Casey ter ido lá dizer para o cara que a moça não está sozinha e quem tem pessoas por ela só corrobora os maus bocados que ela enfrentará.

Sinceramente, está complicado aceitar o retorno de Devon e maneira como Leslie tem tratado a gatuna. É compreensível que ainda exista algum tipo de sentimento, mas a moça mal retorna e a loira já a abriga? Severide, com toda razão, sai em defesa da amiga. No entanto, Leslie parece estar confortável com a situação. Torcer para Devon não ser a filha da mãe de outrora e faça a nossa loira preferida sofrer.

E já que o assunto é Severide, a trama reservada a ele nessa season finale foi de partir do coração. O incêndio no Colégio St. Mary colocou a equipe do Batalhão 51 em momentos de muito risco. Mills e Severide demorando em responder ao chamado do Comandante Boden deixou todo mundo apreensivo. A demora foi justificada com a criança resgatada.

Todavia, como nem toda chamada é sinônimo de sucesso, um garoto foi encontrado com vida e com o corpo todo queimado após o incêndio ser contido. Severide ficou bastante mal com a situação. Esse tipo de cena acentua ainda mais como o bombeiro é um bom moço, um herói e possui ótimos valores humanos. É muito bom que Chicago Fire continue colocando esses momentos de reflexão sobre a prática da profissão.

Boden vai se casar e pede a Herrmann que seja o padrinho. Isso, de cara, já não ia dar muito certo. Herrmann tem séries problemas em manter sigilo sobre as coisas e logo todo o batalhão fica sabendo. Não ter conseguido reservar a Catedral e ter mudado a cerimônia para o prédio dos bombeiros foi uma das melhores decisões. Toda a sequência foi linda e emocionante.

Mas nada conseguiu superar o apaixonado pedido de casamento de Casey a Gabriela.

Gabriela Dawson, você é a mulher mais forte e sincera que eu já conheci. Sou um homem de sorte por ter você na minha vida e quero que fiquemos juntos para sempre. Quer se casar comigo?” — CASEY, Matthew.

Antes que a morena pudesse responder, a conhecida sirene é soada e o prenúncio de mais uma tragédia se desenhava. A impressão que tudo ia muito mal se confirmou com o prédio aparentemente sem chamas e pela ausência de trilha sonora. Chicago Fire nos ensinou que, quando uma cena comum acontece sem música de fundo, as coisas ficarão muito piores. Boden e seu terno de noivo coberto por fuligens são o retrato do desespero. É justamente esse cliffhanger que somente a próxima temporada irá nos responder: o que aconteceu com todos os integrantes do Batalhão 51 que entraram no prédio antes que ele explodisse?

Haja coração, meus amigos.

Uma temporada irrepreensível e bastante regular, sem grandes deslizes. Muita agilidade, muito drama e uma evolução narrativa impressionante. O visual da série também cresceu, evidenciando um cuidado maior com a produção. A terceira temporada vem aí e a NBC prova que, quando quer, consegue criar bons dramas.

Nos vemos na terceira temporada de Chicago Fire. Até lá!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER