Chicago Fire 3×03 — Just drive the truck

Nenhum de nós duvidou de você por um segundo, está bem? Então, não comece a duvidar de si mesmo” — CASEY, Matthew.

Estava demorando para a rivalidade entre o tenente Welch e os bombeiros da Brigada 51 terminasse em tragédia. E aconteceu da pior maneira possível: uma colisão violentíssima entre os dois caminhões dos bombeiros enquanto eles se deslocavam para o atendimento de um incêndio.

Se no episódio anterior, as duas brigadas fizeram uma disputa para ver quem chegaria primeiro à ocorrência, dessa vez a “corrida” não terminou bem. E o pior é que quem levou a pior foi motorista comandado por Welch, ficando entre a vida e a morte. E Cruz foi devidamente responsabilizado por imprudência.

A cena do impacto foi surpreendente e inesperada. Aliás, Chicago Fire tem se especializado nisso desde a segunda temporada. Se antes, tudo parecia um tanto quanto previsível. Agora, os roteiristas têm insistido na ideia de que tudo pode acontecer. E, quem ganha com isso, é o espectador.

Chicago Fire 3x03

Desde o início, a confiança do espectador em Cruz é testada. Primeiro pelos testes para drogas e bebida. Depois, por causa de um vídeo trinta segundos antes do acidente mostrando Cruz ultrapassando um sinal vermelho. Tudo levaria a crer que o rapaz seria o culpado por todo o acidente.

Sorte que no fim tudo se resolveu. Por mais que Cruz não seja um dos personagens mais importantes de Chicago Fire, conserva certo carisma. Teve todo o problema com o irmão envolvido nas drogas e não precisava de mais um drama pesado em sua vida. Ainda mais agora que ele comandará o Molly’s II com a ajuda de Mouch, merece um pouco de sossego.

E melhor ainda saber que Welch receberá a devida responsabilidade pelo acidente. O sujeito é pra lá de antipático.

Gabriela Dawson finalmente conseguiu o seu sonho de conseguir uma vaga como bombeira. Pena que para isso ela tenha que sacrificar o seu casamento. É o tipo de mulher moderna que não pensa duas vezes em deixar tudo para depois para privilegiar sua carreira. O mais legal é que Casey oferece o suporte necessário para a amada. Até fingir que terminaram a fim de não complicar o futuro dela.

Peter Mills não pode continuar como bombeiro devido a um problema decorrente da fatídica explosão. Mas ele não perde tempo e já se candidata à vaga de paramédico deixada por Dawson. E será ótimo, pois assim ele permanece no seriado. De quebra, ainda fez as pazes com a família de seu falecido pai.

Aos poucos, Newhouse começa a tornar-se parte da família Chicago Fire. O próprio fato de ter surgido com um trailer e dado a ideia de ser sócio do Molly’s II mostram que ele é um homem de muitos recursos. Vamos aguardar.

Apesar de um pouco sumido, Severide teve tempo de dizer que ainda não superou totalmente a morte de Leslie. O que é absolutamente normal. Mas suas ausências após o turno começa a preocupar.

Destaque para a participação especial da Tenente Platt, de Chicago P.D. A namorada de Mouch é absurdamente divertida em suas aparições.

Acompanhem as cenas do próximo episódio.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER