Chicago Fire 3×05 — The Nuclear Option

Farei de você uma bombeira” — HERRMANN, Christopher.

Um episódio um tanto quanto morno levando em consideração as doses cavalares de adrenalina injetadas na terceira temporada. Na verdade, este quinto episódio serviu como uma introdução para os novos arcos narrativos. Essa é uma das marcas de Chicago Fire: um roteiro dinâmico, que não demora muito em resolver conflitos e apresentar novos.

Três linhas foram introduzidas e, pela promo, ao menos uma delas terá continuidade no próximo episódio.

A família de Matthew Casey é conhecidamente complicada, a começar pela prisão da matriarca. Agora, quem apresenta problemas é a irmã Christie. Na verdade, quem procura Casey inicialmente é a sobrinha Violet que se envolveu em encrencas na escola. A partir daí, o tenente toma conhecimento a respeito da tumultuada vida conjugal da irmã.

Chicago Fire 3x05

Não precisou aparecer muito para perceber que Jim Jordan, marido de Christie e que a trai com a recepcionista da empresa, não é um bom sujeito. Todo o diálogo inicial de Casey com ele deixou transparecer a sensação que Jim é um mau caráter. Adam Rusek, de Chicago P.D., em uma participação especial, corroborou as suspeitas.

Mostrando mais uma vez que corre sangue naquelas veias, Casey colocou o cunhado contra a parede no melhor estilo Voight de agir. O tenente, de vez em quando, deixa de lado seu bom mocismo e age de maneira contundente. Ele se encaixa muito bem na linha “não mexe com a minha família”.

Em contrapartida, tem se mostrado complacente quando o assunto é Dawson. Ele se esquece de que, apesar de ser sua amada, ela é uma cadete e tem que ser tratada como tal. Quem não gosta muito da situação é Herrmann.

Aliás, Herrmann é um personagem que provoca muitas sensações no espectador. Se em um momento ele parece ser companheiro, amigo, leal, no instante seguinte apresenta um comportamento machista e quase agressivo. E ele passa boa parte do episódio implicando com Dawson. Até que a morena atinge seu limite e, em uma conversa franca, confronta-o. Ótima atitude dela. Agora, ao invés de um algoz, ganhou um aliado para se transformar em uma bombeira de verdade.

Sylvie ainda está tentando achar seu espaço dentro da série. Seu problema de relacionamento com o ex-noivo Harrison ainda não empolgou, mas ao vê-la expulsando um ladrão desferindo golpes de taco de beisebol causou boa impressão. Talvez seja um caminho a seguir. Ainda mais com Severide lançando alguns olhares ternos para a loira.

Por falar em Severide, o bombeiro ainda está com os problemas com bebida e farras noturnas. Sorte que estas atitudes não afetaram seu trabalho e ele consegue pensar rápido quando é preciso. Mas até quando?

Como dito no início, um episódio que serve como ponto de partida para novos dramas. E Chicago Fire é cheia deles.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER