Chicago Fire 3×06 — Madmen and Fools

Se você desiste de dar uma segunda chance as pessoas, elas deixam de ter uma”. BRETT, Sylvie.

Sinceramente Chicago Fire é uma série que dificilmente decepciona em seus episódios, não tenho certeza se é por causa dos personagens extremamente cativantes e/ou extremamente sexys, a forma como as histórias são apresentadas, tudo sobre a série inspira confiança e vontade de ver mais, por isso não me surpreenderia de daqui há dez anos ainda estivermos falando sobre ela.

Madmen and Fools foi um dos poucos episódios sem incêndios até hoje, não sei dizer se foi o único, mas nem por isso podemos dizer que o episódio não estava pegando fogo. A começar pelo primeiro acidente, o garotinho que vimos no promo preso pelo pescoço na grade de uma sacada, e Kelly Severide (aqui eu escrevo um quote) diz: “I’m more of an anaconda guy myself, quem coloca um tipo de fala desse em um roteiro? Sobre isso, este será meu único comentário, pois a cada um deve se reservar o direito de não dizer nada, apenas sentir (inclua aqui risos infinitos).

Continuando pelo que realmente importa, quando eu vi a hashtag #HotCasey no twitter pensei: “é gente, Chicago Fire, estamos falando de Jesse Spencer, uma hashtag dessa é praticamente redundante”, mas então eu assisti o episódio e descobri sobre o que eles estavam falando, porque quando você vê o Casey defendendo a família #HotCasey é praticamente uma ofensa, pois nem começa a descrever o quão “hot” é assistir isso. E sobre esse caso, foi engraçado ficar chocado como um pai pode tentar fazer o que o ex cunhado dele estava fazendo com a família, e hoje pela manhã escutar uma história similar na família de uma pessoa que nunca viu um episódio da série na vida, é aquele caso em que você parar para pensar como mesmo quando a arte mostra um caso horrível, não chega ser tão ruim quanto a realidade, porque com uma ajudinha do Newhouse, Casey consegue salvar o dia para irmã (sonsa por sinal), que ia sair de um casamento sem nada e ainda comprometer a educação e a vida da filha Violet, só porque ela não queria sujar as mãos, por assim dizer, bom, nem todo mundo tem um Casey pra salvar a vida, no caso dela dizer que ela teve sorte é eufemismo.

Twitter78379f0

Dawson (a segunda metade do meu casal favorito na série #Dawsey), pode dizer que não teve um episódio fácil, afinal a personagem não tem o direito de simplesmente ficar confortável ao lado de seu amado o tempo todo, e como ela realmente quer ser uma bombeira de respeito, ficar na cola do Herrman, não foi nada divertido, pois ele fez a moça trabalhar dobrado, colocando não só suas habilidades a prova, como também sua paciência, ver ela descontando a frustração em um pneu com uma marreta foi impagável. Interessante foi ver alguns problemas serem rapidamente solucionados nesse episódio, Chicago Fire não costuma prolongar sofrimentos de qualquer forma, mas ainda sim pensei que o caso da irmã do Casey e Dawson vs. Herrman fossem se estender mais alguns episódios. Em todo caso foi fofo ver o bombeiro mais velho em seu mais que usual comportamento “morde e assopra”, porque depois de fazer a moça ralar feito uma condenada ele dá o devido crédito a ela, depois que eles dão assistência a uma batida policial, que não foi atendida pelos personagens da série derivada Chicago P.D. o que foi uma pena, porque eu adoro os crossovers entre as séries irmãs.

Voltando ao caso do garoto com a cabeça presa, tivemos mais destaque para a Sylvie, que confesso, só o fato de ela ser a substituta da Shay (#RIPShay #MissShay) já era motivo o bastante para eu não gostar da personagem, mas aí no episódio anterior ela mostrou um lado badass colocando tanto um ladrão, quanto o ex/atual/ex novamente noivo, pra correr, e em Madmen and Fools ela deu continuidade ao comportamento, quando viu uma mãe ser erroneamente separada do filho, por causa de erros do passado, que a mulher provou ter superado, a melhor parte foi que ela enfrentou a atitude estúpida do Severide que deu um corte dolorido na mulher quando ela foi buscar ajuda. Brett não aceitou um não como resposta do assistente social que provavelmente demoraria muito mais que o necessário para arrumar as coisas, enquanto ambos mãe e filho sofriam com a separação. Sylvie nunca, jamais em nenhuma circunstância, chegará aos pés de Shay, mas é bom ter uma personagem realmente bacana para amar e respeitar, até que a morte ou a demissão da atriz nos separe. A morte da personagem gente, não me levem a mal na frase anterior.

Foi um dia cheio para Brett, que em um segundo caso, acompanhada apenas por seu parceiro Peter “Sem Graça, Cara de Cachorrinho Abandonado” Mills atenderam, onde um cara muito chapado com um espeto enfiado no olho, sufocou o amigo com uma “corndog”, um daqueles salsichões que vem no espeto, de dá nojo só de imaginar do que aquilo é feito, de qualquer forma ela se saiu bem lidando com o caso, que foi o ponto alto no sentido cômico de um episódio que veio com diferentes tipos de cargas emocionais.

Por fim o final feliz que todos esperavam também foi um gancho para problemas que estão por vir, durante todo o episódio Severide tentou ensinar Capp a apostar nos cassinos, pois os dois partiriam para uma noitada em Vegas, no último momento Capp, assim como os outros membros do resgate, desistiu do “passeio”, primeiro ponto, a mulher que conseguiria finalmente o filho de volta chega para agradece-lo e ele dá o crédito a quem realmente mereceu, Sylvie, segundo ponto, ele convida a moça para ser sua parceira de noitada e ela quase aceita, nós já sabemos que muito provavelmente vai rolar mais tensão entre os dois, e terceiro, último, mas não menos importante ponto, ele vai para Las Vegas e conhece uma mulher que tudo nela grita “PROBLEMA”, não seria surpresa se ele voltasse casado do pequeno passeio, afinal nem tudo o que acontece em Vegas fica em Vegas, aguardando pra ver no que isso vai dar.

Por falar em aguardar, vai demorar um pouco para vermos o resultado da noitada do tenente, pois Chicago Fire vai pular uma semana de exibição e volta com um episódio de Crossover triplo, com sua irmã Chicago P.D. e uma veterana de sucesso histórico Law and Order SUV, pelo promo podemos apenas esperar coisas boas, enfim, vocês entendem o que eu quis dizer.

Obrigado por lerem o review, não sou o responsável pela série aqui no Box, mas essa semana fui incumbido de escrever sobre o episódio, espero que gostem, mais críticas minhas em Chicago P.D, Arrow e Gotham.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER