Chicago Fire 3×13 — Three Bells

Ela era o batimento cardíaco… Nós seguimos em frente, mas nós não esquecemos”. HERRMAN, Christopher

Com um episódio cheio de ótimos quotes, alguns podem se perguntar porque escolhi uma fala interrompida do Herrman para começar essa crítica. Bom, a resposta é que você só se fez essa pergunta se não prestou atenção no episódio, pois Three Bells pode facilmente ser resumido a esta fala. O recado foi dado, ao longo dos treze episódios desta temporada, nos quais descobrimos que Shay morre logo de cara, chegou a hora de seguir em frente. Noventa e nove porcento do público amava a personagem, por isso nunca vamos esquecê-la, mas que acabem as críticas depreciativas, pois ao contrário dos universos fantásticos dos super-heróis, em Chicago Fire não haverá espaço para personagens ressurgidos das cinzas.

Confesso que não lembro se Megan apareceu antes, memória de peixe dourado a minha, mas eu bem que achei que ela fosse uma vaca nas primeiras cenas, quando ela dá uma tirada master na Gabi. No entanto, ela foi ótima, chorei mil litros durante esse episódio inteiro, todo dedicado a Shay, de certa forma. Mas por que eu estou fazendo crítica de Chicago Fire se o Xico que fala dessa série? Porque era para ser um #CrossoverEvent #OneChicago. Não sei vocês, mas realmente esperava mais participação da série irmão Chicago P. D. no episódio. Tirando uma aparição quase imperceptível da Kim e do Sean, no último segundo do Dawson, não houve muito o que chamar de Crossover, ficou mais para uma história casada, a investigação independente do Kelly e Gabi não deu muito certo e a mais nova cadete dos bombeiros recorre ao irmão para conseguir pegar o cara que de certa forma matou Leslie.

Fico com pena do ator Robert Knepper, porque ele só faz papéis bizarros, mas confesso que ele é um gênio nisso e deve continuar assim. Conhecemos seu personagem nesse episódio e ele faz bonito em seu primeiro encontro com Kelly. Gente, por falar em Severide, quando a sargenta chama ele para servir como “intimidador”, vem me intimidar aqui em casa. Ok, parei. Enfim, o incendiário, como eu disse, foi bem bizarro.

Chicago Fire

Gosto de todo elenco regular e convidados de Chicago Fire, sempre temos excelentes atores, a qualidade dos episódios é fantástica, palmas para equipe do Dick Wolf. Só achei um pouco, mas bem pouco, forçado amarrar a história do incendiário com a morte do pai do Mills. Faz sentido e deixa a história mais complexa, ainda assim acho um jogo de conveniências meio conveniente demais. Funciona, não é ruim, mas também não era exatamente necessário.

Enfim, a parte que eu realmente me debulhei em lágrimas foi o tributo a Leslie Shay, na frente do Batalhão, o discurso da Gabriela, todos uniformizados bonitinhos, Kelly e Matt sempre mais lindos de todos. Com certeza Megan entendeu o porquê a irmã se dedicava tanto ao trabalho, aquela era a segunda família dela, e pelo pouco que entendo dos bombeiros do mundo real o relacionamento entre eles é bem esse mesmo. Como eles se arriscam juntos para salvar vidas ,aparentemente um laço mais forte se forma nesses ambientes, o que é bem legal e vejo sempre que a série homenageia também esse lado da profissão.

Agora vamos combinar que o que realmente me deixou subindo pelas paredes foi o promo de CPD. Para tudo, “eu quero assistir você queimar”, Gabriela em apuros… E por falar nisso, espero que os acontecimentos de CPD façam o Casey deixar de ser banana e pegar essa mulher e não soltar mais, porque não importa o que esteja acontecendo, sempre serei #Dawsey de coração. Por enquanto é isso pessoal, o Xico avisou que minhas críticas estavam muito descritivas, espero que essa tenha sido mais coração! Não tinha como não ser, todos choram. Semana que vem ele reassume Chicago Fire e eu volto para CPD amanhã! Até lá.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER