Chicago Fire 4×01 — Let it Burn

Chicago Fire tem um início de temporada satisfatório, mas deixa a desejar com Let it Burn, que não queima e não apaga.

Estar com você é o que faz sentido, talvez a única coisa que faça. Nunca mais quero deixar você fora da minha vida de novo.” CASEY, Matthew

Acalmem os ânimos, o primeiro episódio dessa temporada não foi ruim, na verdade foi muito bom, mas teve seus problemas.

Começando pelo caso #WereIsCasey, o plot que foi a base da campanha durante o hiato, nem começou e já terminou. Mesmo com o tenente remoendo o que havia acontecido, pareceu um tanto descuidado da parte dos roteiristas a forma como o assunto foi trabalhado.

Entre outros problemas com enredos que surgem e desaparecem na velocidade da luz, chegou a hora de apontar o que chegou de bom para o quarto ano da série.

Chicago Fire

O mais surpreendente de todo o episódio foi a reação de Casey com a revelação de Dawson! Se Dick Wolf tivesse consultado a sua própria cartilha, a história ficaria muito mais intrigante. Já pensou se, quando o tenente se resolveu, a moça já tivesse feito um aborto? Mas, com esse drama reduzido, devemos ter uma maré de boa sorte para o casal.

Em contrapartida, Severide rebaixado e trabalhando sob ordens de outro tenente aumentou a tensão que já não andava boa na Batalhão 51. Finalmente alguém reparou que a vaga de candidato no Squad 3 estava com problema e, como sempre, a corda arrebenta para o lado mais fraco.

Kelly resolveu lidar com isso da melhor forma: não lidando com o assunto. Hermann falou isso sobre Casey, mas a regra parece se aplicar para ambos. Seria interessante ver o ex-tenente girando sem controle novamente.

Mais uma série parece ter recebido conselhos de Shonda Rymes. Brincadeiras à parte, vemos claramente em Let it Burn que houve uma tentativa de apimentar um tanto as coisas com a chegada do novo candidato Borelli.

No fim das contas, Chicago Fire parece ter revisto seus conceitos mais uma vez, reaproveitando o que fez da série um sucesso e descartando o que estava fazendo seus episódios se arrastarem.

O trabalho aprofundado sobre a humanidade, tanto no caso do incêndio quanto no atendimento a grávida que foi baleada, a emoção e como os personagens lidam com tais situações, alavancou o episódio.

A volta do romance que parecia um tanto banalizado entre Gaby e Matt era um fator necessário para o show, e o trabalho constante de introdução de Chicago Med ao universo foi primoroso.

Só podemos esperar que daqui pra frente a temporada seja recheada de casos como esse, e que não aconteça como no ano anterior onde tivemos uma ótima temporada com um final fraco.

Qual a sua nota para o primeiro episódio dessa temporada? Deixe seu voto no placar e diga do que gostou ou não em Let it Burn, não sem antes conferir o que teremos na próxima semana:

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER