Chicago P. D. 2×15 — What do You do

Mais cedo, você me disse que não estava fazendo nada para mudar sua vida, hoje definitivamente você fez”. ROMAN, Sean

Ok, What do You do, deveria ter se chamado Whe Need Talk About Burgess, ficaria bem mais legal, mas enfim, Dick Wolf sabe o que faz, e esse foi um dos episódios mais legais, no sentido desenvolvimento de personagem, da série até hoje. Confesso que no início eu nem ligava muito para ela, pelo menos até Kim perder o cargo na inteligência para Atwater, o que foi um soco no estomago, foi quando percebi o quanto gostava da personagem.

O episódio em geral foi o maior rolo, em resumo Burgess e Roman seguem um cara que estava fazendo outro de refém, quando são surpreendidos por um chinês locão que os desarma e tenta sequestrar os dois, mas Roman dá um de super man e vira uma bagunça no barracão, Kim da a volta para resgatá-lo, quando também é feita de refém com seu parceiro ferido, um outro cara de outra gangue do bairro matou os chineses, eles estão quase conseguindo sair quando outros dois caras aparecem e acabam com o final feliz, e quando eles se livram desses dois caras que chegaram por último, depois de muita luta, é claro, aparece outro chinês quase mata os dois e finalmente eles são resgatados. Resumo rápido de toda a jornada sobre nossa amada Burgess.

Agora sem brincadeira, What do you do foi bem especial, porque há algum tempo a personagem, apesar de sua evidência na série, tem sido mal utilizada, na minha opinião, pois já se provou digna de mais destaque, e finalmente ela conseguiu, todos amam Burgess e queremos que ela seja feliz. Acredito também que ela seria uma ótima adição para o pessoal da inteligência, pois de todos ela é que teria mais coração, uma pessoa sem um passado negro, não que outros personagens já não tenham estas qualidades, mas acredito que Kim ofereceria um pouco mais de inocência ao time, talvez fosse algo interessante.

NUP_167164_0024_FULL

O que esperar como resultado deste episódio? Não tenho ideia, como comentei na minha review de Arrow, esses episódios de enrolação dessa época do ano, tendem a acabar deixando a série exatamente onde estava, eu definitivamente preferiria que com essa “evolução” da Kim, ela esteja finalmente pronta para ir para inteligência e Voigh esteja disposto a aumentar o time. Dedos cruzados.

Foi muito lindo o final, depois de passar por todo o perrengue, ter uma arma apontada para sua cabeça várias vezes, depois ter que lutar, literalmente, pela própria vida e para salvar Sean, executar um procedimento cirúrgico, enfim, aquela bagunça toda, finalmente ela pode sentar e chorar tudo para fora, nada melhor, detalhe que todo o tempo em que está de uniforme ela se mantém firme, Kim só desabou quando estava despida no vestiário, pontos de profissionalismo para a moça nessa cena. Foi muito fofo, Ruzek ficar com ela ali no banquinho dando apoio, em um momento totalmente vulnerável, pois no meio de uma crise existencial ter um dia desses foi até demais para ela.

Ok, nem todo episódio foi sobre a Burgess, mas ela definitivamente foi a estrela maior, pontos de vantagem ver Halstead e Lindsay fazendo planos para o futuro, sim foi fofo, cheio de unicórnios coloridos saltitantes, deixando um rastro de purpurina pelo ar, Ruzek tão preocupado com a amada desaparecida que nem pareceu notar a aproximação de #Linstead, é tão fofo estar apaixonado, esses personagens me matam.

Todo mundo da inteligência fazendo treinamento com os aparelhos de choque, foi bem engraçado, teria sido mais se enquanto eles estivessem eletrocutando uns aos outros, detalhe para Erin gentilmente eletrocutando Jay na virilha, morri nessa cena, #Linstead é vida, a coitada da Kim não estivesse vivendo o maior inferno da vida, mas não foi culpa de ninguém, créditos para o Adam que se preocupou com ela bem cedo, mas como havia a possibilidade da amada estar brava por ele ter desmarcado o almoço deles, demorou um pouco mais para ele tomar providências de fato. Platt ficou apagadinha, como a maior parte do elenco, mas eu realmente gosto desse jeito dela de fingir que não se importa, mas tomar medidas práticas para resolver os problemas, quando Ruzek vem pedir informações sobre Burgess, foi fantástico ela não dar a mínima, depois pedir a localização da viatura.

Outro ponto que pode ter mostrado um interesse maior de Voight em Kim, foi quando Ruzek vai até o chefe para dizer que a amada está desaparecida, e Hank libera a equipe toda para o resgate, talvez seja um indício de que ele talvez esteja disposto a mexer alguns pauzinhos para aumentar o time. Mas tudo que nos resta é esperar, como comentei antes, esse tipo de episódio costuma não ter grande impacto no quadro geral da série, mas ter esperanças não custa. Todos amam Burgess e fim de papo, ela divou nesse episódio, seria legal ver ela e Erin em ação na inteligência. E por hoje é só pessoal, essa semana ao contrário de Chicago Fire que resolveu voltar só dia três de março, teremos Antonio de volta aos holofotes, nosso detetive latino aparentemente vai sofrer bastante enquanto trabalha disfarçado. Já é amanhã, essa semana posto a crítica sem atrasos então logo mais teremos mais CPD comentado aqui.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER